Estamos em mais um dia histórico para os videogames?

Comecei a minha vida gamer com Master System e com o Nintendinho, anos depois foi muito natural que os novos consoles viessem da SEGA e da Nintendo, e assim foi com Mega Drive e o Super Nintendo. Quando a geração estava para acabar todos aguardavam os novos consoles das líderes japonesas do momento, mas algo inesperado ocorreu, um novo participante veio para desafiar as líderes de mercado e consegue ter sucesso, nasce neste momento histórico a dinastia Playstation.

Hoje 19/03/2019 as 14h na Game Developers Conference o Google fará a sua proposta para este amado e disputado mercado.
Será o começo de uma nova era?
 

DinobotGP

Novato
248
115
Belém
Acho que você vai se decepcionar. rsrs
Não seja tão verdadeiro. Pode deixar as pessoas triste. Pior que isso, só dizendo que papai Noel não existe.

Se o Google, pai do Android, não consegue fazer um celular de ponta, imagina um console, algo muito mais específico.
Se a Steam, empresa do ramo, não conseguiu, imagina o Google.
Acho que o negócio deles é serviço mesmo, no caso, streaming.
 
  • Curtir
Reações: Johannes

xandizitxu

Casual
256
90
Lembro de todos saceneando o onlive, agora todos amam o conceito. Mais um floop do google, não levo fé. Esqueceram como o xbox, o gamer quer games não firulas, e eu achei q tem bastante.
 
Achei promissor se funcionar igual na demonstração, eles estão prometendo melhor qualidade que nos consoles. Não dá para saber agora se o dia foi histórico ou não mas temos que ficar de olho
 

IronLexPM

Viciado
2,656
2,614
Barbacena
Achei promissor se funcionar igual na demonstração, eles estão prometendo melhor qualidade que nos consoles. Não dá para saber agora se o dia foi histórico ou não mas temos que ficar de olho
Nunca é igual a essas apresentações... De toda forma, na torcida, qto mais disputado o mercado, melhor para nós consumidores.
 

SouzaRJ

Acho que to ficando velho
PXB Gold
9,453
6,739
Nova Iguaçu - RJ
Não assisti ao vivo, apenas os resumos de internet, e confesso que gostei do que vi por ai.

Obviamente que não vai "funcionar de primeira", mas a google é uma uma empresa com bala na agulha para ao menos fazer o serviço de streaming de ser algo relevante no mercado.

Fico com o pé atrás com streaming de jogos justamente pela conexão precária da maioria de nós brasileiros... mas assim como com o xcloud, torço para que a iniciativa dê certo, quanto mais formas de se jogar, melhor!
 

Victal

Viciado
11,008
9,705
Achei bem bacana, lógico que é um conceito que ainda tem muitos desafios e resistências para superar, mas em funcionando poderá ser revolucionário para maneira como consumimos games.

 
  • Curtir
Reações: SouzaRJ

DoutorGoriBR

Ga♏erssauro
PXB Gold
1,275
1,811
Vi um resumão da apresentação. Não entendi no que vai ser tão diferente da PSNow...
Pra mim foram bastante evasivos, pq apresentaram conceitos, metas.
E o que foi mostrado foi marginalmente aceitavél.
Li e vi por aí lags absurdos com fullhd, e exigência de conexoes limitantes ao grande publico.
Mas tudo bem, como botaram 4k60 e 8k futuro no palco todo mundo fica molhadinho (vai ser jogo de xadrez por correspondência à 8k? Imagina o lag dessaporra)

Mas o objetivo era criar hype, amaciar o publico pra antes do abate. Quando detalhes técnicos e de testes surgirem a lua de mel acaba
 
  • Curtir
Reações: tric-one

Johannes

Viciado
8,934
5,415
Vi um resumão da apresentação. Não entendi no que vai ser tão diferente da PSNow...
A PS Now é streaming de jogos dos Playstations, ou seja, são jogos "comuns" que não foram projetados pra nuvem. Permite download de alguns.

O Stadia só roda jogos da nuvem e o Google está prometendo jogos feitos exclusivamente para o serviço e com grande liberdade para os devs, já que o poder de processamento é muito superior ao de um console. É bem diferente da PS Now enquanto plataforma nova para jogos.
 

PLAYER1 BR

Jogador
330
90
São Paulo
O que ninguém está contando é que a Google tem expandido bastante sua rede de cabos submarinos ao longo de diversos países, incluindo o Brasil. O motivo de não lançar no Japão por enquanto é porque essa rede de cabos ainda não está em funcionamento. Até porque, todo mundo sabe que o Japão tem uma das conexões de internet mais rápidas do mundo.

O que estão dizendo é que os jogos não vão trafegar pela internet "comum" e sim direcionados para essa rede de cabos "particular" de alta capacidade e sem dezenas de backbones.
 
  • Curtir
Reações: Johannes

Saci

Heimdall dos Pampas
Moderador
9,990
12,799
Vi um resumão da apresentação. Não entendi no que vai ser tão diferente da PSNow...
O @Johannes já respondeu, mas o resumo que você leu estava resumido demais. A proposta do Google é bem diferente não apenas do PS Now, como do próprio Xcloud. A computação elástica quer dizer que na hora de rodar um jogo, não é necessário o desenvolvedor se limitar aquela especificação determinada de capacidade de VGA, CPU e memória. Existe a especificação de uma instância, que é o que foi apresentado nos slides; mas o jogo não precisa usar apenas uma delas. Outro ponto é que a instância não é dividida entre os usuários simultaneamente.

Uma coisa é avaliar a proposta, outra é afirmar se vai ser a última bolacha do pacote ou um monte de mentira. A proposta podemos discutir tranquilamente, já a realidade é prematuro afirmar que será fantástico, muito menos determinar que funcionará mal.

Enquanto proposta, por enquanto achei muito legal. Tem um fator imaginário que pesa nessa questão da computação elástica, a gente imagina a coisa aumentando de forma "infinita", mas depois aparecem as limitações técnicas e a gente passa a entender melhor o que podemos esperar. Quando me apresentaram a tecnologia de colocar duas placas de vídeo no PC (SLI e Crossfire), eu imaginei que teria um resultado; na prática, os resultados demostrados ficaram abaixo da minha expectativa. Ninguém precisa me explicar que não é a mesma tecnologia, só estou comentando que às vezes a gente imagina uma coisa e não é bem assim. Contudo, MESMO que o resultado fique abaixo de um patamar idealizado, ainda assim é uma questão que diferencia muito das propostas concorrentes.
 

ronabs

Opa
Moderador
11,875
22,765
Porto Alegre
Vi um resumão da apresentação. Não entendi no que vai ser tão diferente da PSNow...
Pra mim foram bastante evasivos, pq apresentaram conceitos, metas.
Eles precisam apresentar a tecnologia pra conquistar desenvolvedores, pra fazer com que empresas criem jogos para a plataforma pra que, assim, ela possa conquistar o consumidor lá na frente quando efetivamente chegar ao mercado. Eles tem hoje uma ideia e algumas parcerias com gente grande como Ubisoft e Zenimax/id, mas precisam de mais jogos pra que o público abrace o Stadia enquanto plataforma séria de videogames - e nada melhor do que ir em uma conferência voltada a desenvolvedores pra tentar convencer esse povo de que o futuro é ali. O público não éramos nós (consumidores), eram eles (desenvolvedoras, publishers, profissionais do mercado), lembre-se disso.

Ter catálogo é bem importante, PlayStation Now funciona meio naquelas mas tem lá 600 jogos disponíveis pra streaming pra quem quiser, e já funciona hoje - Sony precisa ampliar a oferta pra dispositivos móveis pra ontem. Ninguém sabe como xCloud e Stadia vão chegar nessa questão de jogos disponíveis, mas todo mundo conta com essas duas sendo opções melhores no sentido de desempenho, conexão, servidores, latência, sem passar por fila de espera (lol).

Tem um fator imaginário que pesa nessa questão da computação elástica, a gente imagina a coisa aumentando de forma "infinita", mas depois aparecem as limitações técnicas e a gente passa a entender melhor o que podemos esperar.
É o nosso exagero né, a gente vê algo e já imagina a melhor aplicação possível, geralmente bem distante da realidade. Do que vi de gente do mercado/desenvolvedores, essa galera tá bem empolgada com as possibilidades.
 
  • Curtir
Reações: Johannes

xJohnKennedy

Viciado
1,403
1,479
Goiás
O que ninguém está contando é que a Google tem expandido bastante sua rede de cabos submarinos ao longo de diversos países, incluindo o Brasil. O motivo de não lançar no Japão por enquanto é porque essa rede de cabos ainda não está em funcionamento. Até porque, todo mundo sabe que o Japão tem uma das conexões de internet mais rápidas do mundo.

O que estão dizendo é que os jogos não vão trafegar pela internet "comum" e sim direcionados para essa rede de cabos "particular" de alta capacidade e sem dezenas de backbones.
cabo submarino nenhum vence a distância do server até o consumidor final, hoje a única estratégia no horizonte é ter o server o mais próximo suficiente da ponta final da rede já que em streaming de jogos não é igual ao de vídeo, um tem buffer o outro não.