Rumor Central de Rumores Xbox - "Eu aumento, mas não invento"

1,906
1,435
São Carlos
Eu acredito que ele se referiu ao termo humilhação, ao fato de Alan Wake ser uma das "pérolas" que era exclusiva da marca Microsoft, e muitos pediam uma sequência e a Microsoft nunca ouviu, enquanto a Sony já "entregou" de imediato oq os fãs queriam a anos.
Continuando o que o @koln falou.

Crash era uma das IP´s mais fortes do PS1, um "representante" da marca. E depois da venda da IP, ele apareceu em outros consoles, Xbox, Xbox 360, Xbox One.

Isso são negócios, e pra anunciar e mostrar um jogo desse tão rapidamente, precisa estar meio que no forno, e não acredito que esteja.
 

MainFrame93

Velhato
PXB Gold
778
1,043
Curitiba
Continuando o que o @koln falou.

Crash era uma das IP´s mais fortes do PS1, um "representante" da marca. E depois da venda da IP, ele apareceu em outros consoles, Xbox, Xbox 360, Xbox One.

Isso são negócios, e pra anunciar e mostrar um jogo desse tão rapidamente, precisa estar meio que no forno, e não acredito que esteja.
Comparação pífia

Crash nunca foi da Sony, Crash nunca foi da Naughty Dog , a ND era apenas a desenvolvedora de um projeto da Universal
Quando a Sony comprou a Naughty Dog em 2001 a IP era da Universal e passou pra Vivendi (Hoje Activision), ou seja nunca deixaram Crash escapar porque nunca foi deles.

Alan Wake sempre foi da dupla Microsoft + Remedy e só não teve sequência porque a Microsoft não quis
A Microsoft deixou a IP escapar e seria sim no minimo vergonhoso se AW2 fosse exclusivo PS4/PS5 e um sucesso.
 

Wenimaths

Viciado
361
347
Natal
Não sou especialista no assunto, mas, como alguém falou, vcs têm certeza que a Remedy poderia lançar Alan Wake 2 sem os direitos de publisher vencidos, pq a trademark estava em nome da MS, independente se fosse AW 1, 2, 3...

Se a perda dos direitos de publicação por parte da MS agilizar o Alan Wake 2, fico feliz, mas eu realmente gostaria de ver uma sequência exclusiva do Xbox.

Obs: eu joguei o primeiro game
 

RAYMON

XBOX MVP
Administrador
9,653
14,320
São Paulo
Desculpe mas essa comparação não faz nenhum sentido, ME sempre foi da EA, FF sempre foi da Square, na época nem existia Xbox.
Se pensar desse jeito The Witcher "era da Microsoft"

O caso de Alan Wake é muito parecido com Sunset Overdrive, jogos fantásticos que não venderam tão bem e a Microsoft simplesmente descarta.
Todos jogos de terceiros com seus contratos de exclusividade. Cada jogo citado é de propriedade daquela que o desenvolveu.
 

Blanka

Jogador
2,346
611
João Pessoa, PB
Eu só espero que agora saia uma sequência do jogo, pois já está na hora. Zerei no X360 e no PC-STEAM.

Esse jogo tem um potencial enorme. Uma grande perda para a Microsoft.
 

MainFrame93

Velhato
PXB Gold
778
1,043
Curitiba
Final Fantasy "era da Sony"
Mass Effect "era da Microsoft"
... Só mais uma página na história.
Que ???
Quando Final Fantasy nasceu a Sony nem pensava em fabricar console próprio e já era uma franquia de sucesso no NES e SNES, os famosos 7, 8 e 9 foram exclusivos porque o cartucho do Nintendo 64 simplesmente não comportava a ambição desses jogos. Os jogos 10 11 e 12 foram exclusivos de PS2 porque GC e Xbox eram irrelevantes, ainda mais em jogo de nicho. Quando o playstation teve um concorrente a altura como foi o Xbox 360 os final fantasy voltaram a ser multiplataforma, sendo que o X360 recebeu os antigos 11 e 12 (enquanto o ps3 não os recebeu) e o 13 lançado na geração.

Já Mass Effect teve o que parece ser o mesmo destino de Alan Wake, um exclusivo financiado pela Microsoft que deixou a IP e o estúdio escapar por não querer investir
 
Última edição:
  • Curtir
Reações: Péricles Freitas

CaioNF

Novato
828
636
Ainda não entendo essa [email protected] toda em cima do Alan Wake. Quando o jogo saiu no 360 "ninguém" comprou. A Microsoft não foi atrás de uma sequência justamente porque flopou. Se lançarem Alan Wake 2 muita gente que fez o maior auê também não vai comprar, principalmente no lançamento. Então pra que essa discussão toda? Se a Remedy lançar o jogo sozinha, blz. Provavelmente será multi plataforma, capaz de vir até com o Alan Wake original pra galera pegar a história. Se não lançar no xbox, pois bem, a maioria não iria jogar mesmo.
 

ronabs

Opa
Moderador
12,034
23,189
Porto Alegre
Ainda não entendo essa [email protected] toda em cima do Alan Wake. Quando o jogo saiu no 360 "ninguém" comprou. A Microsoft não foi atrás de uma sequência justamente porque flopou. Se lançarem Alan Wake 2 muita gente que fez o maior auê também não vai comprar, principalmente no lançamento. Então pra que essa discussão toda? Se a Remedy lançar o jogo sozinha, blz. Provavelmente será multi plataforma, capaz de vir até com o Alan Wake original pra galera pegar a história. Se não lançar no xbox, pois bem, a maioria não iria jogar mesmo.
Jogos exclusivos causam esse tipo de ação/reação, só ver o tópico de Lucky's Tale no Switch, esse sim um jogo que quase ninguém jogou mesmo.

Alan Wake e American Nightmare venderam, juntos, mais de 4.5 milhões de cópias até março de 2015, tá longe de ser uma franquia que flopou.
 
Última edição:

koln

Casual
55
27
Bruhzil
Sobre os jogos japoneses, desde sempre foi assim, é parte das desenvolvedoras/publishers que dão apoio desde lá atrás como a Namco, Sega e Capcom, o X360 mesmo teve IP que nunca recebeu porque dependiam muito das vendas do Japão, e o console não vendeu bem, por conta disso o resto do mundo paga o preço.

Alias, falando em jogos japoneses, na geração do 360 a indústria chegou ao seu mais baixo nível, a Microsoft injetou dinheiro em exclusivos e mesmo assim o console não vendia bem lá, e esses jogos aqui foram considerados no máximo bons em alguns casos, basicamente os donos de X360 foram introduzidos com jogos de qualidade duvidosa e de cara ainda por cima, até os donos de PS3 que recebiam os jogos multi ou pouco depois também falavam desse problema, era comum o pessoal se questionar se a indústria lá não estava para morrer de tanto jogo flop em qualidade.

Isso sem contar que era comum as versões de 360 de qualquer jogo japa acabar nem tendo lançamento na terra natal pelas vendas pífias do console.

Jogos exclusivos causam esse tipo de ação/reação, só ver o tópico de Lucky's Tale no Switch, esse sim um jogo que quase ninguém jogou mesmo.

Alan Wake e American Nightmare venderam, juntos, mais 4.5 milhões de cópias até março de 2015, tá longe de ser uma franquia que flopou.
Não é que flopou de fato, e sim que não fez o sucesso esperado, vendeu esse tanto contando com o passar dos tempos, promoções, versão de PC e etc. O jogo deve ter se pagado num tempo maior do que esperado para o porte, e deu no que deu, mas mesmo assim a Microsoft quis mais um jogo da Remedy que acabou sendo o Quantum Break.

Sunset Overdrive é um jogo ruim? Pedir uma sequência dele é fazer auê? Eu vejo gente pedindo sequência de jogos bem piores como RYSE. Deixar a Remedy e Alan Wake irem embora é muito ruim, era um bom estúdio e uma boa IP. Sunset Overdrive é um jogão que não vendeu porra nenhuma também, então por isso tem que pegar e cagar para IP?

Veja o primeiro The Evil Within, não vendeu tão bem, não foi esse sucesso todo e a Bethesda foi lá e fez o 2 que se saiu muito melhor que o primeiro. Não é simplesmente pegar a abandonar o jogo assim. Se pensar desse jeito só teremos Halo eternamente no Xbox, porque nem Gears e Forza estavam vendendo bem no One.
TEW na realidade vendeu bem sim, foi a nova IP de Survival Horror que mais vendeu em um mês em anos, depois foi superado pelo Dying Light.

Entendo que é ruim ter que deixar ir, mas é melhor assim do que ficar na gaveta, como já disse, seria mais um entre tantos na indústria a ficar lá.
 
Última edição:

Lightwarrior8

Viciado
553
522
Juiz de fora
Me corrijam se eu estiver errado. Quantum Break criou fundos para a Remedy desenvolver seu próprio jogo multiplataforma (Control), e a MS não deve ter tido interesse em Alan Wake 2 ou algum outro jogo da Remedy .
Acho que é questão do Control dar um bom retorno financeiro para Alan Wake 2 criar vida , provavelmente sendo um multiplataforma.
Não vejo a Sony comprando o estúdio , no máximo fazendo um acordo para um exclusivo temporário. Eu apostaria mais na compra da Insomniacs.
 
1,906
1,435
São Carlos
Comparação pífia

Crash nunca foi da Sony, Crash nunca foi da Naughty Dog , a ND era apenas a desenvolvedora de um projeto da Universal
Quando a Sony comprou a Naughty Dog em 2001 a IP era da Universal e passou pra Vivendi (Hoje Activision), ou seja nunca deixaram Crash escapar porque nunca foi deles.

Alan Wake sempre foi da dupla Microsoft + Remedy e só não teve sequência porque a Microsoft não quis
A Microsoft deixou a IP escapar e seria sim no minimo vergonhoso se AW2 fosse exclusivo PS4/PS5 e um sucesso.
Eu esqueci que o primeiro Crash saiu em todas as plataformas...

Mas é aquela coisa, um peso pra Sony e um peso pra Microsoft.
 

CaioNF

Novato
828
636
Jogos exclusivos causam esse tipo de ação/reação, só ver o tópico de Lucky's Tale no Switch, esse sim um jogo que quase ninguém jogou mesmo.

Alan Wake e American Nightmare venderam, juntos, mais de 4.5 milhões de cópias até março de 2015, tá longe de ser uma franquia que flopou.
Me equivoquei no quesito flop, mas meu argumento não se altera tanto por conta disso.
Era exatamente sobre essa reação que eu me referia. Essa questão da exclusividade fala muito alto por que as pessoas compram um console e fazem dele e de seu ecossistema uma família. Esse comportamento pra mim não faz o menor sentido. Reclamavam que não saia Alan Wake 2. Agora que existe a possibilidade da Remedy fazê-lo reclamam que não é exclusivo. Digo, qual a importância do povo do PS não jogar a parada?
 
  • Curtir
Reações: MASSALLER-MG

ronabs

Opa
Moderador
12,034
23,189
Porto Alegre
Não é que flopou de fato, e sim que não fez o sucesso esperado, vendeu esse tanto contando com o passar dos tempos, promoções, versão de PC e etc. O jogo deve ter se pagado num tempo maior do que esperado para o porte, e deu no que deu, mas mesmo assim a Microsoft quis mais um jogo da Remedy que acabou sendo o Quantum Break.
Mas aí que tá, quantos jogos não chegam a metade disso nem com o passar do tempo e com promoções, e ganham sequências. Empecilho de uma sequência de Alan Wake foi ser IP da Remedy e ela não devia estar disposta a abrir mão pra fazer uma sequência de verdade, aí Microsoft não foi pra frente com ela também, e até entendo já que quem mais ganha com isso é o estúdio, que vê seu nome e sua IP se valorizando às custas da publisher. Talvez, outras publishers também não embarcaram no projeto pelo mesmo motivo.
 

CaioNF

Novato
828
636
Sunset Overdrive é um jogo ruim? Pedir uma sequência dele é fazer auê? Eu vejo gente pedindo sequência de jogos bem piores como RYSE. Deixar a Remedy e Alan Wake irem embora é muito ruim, era um bom estúdio e uma boa IP. Sunset Overdrive é um jogão que não vendeu porra nenhuma também, então por isso tem que pegar e cagar para IP?

Veja o primeiro The Evil Within, não vendeu tão bem, não foi esse sucesso todo e a Bethesda foi lá e fez o 2 que se saiu muito melhor que o primeiro. Não é simplesmente pegar a abandonar o jogo assim. Se pensar desse jeito só teremos Halo eternamente no Xbox, porque nem Gears e Forza estavam vendendo bem no One.
Não me referi ao Sunset, mas a lógica se aplica. Não acredito que pedir sequência de nenhum jogo que te agrade seja "fazer auê".
O problema é a forma com que se pede e se coloca uma opinião.
Não entendo por que há tanto problema em uma empresa abandonar uma IP.
Foi tomada uma decisão de que o risco não compensava o investimento. São negócios, na forma mais simples. Ninguém quer perder dinheiro, muito menos uma gigante como a MS.
Na minha opinião, devemos esperar e ver o quê a Remedy vai fazer. Aí sim, se lançarem o jogo só pro PS, considerando que a pessoa não tenha um também, vejo motivo pra reclamar.
 
  • Curtir
Reações: MASSALLER-MG

Creis92

Viciado
2,817
2,419
Pernambuco
Jogos exclusivos causam esse tipo de ação/reação, só ver o tópico de Lucky's Tale no Switch, esse sim um jogo que quase ninguém jogou mesmo.

Alan Wake e American Nightmare venderam, juntos, mais de 4.5 milhões de cópias até março de 2015, tá longe de ser uma franquia que flopou.
Mas no caso do SLT o problema foi a atitude escrota do estúdio que cagou na cara dos que compraram o jogo no Xbox, pois não receberão o upgrade que chegará na versão do switch. Quem jogou no Xbox, jogou um beta. O problema em si não foi o jogo ir pro switch. Eu vi poucos reclamando disso.
 
  • Curtir
Reações: Péricles Freitas