[Evilnews] Activision vs. Blizzard

mad2035

Casual
1,620
857
Atualmente, a Blizzard parece estar sofrendo uma espécie de guerra de influência interna.

Em 2008, a Activision e a Vivendi Games- que na época era companhia dona tanto da Blizzard quanto da Sierra Entertainment - fizeram uma fusão corporativa, que acabou gerando a Activision Blizzard.

Durante muito tempo, a empresa parecia ser composta por duas entidades separadas, cada uma cuidando de seus assuntos: o lado da Activision estava principalmente focado em lidar com suas propriedades intelectuais, como Call of Duty, Skylanders e Destiny; e a Blizzard era… bem, a Blizzard.


Recentemente, porém, reportagens - principalmente do site Kotaku - parecem indicar que o braço da Activision planeja ser bem mais influente quanto aos projetos e propriedades intelectuais da Blizzard, com o aparente objetivo de aumentar seu ritmo de produção e lucratividade.

A ligação entre as empresas começou a ganhar um contorno maior após a Battle.net, antes uma plataforma específica da Blizzard, passar a vender jogos desenvolvidos pela Activision, como os últimos Call of Duty e Destiny 2. E não parou por aí.

Em uma matéria de novembro do Kotaku falando sobre as direções da franquia Diablo, a Activision é citada como um elemento que se mostrou bem mais presente, direta ou indiretamente, nos rumos da Blizzard neste último ano.

Entrevistados relataram que, ao contrário dos anos anteriores, o assunto de finanças começou a tomar mais proeminência, especialmente ligado à nova Chief Financial Officer da companhia, Amrita Ahuja, veterana da Activision.

“Você poderia pensar que a Blizzard estava para falir e não tínhamos dinheiro nenhum”, declarou um ex-funcionário que teria deixado a produtora pela presença maior da Activision. “O modo com que cada coisinha estava sendo analisada de um perspectiva de gastos. Isso obviamente não era o caso. Mas foi a primeira vez que eu ouvi ‘Precisamos mostrar crescimento’. Aquilo foi inacreditavelmente desapontador para mim.”

A julgar pelo texto do Kotaku, parte deste novo interesse deve-se também ao fato da própria Activision estar em um período de (relativas) vacas magras: apesar de Call of Duty continuar sendo o maior nome da indústria, o investimento em Destiny não teve o retorno esperado pela companhia, o que impactou seu valor de mercado. Por isso, ela estaria procurando se ligar mais a sua empresa-irmã para ajudar no crescimento econômico.

“Estamos recebendo ordens para gastar menos em cada canto por não termos nenhuma propriedade intelectual nova”, disse um ex-desenvolvedor. “Porque Overwatch criou um novo patamar de quanto podemos arrecadar em um único ano, há uma pressão enorme da Activision para acelerar o passo. Eles querem algo para mostrar aos investidores.”


Ao que tudo indica, este corte de custos promete impactar todos os setores da empresa que não envolvam game design diretamente. Uma reportagem da Eurogamer na última semana revelou que 100 funcionários do serviço de atendimento ao consumidor na Irlanda aceitaram um pacote de demissão voluntária - o que preocupou outros empregados do setor, embora a Blizzard tenha declarado que não pretende fechar o escritório.

Outra matéria recente do Kotaku também indica que a Blizzard tem utilizado do chamado programa Career Crossroads para que funcionários de serviços como atendimento ao cliente, QA e TI deixem a companhia - embora a empresa tenha negado que tenha encorajado estes funcionários a adotar o pacote.

“Ninguém está sendo requerido ou encorajado a participar do programa, mas para aqueles que quiserem, trabalhamos duro para deixá-lo generoso”, diz o comunicado.

A empresa está abrindo novas vagas para desenvolvimento de games, o que reforça a ideia de que a Blizzard quer acelerar seu ritmo de produção de jogos, enquanto corta custos de outros setores.

Isso, em teoria, é uma boa notícia para fãs da desenvolvedora, mas há o problema de que “mais jogos” não quer dizer necessariamente “melhores jogos”. Isso sem falar no aparente impacto criativo nesta nova direção.

“Muitas decisões agora estão sendo direcionadas pelo pessoal executivo, o pessoal do marketing e finanças”, descreveu um ex-funcionário. “Há uma verdadeira luta agora entre os desenvolvedores e as pessoas de negócios… Decisões estratégicas estão sendo feitas pelo grupo financeiro.”


Outro fator importante na mudança de direção da Blizzard é a saída do cofundador Mike Morhaime da posição de CEO. De acordo com declarações, Morhaime era conhecido principalmente por não cobrar por lucratividade ou prazos para títulos, e sim no bem-estar de funcionários e produção dos games em si.
A este ponto é difícil saber como será a gestão do novo CEO, J. Allen Brack, mas a impressão é que a Blizzard não será o mesmo ambiente de trabalho de antigamente, especialmente com a influência impessoal da Activision.
Já se sabe, ao menos, que há diversos jogos mobile de propriedades intelectuais da Blizzard em produção, incluindo o controverso Diablo Immortal.

De qualquer forma, não há como prever qual será o futuro da Blizzard nestes próximos anos, mas a verdade é que muitos temem que a empresa perderá a cultura que a tornou tão adorada no mundo dos games.

Fonte: https://www.theenemy.com.br/amp/blizzard/activision-vs-blizzard?utm_medium=social&utm_source=twitter&utm_campaign=postfity&utm_content=postfity25157&__twitter_impression=true


Enviado de meu SM-G610M usando o Tapatalk
 

Saci

Heimdall dos Pampas
Moderador
9,743
12,340
“Muitas decisões agora estão sendo direcionadas pelo pessoal executivo, o pessoal do marketing e finanças”, descreveu um ex-funcionário. “Há uma verdadeira luta agora entre os desenvolvedores e as pessoas de negócios… Decisões estratégicas estão sendo feitas pelo grupo financeiro.”
E é assim que a magia acaba.
Acredito que a Bungie não seja dona de Destiny, mas pelo menos ela ainda é dona do nariz dela. Não estou entre os fãs da franquia, mas é inegável a grande comunidade que essa IP formou. Fica a dúvida quanto aos futuros financiamentos da Bungie se a Activision pular fora.

De qualquer forma, não há como prever qual será o futuro da Blizzard nestes próximos anos, mas a verdade é que muitos temem que a empresa perderá a cultura que a tornou tão adorada no mundo dos games.
Eles que apertem bastante os profissionais criativos pra ver o que acontece.

 

patrickfb

Viciado
1,292
1,568
Vila Velha - ES
E é assim que a magia acaba.
Acredito que a Bungie não seja dona de Destiny, mas pelo menos ela ainda é dona do nariz dela. Não estou entre os fãs da franquia, mas é inegável a grande comunidade que essa IP formou. Fica a dúvida quanto aos futuros financiamentos da Bungie se a Activision pular fora.


Eles que apertem bastante os profissionais criativos pra ver o que acontece.

A Bungie recentemente recebeu investimento chinês, contrato com a Activision termina ano que vem.
https://www.theverge.com/2018/6/3/17422410/bungie-netease-100-million-investment-china-destiny-business

Se não me engano a Microsoft ainda tem uma porcentagem do estúdio.

Enviado de meu Redmi 5 Plus usando o Tapatalk
 

Schwarzz

Viciado
12,907
11,009
E é assim que a magia acaba.
Acredito que a Bungie não seja dona de Destiny, mas pelo menos ela ainda é dona do nariz dela. Não estou entre os fãs da franquia, mas é inegável a grande comunidade que essa IP formou. Fica a dúvida quanto aos futuros financiamentos da Bungie se a Activision pular fora.


Eles que apertem bastante os profissionais criativos pra ver o que acontece.

Eu não sei bem como funciona o contrato da Bungie com Activision mas acho que dura 10 anos.

Depois disso eles estão livre.

Mas nesse caso eu não acho que a culpa de Destiny ter os problemas que ele tem seja da Activision, tudo indica que a bungie tomou muitas decisões erradas no desenvolvimento, tem bom capítulo no livro do Jason Schrier sobre Destiny 1, do início quando o jogo era de “capa e espada” a demissão do Martin o'donnell.

Agora sobre a Blizzard, eu acho que ela não tem muita volta, a saída do Morhaine indica isso.
 
  • Curtir
Reações: Johannes

Saci

Heimdall dos Pampas
Moderador
9,743
12,340
Eu não sei bem como funciona o contrato da Bungie com Activision mas acho que dura 10 anos.

Depois disso eles estão livre.

Mas nesse caso eu não acho que a culpa de Destiny ter os problemas que ele tem seja da Activision, tudo indica que a bungie tomou muitas decisões erradas no desenvolvimento, tem bom capítulo no livro do Jason Schrier sobre Destiny 1, do início quando o jogo era de “capa e espada” a demissão do Martin o'donnell.

Agora sobre a Blizzard, eu acho que ela não tem muita volta, a saída do Morhaine indica isso.
Eu acredito que os problemas que jogadores veem em Destiny são diferentes dos problemas que os executivos da Activision enxergam.

Eu até queria ter jogado Destiny 2, mas ele nunca conseguiu passar na frente da minha lista.
 

Schwarzz

Viciado
12,907
11,009

Activision mandou blizzard cortar custos e deu de bonus pro novo CFO(Chief Financial Officer) 15 milhões .

Fora um salário de 900 mil
 

jackzsul EX

Viciado
1,791
968
“O modo com que cada coisinha estava sendo analisada de um perspectiva de gastos. Isso obviamente não era o caso. Mas foi a primeira vez que eu ouvi ‘Precisamos mostrar crescimento’. Aquilo foi inacreditavelmente desapontador para mim.”
Vamos com calma né cowboy. Mostrar lucros não é nada anormal. Sei que estamos falando da Activision, mas do jeito que ele fala, parece aquele funcionário que acha absurdo trabalhar.

o investimento em Destiny não teve o retorno esperado pela companhia, o que impactou seu valor de mercado.
Li que esse jogo faturou horrores apesar dos pesares. Que tipo de meta existe nessa empresa?

“Porque Overwatch criou um novo patamar de quanto podemos arrecadar em um único ano, há uma pressão enorme da Activision para acelerar o passo. Eles querem algo para mostrar aos investidores.”
Vejo esse jogo como um tiro no escuro que acertou o alvo. Não falo da parte técnica e sim do momento de mercado. Em diversas matérias fica a impressão de que nem eles esperavam todo esse sucesso. E ter esse jogo como parâmetro de lucratividade é um perigo. E se amanhã a moda passa?

“Muitas decisões agora estão sendo direcionadas pelo pessoal executivo, o pessoal do marketing e finanças”, descreveu um ex-funcionário. “Há uma verdadeira luta agora entre os desenvolvedores e as pessoas de negócios… Decisões estratégicas estão sendo feitas pelo grupo financeiro.”
Já vimos esse filme e já sabemos o final.

Outro fator importante na mudança de direção da Blizzard é a saída do cofundador Mike Morhaime da posição de CEO. De acordo com declarações, Morhaime era conhecido principalmente por não cobrar por lucratividade ou prazos para títulos, e sim no bem-estar de funcionários e produção dos games em si.
Por causa desse cara a Actvision era considerada uma das melhores empresas no ramo de games para se trabalhar. Li uns anos atrás que o fator da reciclagem da engine de COD e outras coisas que criticávamos, eram obra dele, mas não visando lucro e sim o bem estar dos funcionários, pois a reutilizzação da engine fazia com que os prazos fossem cumpridos, orçamentos não estouravam e todo mundo trabalhava sem aquele estresse de entregar um produto tal data de qualquer maneira.
 

Tauguro

Viciado
1,013
905
Rio de Janeiro
Entao, a Activision comemorou ontem um dos seus melhores anos financeiramente falando e como recompensa demitiu mais de 700 FUNCIONÁRIOS

Alguém precisa estudar os engravatados da Activision

Uma pessoa da 343 veio a publico ontem dizendo que estao contratando e quem perdeu o emprego pode mandar o seu currículo para a empresa

Triste em saber que o melhor jogo da geração pra mim meio que “pertence” a Activision, me sinto péssimo por isso
 

Schwarzz

Viciado
12,907
11,009
A impressao que passa é que eles querem um jogo que faça o mesmo sucesso que fortnite, mas custando 60 dólares ¯\_(ツ)_/¯
Ou Bob Kotick ganha todo o dinheiro do universo ou eles nunca vão ficar satisfeitos.

Mas sobre situação Bungie vs Activision, o que saiu no report foi basicamente COO falando que o jogo não dava a grana que eles esperavam e eles culparam isso em parte da IP ser da bungie e não da Activision, ai da pra tu conjecturar que eles querem fazer jogo de celular, monetizar mais e etc e a Bungie não deixou.

RIP Blizzard. Espero que os melhores saiam da Blizzard e criem outra empresa com os mesmos profissionais.
Muita gente já saiu de uns anos pra cá. Exodus da Blizzard não é de hoje.


Mike Morhaime mesmo anunciou ano passado que ta se "aposentando", boa parte do time de diablo 2 hoje é quem faz Torchlight
 
  • Curtir
Reações: Paulo Taucci

Johannes

Viciado
8,934
5,415
Por mim essas grandes publishers deveriam implodir. O modelo de jogos que elas defendem é cada vez mais genérico e repetitivo.