Tópico Oficial Lista completa de jogos disponíveis no Xbox Game Pass

Paulo Taucci

Viciado
227
134
Brasil
Já ouvi de muita gente que achou Prey excelente que o início dele é mais lento.
Sim, tive essa impressão, ele começa bem, mas já no começo fica bem entediante, aí do nada volta a ficar muito bom. Eu parei ele em janeiro, ainda quero voltar, falta pouco pra terminar, já tenho 22 horas de jogo. Não voltei nele justamente porque em fevereiro eu assinei Game Pass por 3 meses por 1 real (ainda nem acabou), essas promoções vão e voltam rs.
 

Saci

Heimdall dos Pampas
Moderador
9,625
12,090
No Resetera já se vê muitos indicando que só não compram um Xbox agora devido ao final de geração, mas o Game Pass tem um valor absurdo pra quem compra poucos jogos.
E sabe o "pior"? Capaz de chegar lá por 20 de abril e anunciarem mais jogos. Pra abril. É pra matar.

Uma pena que tem essa complicação de assinatura à parte pra jogar online. Se a MS simplificar isso, a plataforma ganha muito mais poder de marketing. "Compre esse hardware (ou esse melhor e mais caro) e assine esse serviço. Não se preocupe com mais nada. Jogue como nunca jogou na vida."
 

ronabs

Opa
Moderador
11,527
21,828
Porto Alegre
No Resetera já se vê muitos indicando que só não compram um Xbox agora devido ao final de geração, mas o Game Pass tem um valor absurdo pra quem compra poucos jogos.
É importantíssimo despertar esse tipo de sentimento nessa altura do campeonato, quando já dá pra enxergar a linha de chegada da geração. É plantar a sementinha que vai ser colhida lá na frente. Eu gosto de pensar que uma parte do sucesso da Sony nesta geração se deve à guinada que a Microsoft deu para o público casual pós-2010 com o Kinect: por um lado, o aparelho foi um sucesso estrondoso e jogou caminhões de dinheiros no cofrinho da empresa; por outro, ligou um sinal de alerta no público hardcore, aquela galera que compra o console logo no lançamento, seja qual preço for. Só ver quanta gente que tem PS4 hoje teve um Xbox 360 e não um PS3.

O calendário de eventos que a Microsoft tem feito nos últimos tempos faz a marca ficar a todo momento em evidência, quase sempre de forma positiva, e não é só de eventos grandes como E3 ou Gamescom: Inside Xbox, X0, anúncios do Game Pass, GDC, jogos retrocompatíveis, streaming, cloud, console sem leitor, promoções de assinaturas. Cara olha tudo isso acontecendo, aí olha pro outro lado e vê uma concorrente mais quieta, falando só de vez em quando e ainda quando fala algo é pra anunciar uma troca de ID que pode até fazer perder jogos no processo.
E sabe o "pior"? Capaz de chegar lá por 20 de abril e anunciarem mais jogos. Pra abril. É pra matar.
Não tem como ver monte de jogos pipocando na biblioteca sem precisar pagar fortunas e não querer ter isso também. Ou a outra empresa passa a oferecer (no caso da Sony, pra mais mercados) ou o público pode migrar pra quem oferece.
 
  • Curtir
Reações: Maxximu

ronabs

Opa
Moderador
11,527
21,828
Porto Alegre
Um detalhe sobre este mês: com a adição de Monster Hunter World no Game Pass, a Microsoft está oferecendo mais um jogo que ficou no shortlist do GOTY do The Game Awards 2018 para assinantes de seus serviços. Primeiro, foi Celeste no Games with Gold de janeiro; agora, Monster Hunter World no Game Pass de abril, são dois dos seis que concorreram ao prêmio.

Dos disponíveis no Xbox One, faltam só Assassin's Creed Odyssey e Red Dead Redemption 2 agora.

:eyes:
 

HelderSR

Viciado
PXB Gold
7,025
7,181
O Monster Hunter dá para jogar single/offline de boa ou o game é muito focado no online?
Ele é online , mas você pode jogar sozinho e o bacana é que ao enfrentar um monstro que não consiga matar basta usar o sinalizador que pessoas aleatórias entram no jogo para ajudar a matar/capturar o monstro.

Diversos monstros vai conseguir matar sozinho, mas alguns só com a ajuda do sinalizador.
 

Maxximu

Casual
3,144
2,229
É importantíssimo despertar esse tipo de sentimento nessa altura do campeonato, quando já dá pra enxergar a linha de chegada da geração. É plantar a sementinha que vai ser colhida lá na frente. Eu gosto de pensar que uma parte do sucesso da Sony nesta geração se deve à guinada que a Microsoft deu para o público casual pós-2010 com o Kinect: por um lado, o aparelho foi um sucesso estrondoso e jogou caminhões de dinheiros no cofrinho da empresa; por outro, ligou um sinal de alerta no público hardcore, aquela galera que compra o console logo no lançamento, seja qual preço for. Só ver quanta gente que tem PS4 hoje teve um Xbox 360 e não um PS3.

O calendário de eventos que a Microsoft tem feito nos últimos tempos faz a marca ficar a todo momento em evidência, quase sempre de forma positiva, e não é só de eventos grandes como E3 ou Gamescom: Inside Xbox, X0, anúncios do Game Pass, GDC, jogos retrocompatíveis, streaming, cloud, console sem leitor, promoções de assinaturas. Cara olha tudo isso acontecendo, aí olha pro outro lado e vê uma concorrente mais quieta, falando só de vez em quando e ainda quando fala algo é pra anunciar uma troca de ID que pode até fazer perder jogos no processo.

Não tem como ver monte de jogos pipocando na biblioteca sem precisar pagar fortunas e não querer ter isso também. Ou a outra empresa passa a oferecer (no caso da Sony, pra mais mercados) ou o público pode migrar pra quem oferece.
Um dos melhores posts que já li sobre a atual situação dos consoles.