Tópico Oficial Pentiment - A arte imita a morte [Metacritic 86]

Jogador76

Guerreiro
PXB Gold
Julho 6, 2017
2,909
3,593
Americana, SP
Se alguém mais estiver jogando no PC com monitor ultrawide: sem querer descobri uma forma de colocar a imagem em ultrawide mesmo sem suporte nativo no jogo. Basta "mexer" no HDR com o jogo em execução. Pode ser pelo Xbox Game Bar ou pelo atalho Win+Alt+B. Não sei se é algo específico do meu computador, mas aqui funciona. Se alguém mais chegar a testar, comenta aí. @Shivan
 
  • Curtir
Reações: Shivan

Jogador76

Guerreiro
PXB Gold
Julho 6, 2017
2,909
3,593
Americana, SP
Se alguém mais estiver jogando no PC com monitor ultrawide: sem querer descobri uma forma de colocar a imagem em ultrawide mesmo sem suporte nativo no jogo. Basta "mexer" no HDR com o jogo em execução. Pode ser pelo Xbox Game Bar ou pelo atalho Win+Alt+B. Não sei se é algo específico do meu computador, mas aqui funciona. Se alguém mais chegar a testar, comenta aí. @Shivan
20221121224533_1.jpg 20221121231023_1.jpg 20221125133526_1.jpg
1669397914530.jpeg
 

Shivan

Desde o Oddysey
Moderador
Novembro 21, 2006
6,923
10,346
Belo Horizonte
Se alguém mais estiver jogando no PC com monitor ultrawide: sem querer descobri uma forma de colocar a imagem em ultrawide mesmo sem suporte nativo no jogo. Basta "mexer" no HDR com o jogo em execução. Pode ser pelo Xbox Game Bar ou pelo atalho Win+Alt+B. Não sei se é algo específico do meu computador, mas aqui funciona. Se alguém mais chegar a testar, comenta aí. @Shivan
com o bordless q usei e te indiquei no tinykin libera ultrawide no pentiment. De qualquer forma vou testar seu metodo.
 
  • Curtir
Reações: Jogador76

The Herdy

VASCO
Março 1, 2011
5,764
2,729
Comecei a jogar de verdade o jogo agora e coloquei ele como foco no Xbox.
Tô gostando bastante mesmo mas a investigação me frustra, não no sentido que é ruim mas pelas mecânicas mto realistas da interação dos personagens
Você não saber qual conversa ou msm que uma pequena fala vai impactar e só perceber um tempo depois é um ponto mto bom mas tambem me fez arrepender de muitas escolhas de diálogo que pareciam simplórias, acho que demorei demais pra perceber algumas coisas.
Ainda não cheguei no final do 1º ato mas tô ansioso pro que vem, esse jogo merece uma atenção especial.
Tenho jogado no celular já que é um jogo bom pra jogar com touch.
 
  • Curtir
Reações: accoroni

The Herdy

VASCO
Março 1, 2011
5,764
2,729
Ato I finalizado ☑️ Até o momento estou adorando! Não botava fé nenhuma nesse jogo, e desde o primeiro minuto jogado ele vem me divertindo, e me entregando uma história muito legal. Alguns diálogos podem um pouco cansativos, mas o desenrolar das coisas é bem legal.

Já penso em rejogar após zerar para ver quais outros rumos vai.
Para quem finalizou o Ato I, essas foram minhas escolhas:
Apontei que o cara da Abade podia ter planejado a morte do barão, mas no fim das contas mataram o pedreiro que esqueci o nome, na qual teve a esposa e filha mortas.

Quem morreu ao final do Ato I:
- Irmão Guy
- Peter
- Andreas
não consigo nem pensar em como eu Guy poderia morrer nesse ato 1, eu não gostei muito dele mas não cheguei nem perto de ter nenhuma indicativa contra.
No meu ato 1 eu fui em cima do prior e ele morreu mas acabei sem muita convicção. Tenho muita suspeita da freira mais nova que odeia a vida
 
Última edição:
  • Curtir
Reações: tavo08tom

The Herdy

VASCO
Março 1, 2011
5,764
2,729
Terminei agora com 15h de jogo segue minhas impressões:

Pentiment tem boas virtudes uma delas é como o uso sútil dos elementos RPG alteram o rumo da narrativa. Como o jogo é baseado quase que exclusivamente em interações entre os personagens, esses elementos selecionados no início do jogo modificam a abordagem que você tem com eles ou adiciona linhas de diálogo exclusivas daquele caminho. Algumas dessas escolhas tambem adicionam ações com o ambiente como interpretação de um quadro, habilidade de ler determinado livro ou formas de acessar determinado local.
A interação entre os personagens e do personagem com a cidade é o grande ponto forte do jogo, é muito legal ver os desdobramentos na cidade de acordo com as suas escolhas nas investigações, é tudo feito com muito carinho e as ações levam a consequências em segundo e terceiro plano que na hora nem passam pela nossa cabeça.
A interação com determinados personagens em determinados locais podem acontecer em momento MUITO específicos do jogo, horários exclusivos e a depender da sequência lógica da sua investigação, podendo dar tempo ou não de acontecer, isso traz um fator de “vida real” que é a cereja do bolo.
É extremamente difícil acertar tudo no momento correto de primeira, eu não sei nem se é possível chegar ao assassino correto devido a isso, eu pessoalmente passei longe de abrir qualquer linha direta nele na minha gameplay.

O ponto fraco pra mim foi a falsa sensação de escolha, posso estar errado mas ficou um pouco claro pra mim que no final das contas suas escolhas não mudam os pontos importantes da trama, independe da escolha que você faz essas coisas acontecem talvez por motivos diferentes mas sempre estão lá, talvez isso tenha a ver com o escopo do jogo já que múltiplos finais totalmente independentes elevaria bastante a complexidade do jogo, mas isso frustra um pouco e aqui vou precisar dar spoiler. Outro ponto negativo é que como não é um jogo de 5 mas 15h e com bom fator para jogar mais de uma vez, a jogabilidade dele cansa um pouco em ter que percorrer todo o caminho de um lugar pra o outro toda hora.
Achei que os 2 primeiros atos são ótimos mas o 3º é arrastado mas muito devido a necessidade de colocar um ponto final na história de todos ali, o que requer muitos diálogos.

Dito isso recomendo o jogo a todos, vale a pena perder umas horinhas aqui. Não acho que seja um jogo excelente mas com certeza é um jogo muito bom em que a narrativa prende durante essas 15h.

Posso ter entendido errado mas não me prece ser possível chegar ao verdadeiro assassino nos 2 atos, não existe tempo suficiente e acho que nem interações pra isso. Eu não tive nenhuma indicação do padre e acho que a única ligação sobre a caligrafia das cartas acontece só no ato 2,.
Outra coisa no ato 2 eu encontrei o livro que usa a mesma caligrafia dos bilhetes e em nenhum momento tive alguma interação ligada a ele, o personagem simplesmente esqueceu de perguntar pra qualquer um.

Meus atos ficaram assim;
Ato 1: Foi onde tive mais suspeitos e fui em que suspeitava mais que era o prior, consegui convencer o juiz e ele morreu.
Queria ter exumado o corpo acho que tive uma linha de investigação interrompida aqui por falta de tempo.
Ato2: Fiquei entre a dona da estalagem e o irmão Guy e fui no irmão Guy mas sabia que nenhum dos dois tinha feito isso, não abri nem de longe uma conexão entre o padre e os crimes. Minha maior frustração no jogo foi ter achando o livro com a caligrafia e não ter conseguido usar.
No final do ato o Andreas “morre” tambem.
 

henriquevascain

The World is Quiet Here
PXB Gold
Outubro 7, 2012
3,485
4,542
Finalmente férias e pude jogar, terminei o ato 1.
Como fã de Agatha Christie gostei bastante de tentar montar o quebra cabeça desse crime. E tem o fator temporal também, ao fim, no momento de falar suas evidências, eu fiquei: ah se eu tivesse só mais uns dias…
E tem uma questão moral também, você deveria acusar uma boa pessoa por matar alguém de caráter duvidoso?
Tentei jogar para o menino ladrão, mas não tinha prova nenhuma. Aí joguei para o Prior, o envolvimento com o ocultismo, mas queria ter tido mais pistas.
Poderia ter sido a freira, já que a pá dela estava suja de sangue, mas quando eu soube o que o morto fez a ela, não consegui acusar.
 
  • Curtir
Reações: The Herdy

The Herdy

VASCO
Março 1, 2011
5,764
2,729
Sobre o final do Ato II, se alguém souber a resposta:

Tem como o coitado do Andreas sobreviver? 🤣
Cara eu não encontro muito material sobre, tem que ver uns vídeos pra ter certeza mas me parece que é uma das coisas que não importa o que vc faça ela acontece, acho que só muda os motivos ou a forma que acontece s
 
  • Curtir
Reações: Dam Barbosa

Iking

Guerreiro
Novembro 3, 2015
710
769
Rio de Janeiro
Eu já joguei, e depois fui ver as conquistas secretas. Podemos acusar outros personagens, só precisaríamos ter encontrado a prova certa para cada um.
 

henriquevascain

The World is Quiet Here
PXB Gold
Outubro 7, 2012
3,485
4,542
Meu pai me viu jogando ontem à tarde: ”que jogo esquisito é esse?”, isso umas 2x kkkkk. Aí no final da noite: “ainda tá jogando isso? Que música depressiva esse jogo tem”. Maior hater de Pentiment kkkkkk.
Terminei o ato 2:
Primeiro quero saber como alguns conseguiram matar o Andreas no ato 1 kkkk, achei a morte dele meio forçada no final do 2, só para se livrar do personagem, não tinha sentido ele querer entrar na biblioteca, enfim.
Nesse ato você tem que correr ainda mais contra o tempo, pouquíssimo tempo é dado e quando recebi uma pista muito boa, já não tinha mais tempo, que o médico me deu envolvendo o Martin Bauer.
Entre acusar a dona da pousada e o Guy, acusei ele. Acabou sendo morto ele o Lenhardt(dono do moinho).
Nesse ato 2 mostrou mais daquelas tumbas romanas, aí lembrei que vi um “fantasma” pulando entre elas no ato 1, caso eu recomece o jogo, vou tentar vê se tem como investigar elas naquele ato.
 

The Herdy

VASCO
Março 1, 2011
5,764
2,729
Meu pai me viu jogando ontem à tarde: ”que jogo esquisito é esse?”, isso umas 2x kkkkk. Aí no final da noite: “ainda tá jogando isso? Que música depressiva esse jogo tem”. Maior hater de Pentiment kkkkkk.
Terminei o ato 2:
Primeiro quero saber como alguns conseguiram matar o Andreas no ato 1 kkkk, achei a morte dele meio forçada no final do 2, só para se livrar do personagem, não tinha sentido ele querer entrar na biblioteca, enfim.
Nesse ato você tem que correr ainda mais contra o tempo, pouquíssimo tempo é dado e quando recebi uma pista muito boa, já não tinha mais tempo, que o médico me deu envolvendo o Martin Bauer.
Entre acusar a dona da pousada e o Guy, acusei ele. Acabou sendo morto ele o Lenhardt(dono do moinho).
Nesse ato 2 mostrou mais daquelas tumbas romanas, aí lembrei que vi um “fantasma” pulando entre elas no ato 1, caso eu recomece o jogo, vou tentar vê se tem como investigar elas naquele ato.
Seu jogo foi pro mesmo lado que o meu
 

henriquevascain

The World is Quiet Here
PXB Gold
Outubro 7, 2012
3,485
4,542
Terminei o jogo com 42h e que JOGO! O final é muito bom. E o criado ainda dizia que dava para terminar em 19h kkkk.
O ato 3 no começo dar uma cansada, como falaram acima, muita conversa, mas depois o mistério volta e você quer saber mais e mais.
Realmente não esperava o Andreas ainda vivo, foi um plot que me surpreendeu. E eu desconfiava daquele padre, mas mera desconfiança, nada concreto, gostei como encerram o mistério.
Só não gostei muito do pulo temporal logo após a descoberta, queria ter visto a reação das pessoas ao contarmos tudo, enfim.
E que personagem foda é o Andreas, muito bem escrito, vê o crescimento, todos os conflitos internos com o tempo, aquelas partes na mente dele, eu gostava demais.
 

The Herdy

VASCO
Março 1, 2011
5,764
2,729
Terminei o jogo com 42h e que JOGO! O final é muito bom. E o criado ainda dizia que dava para terminar em 19h kkkk.
O ato 3 no começo dar uma cansada, como falaram acima, muita conversa, mas depois o mistério volta e você quer saber mais e mais.
Realmente não esperava o Andreas ainda vivo, foi um plot que me surpreendeu. E eu desconfiava daquele padre, mas mera desconfiança, nada concreto, gostei como encerram o mistério.
Só não gostei muito do pulo temporal logo após a descoberta, queria ter visto a reação das pessoas ao contarmos tudo, enfim.
E que personagem foda é o Andreas, muito bem escrito, vê o crescimento, todos os conflitos internos com o tempo, aquelas partes na mente dele, eu gostava demais.
Como você levou 42h ? Kkkk que isso eu terminei em 15
 

henriquevascain

The World is Quiet Here
PXB Gold
Outubro 7, 2012
3,485
4,542
Como você levou 42h ? Kkkk que isso eu terminei em 15
Quando eu acordar vou até rever pra vê se não estou louco, mas tenho ctz, tinha 42h lá no carregar.
Basicamente interroguei todo mundo kkkkkkk, adiava o máximo aquelas conversas que passavam muito o tempo.
Olhei aqui no True Achievements e falou 18h 🧐
 

SOL INVICTUS

Guerreiro
PXB Gold
Janeiro 24, 2008
1,363
1,564
São paulo
Não tava dando muita bola para esse jogo, mas pela a opinião de vcs e pela trilha sonora, vou dar uma chance :D

Essa banda Alkemie interpretou clássicos da musica medieval para o jogo como:

Saltarello (Remastered)


Victimae Paschali Laudes


ficou muito bom
 
  • Curtir
Reações: JucaTollabur

Thi Zeek

Guerreiro
PXB Gold
Janeiro 21, 2018
548
685
Indaiatuba
Finalmente acabei e dou nota 7, gostei da arte - achei bem diferente -, da ambientação da época e progressão de tempo, porém tiveram coisas negativas:
1)A falta de um verdadeiro culpado: isso sinceramente deixa a investigação chata, pois seria muito mais interessante ter um culpado verdadeiro enquanto mantem a possibilidade de culpar inocentes, ou seja, o peso da escolha errada seria muito maior.
2) A morte do "Andreas" foi bem safada, tenho certeza que poderiam pensar uma forma melhor.
3) O começo do terceiro ato é bem chatinho
 

Sobre o PXB

  • Desde 2005 nossa comunidade se orgulha de oferecer discussões inteligentes e críticas sobre a plataforma Xbox. Estamos trabalhando todos os dias para garantir que nossa comunidade seja uma das melhores.

Sobre a Comunidade

  • As opiniões expressas neste neste site são da inteira responsabilidade dos autores. Microsoft, Xbox, Xbox Live, os logotipos do Xbox e/ou outros produtos da Microsoft mencionados neste site são marcas comerciais ou registradas da Microsoft Corporation.

Assinatura PXB Gold

+ Navegação sem publicidade

+ Upload de imagens nas postagens do fórum

+ Títulos de avatar personalizados.

 

Assinar com PayPal PagSeguro (cartão ou boleto)