Qual foi o ultimo jogo que você terminou? Dêem sua opinião/nota

Morts

Viciado
11,887
6,724
Cotia
Acho que isso é uma unanimidade. Vamos ver se no infinite a 343 dá a volta por cima e muda essa máxima.
terminei o halo 3 ontem e ja começei o ODST, cara que jogos bons hein.
Halo sem duvida é o melhor fps que ja joguei, a trilha sonora é foda em varias partes.
Pelo o que eu saquei o ODST é bem curtinho, então devo terminar a saga essa semana.
Enrgaçado q o halo 4, manteve a essencia dos halos, já o 5 descambou.
 
Terminei Megaman 11 semana passada.
O visual do jogo, assim como os efeitos são bem bonitos.
Apesar do enredo ser um pouco fraco (e o final também) ele introduziu uma mecânica muito legal ao jogo que é o chamado Double Gear, gostaria até que explorassem mais essa mecânica em jogos futuros. Entretanto acho que faltou algo no jogo, algum extra pro personagem que não fosse só os poderes dos bosses e a mecânica principal do jogo que é o double gear (em outros jogos temos armaduras do rush etc)

Pra quem procura um desafio é um ótimo jogo, jogando na dificuldade média o jogo é bem difícil, e ainda tem os desafios das fases que tornam o jogo bem legal mesmo após o término da história.

8/10
 
  • Curtir
Reações: tric-one

Morts

Viciado
11,887
6,724
Cotia
Bom terminei o halo 3 ODST, dou uma nota 7.5
Além do halo engatei o bloodborne e acabei platinando o jogo. bicho, que jogo, dou nota 9,5.
Agora seguirei limpando a lista do black log de ambos os consoles.
 

Blanka

Jogador
2,323
591
João Pessoa, PB
Jogo: Alan Wake
Plataforma: PC/Steam

+Um dos jogos mais divertidos que já joguei. A história, apesar de forçar a barra em alguns momentos, é ótima e é o ponto alto do jogo. Se você, assim como eu, prioriza enredo acima de tudo, pode pegar de olhos fechados esse jogo.
+A trilha do jogo é ótima, é divino a forma que eles utilizaram Poets Of The Fall na trama principal do jogo.
+Os personagens dos jogos são muito bons, bastantes carismáticos.
+O gráfico do jogo também é um dos pontos altos do jogo, muito lindo.
+/-A jogabilidade é boa, mas em certos momentos é frustante, principalmente em partes que envolvem você pular de um local para outro. Há muito bug na jogabilidade que atrapalha um pouco a diversão do jogo.
-Jogo é bastante repetitivo e não há uma variedade de inimigos, você enfrenta os mesmos do início ao final, o que torna, em algumas partes, o jogo bastante tedioso. Além disso, o combate do jogo é extremamente repetitivo e com pouca variedade.

No mais, é um jogo que precisa ser jogado se você ama enredo. A microsoft deveria já ter feito uma sequência, o jogo tem um potencial monstruoso!

8/10.
 

Blanka

Jogador
2,323
591
João Pessoa, PB
Um dos jogos mais divertidos que joguei na minha vida. Nunca rir tanto num jogo.

+História. O jogo tem uma ótima história, apesar de uns momentos forçados e sem sentido, ela é divertida e bem contada. O ponto alto do enredo são os personagens, são ótimos e bem desenvolvidos.
+A trilha sonora do jogo é ótima e casa bem que a atmosfera do jogo. Para mim, é o ponto alto do jogo.
+Personagens. Como eu já havia mencionado, os personagens de Bully são ótimos, muito bem desenvolvidos e representados. Gostei demais do Jimmy Hopkins, um dos personagens mais carismático que tive o prazer de jogar.
+Variedade. Como já era de esperar, principalmente por ter um mapa grande, o jogo tem uma vasta variedade, desde missões secundárias até objetos que podem ser usados nos momentos de ação do jogo.
+/-Fácil. O jogo tem uma dificuldade bem baixa, em alguns momentos não chegam nem a ser um desafio de tão baixa que é . No entanto, nada que atrapalhe a experiência.
-Jogabilidade. A jogabilidade do jogo é terrível, principalmente por causa da câmera. É sofrível controlar o Hopkins em algumas partes (principalmente se você jogou no teclado/mouse como eu). Muito difícil vencer as corridas de bicicleta, pois a câmera não ajuda. Além disso, nas partes que envolvem pancadaria, principalmente quando envolve mais de um personagem, é horrível controlar, pois a câmera é ridícula.

9/10.
 

SOL INVICTUS

Casual
PXB Gold
594
436
São paulo
Terminei o RiME...

Uma jornada incrível, cujo final evoca fortes sentimentos no jogador.

Dependendo da história de vida que vc tem, esse impacto será maior ou menor.

Gameplay simples, os puzzles não são exigentes, e servem para apoiar o jogador na narrativa que se desenrola durante as 5 fases.

O jogo tem uma cadência lenta, que por vezes afasta a galera que curte o tiro, porrada e bomba hehe

Mas atende pessoas que buscam um jogo bonito, que bebe de fontes como o Journey.

Muito se reclamou da forte queda de frames que acontece, mas jogando no XoneX, não senti esse desconforto.

Trilha sonora magnífica, quem quiser ouvir tem disponível no Deezer e acho que tb no Spotify.

Jogo disponível no GP.

Flwww
 

Creis92

Viciado
2,614
2,220
Pernambuco
Acabei de zerar o Enslaved. Sempre tinha ouvido falar muito bem desse jogo, mas não tive a oportunidade de joga-lo no 360. Pois bem meus amigos, Enslaved se tornou um dos meu jogos favoritos.

Que jogo bom. Que história interessante. É uma mistura perfeita de The Last of Us + Prince of Persia. O mais curioso é o quão a espinha dorsal do roteiro de Enslaved e The Last of Us são semelhantes: temos duas pessoas que são colocadas juntas pelo destino; que acabam tendo um objetivo inicial simples, mas que acaba acontecendo algo e eles são colocados rumo a um segundo objetivo maior; elas criam um laço quase familiar no tempo que passam juntos; conhecem pessoas que se sacrificaram pra que eles sobrevivam; e no seu objetivo final acontece algum plot-twistter que os une ainda mais. É simplesmente incrível.

Minha nota pro jogo é 9.

Pena a IP não ser da Ninja Theory e sim da Bandai Nanco.
 
  • Curtir
Reações: dezenove

Blanka

Jogador
2,323
591
João Pessoa, PB
Jogo: Hellblade
Plataforma: PC

+História. O trabalho que a Ninja Theory fez na história de Hellblade é algo absurdo. Você sente tudo o que a Senua está passando, é impressionante a forma como eles conseguem colocar uma carga pesada de sentimento na personagem e fazer com que ela externe tudo de forma tão brilhante (pontos para Melina Juergens, ótima atuação). Sem falar da ambientação que casa bem com a história, aliás, é impressionante a forma que eles usam a mitologia nórdica para construir uma narrativa atrelada a problemas psicóticos. A Senua é bem desenvolvida, bastante carismática. No entanto, apesar de saber que a história não é muito para ser detalhada, principalmente alguns elementos do jogo, tem muita coisa que devia ser explicada, pois a maioria deles a Ninja Theory só insere, sem uma introdução.

+Gráficos. Os gráficos do jogo são extraordinários, principalmente com as configurações no máximo.

+Música. A trilha sonora do jogo é ótima, aliás escutem "Meadow". Na parte que toca essa música, é uma das coisas mais bonitas que vi nos jogos.

+/- Jogabilidade. A jogabilidade é boa, até um certo ponto. Nos primeiros momentos, você fica encantado com a mecânica e com os combos, mas depois fica algo tedioso, pois o jogo é bastante repetitivo. O jogo se resume apenas a duas coisas: puzzle e combates. Os inimigos são os mesmos do inicio ao final do jogo, assim como os puzzles, não há uma boa variedade, o que tornam o jogo muito tedioso. Os combos são legais, da para fazer boas combinações, mas nada de tão extraordinário, principalmente se tratando da Ninja Theory.

Nota: 8,8.
 
  • Curtir
Reações: tric-one

tric-one

Viciado
528
338
Brasil
Terminei o Guacamelee 2.
É um jogo legal, que segue a pegada do anterior, com algumas partes desafiadoras e outras frustrantes. A história achei mais ou menos, esse negócio de vários universos paralelos acho que não caiu muito bem na série. Ao menos a história foi contada de uma forma bem engraçada. O que eu não gostei do jogo é que ele é difícil onde não devia ser e é fácil onde devia ser difícil. Por exemplo, o combate do jogo é legal e alguns adversários exigem combos complexos e longos para serem derrotados. O problema é que os adversários dão muito ouro e isso faz o progresso do Juan muito rápido. Joguei na dificuldade média e depois na difícil e nas duas vezes terminei o jogo comprando todas as habilidades e ainda sobrou uns 30 mil de ouro. Seria mais legal se os inimigos dessem menos ouro (para que se pudesse comprar todas as habilidades apenas no finalzinho do jogo) ou que houvesse mais habilidades para serem compradas. Assim, quando chegasse no Salvador, o chefe final, eu teria a sensação de "ufa, consegui upar o Juan no máximo para fechar o jogo". A parte que é difícil e não devia ser é a movimentação do jogo. O jogo está cheio de espinhos vermelhos, bolhas roxas e pedaços de céu escuro que basta encostar neles e o Juan morre na hora. O problema é que esses obstáculos estão em lugares normais, onde só é preciso andar. É muito chato estar caminhando apenas para ir a algum lugar e de repente morrer porque encostei onde não devia. Não estou me referindo àquelas partes complicadas dos desafios da galinha, mas de partes bobas do jogo, como quando apenas deve-se chegar a um lugar numa região que claramente serviria apenas para compor o cenário. Andando de boa, de repente, pow, morri e volto num checkpoint às vezes bem longe. Seria muito mais legal se tivessem tirado parte desses obstáculos e deixado as partes de combate mais difíceis (com mais inimigos ou inimigos com mais HP, por exemplo). Outra coisa que não gostei foi que há poucas cabeças olmecas que são usadas para se transportar no mapa. Quando eu fui atrás dos coletáveis, passei muito tempo apenas andando para chegar num lugar. Isso é muito chato, deveria ter mais cabeças olmecas por mapa ou que houvesse mais mapas porém menores.
É isso, o jogo é legal, mas tem algumas coisas que parece que foram feitas de qualquer jeito pelos produtores do jogo. Nota 7,0
 

Geraldojrsb

Jogador
69
11
Brasil
Halo 4... Acho que forçaramcom muita fase usando tanque, carro, nave. O cara compra um jogo de tiro, quer dar tiro. e não ficar pilotando tanque, nave quase metade do jogo
 
1,130
405
Terminei o Outer Wilds
Jogaço de exploração espacial, a história em si lembra um pouco Prometheus, mas o jogo como um todo é bem Interestelar, cada planeta tem uma atmosfera diferente e formas de te matar diferentes(planeta aquático, por exemplo).
 
  • Curtir
Reações: ronabs

Geraldojrsb

Jogador
69
11
Brasil
Gears 2 no hardcore

O melhor gears é o 2

a história, os confrontos, tudo mais.

Era um absurdo um jogo naquela época já ter aquela fluidez e aquele sistema de cover que é o padrão dos jogos de tiro em terceira pessoa atuais.

E ainda aquele universo, armas, gore.

E tudo isso na época já com Coop pra jogar online.

Eu já gostava de gears, jogando o 2 em Coop ontem, pensei que foi, levando em consideração que já é um jogo de dez anos, o melhor game que eu já joguei até hoje.
 

tric-one

Viciado
528
338
Brasil
Terminei o Assassin's Creed Unity.
A história e os gráficos do jogo são bons, considerando a época do lançamento. O modo multiplayer também é bem interessante, gostaria que houvesse esse modo em outros jogos da série. Acabaram aqui as partes boas do jogo. O resto é todo ruim: A movimentação é muito ruim. Arno, o protagonista, sempre empaca em alguma parte das paredes ou telhados, impedindo uma fuga ou simplesmente correr livremente pelo mapa. Achei estranho isso pois nos dois jogos anteriores (Black Flag e Rogue) a movimentação era tão boa. O sistema de combate é PÉSSIMO, muito ruim mesmo. As lutas são longas, tediosas, repetitivas e tiraram algumas coisas legais que tinha anteriormente, como o assovio para atrair um inimigo ou usar um adversário como escudo humano. Paris, Versalhes e Franciade não foram bem desenhadas nesse jogo: É normal que casas e prédios não tenham entradas, escadas ou qualquer coisa que deixe a exploração agradável. É normal (e chato) ficar procurando portas e janelas nesse jogo para se pegar coletáveis. Falando neles, o jogo está lotado de coletáveis. A maior parte é incrivelmente chata de coletar pois estão guardados em baús ou atrás de portões com trancas que são uma das coisas mais chatas e desnecessárias que vi em um jogo. Para fechar com chave de bosta, os controles não respondem muito bem nos combates. Várias vezes o Arno ficava parado igual a um bocó enquanto eu o mandava atacar.
Paguei 99 centavos de dólar no jogo. Considerando a qualidade dele, considero um preço justo. Ainda assim, o jogo não é o pior da série: Essa infame alcunha ainda é do Assassin's Creed Syndicate.
Nota: 35/100
P.S. Joguei o jogo com todos os patches, ou seja, não enfrentei aqueles bugs toscos que tinham no lançamento. Ainda assim, achei o jogo bem ruinzinho.
 
  • Curtir
  • Uau
Reações: Victal e Tauguro

Victal

Viciado
10,963
9,666
Just Cause 4
Mixed feelings. O jogo usa uma nova versão da engine proprietária da Avalanche Studios o que proporciona algumas melhorias na física de movimentação do Rico e nas explosões. Porém graficamente ela é horrorosa. Visual muito abaixo da média, pior do que JC3. Os rostos dos personagens parecem saídos diretamente do incio da geração Xbox 360/PS3. A estrutura das missões, no entanto, é melhor. Mais variedade e não obrigatoriedade de fazer tipos de missão que não goste. Só recomendo para quem já gosta da série e curte e dobradinha para-quedas/wingsuit que continua divertindo.
Nota 6.0
 

nandogames

Casual
49
26
Campinas
Jogo: The Evil Within
Plataforma: Xbox One
Nota: 9.5/10

Se vc gosta de resident evil ou de survival horror com muito sangue, ambientes macabros e muitos monstros, esse jogo é perfeito. Dá pra ficar bastante tenso com o jogo, fora os sustos que a gente leva. O nível de dificuldade é razoável também. No final do jogo, é mostrado quantas vezes a gente morreu, no meu caso deu mais de 70 vezes, isso porque estava no modo casual. Super recomendado.
 
  • Curtir
Reações: IronLexPM

SOL INVICTUS

Casual
PXB Gold
594
436
São paulo
Jogo: GEARS OF WAR ULTIMATE
Plataforma: XoneX
Nota: 9/10

Terminei GoW:Ultimate. Fiz toda campanha em co-op e foi muuito legal. Dublagem e gráficos incríveis.

Essa semana vamos começar o Gears 4, e consequentemente, o Gears 5 hehe

flw