Quarentena Covid-19, vamos conversar!

DarkChornS

Compro, não nego. Jogo se puder.
PXB Gold
1,045
1,119
Porto Feliz
Sempre ouvi falar muito bem de Vinhedo, alguns amigos de Campinas estavam se programando para mudar para a sua cidade, mas acabaram adiando por conta da pandemia.
Falando em cidades, como está Ribeirão? Até o ano passado, ia a cada três, quatro semanas pra aí, pois minha namorada estudava na USP. Por sorte, ela já saiu esse ano.
 

ronabs

Opa
Moderador
13,888
28,502
Porto Alegre
Bom, como trabalho com comunicação e marketing, aqui a transição foi bem tranquila, até já estávamos testando alguns modelos de home office em alguns dias da semana desde o final de 2019. Por um lado, é um tempo que economizo sem precisar me deslocar pra cima e pra baixo no trânsito, mas às vezes, a falta do "calor humano", de sair e de se encontrar com outras pessoas, pesa bastante. A gente ameniza fazendo reuniões online e tal, vendo a cara um do outro, seja do trabalho ou de amigos, mas não é a mesma coisa.

Saio de casa para três ocasiões: ir no mercado, levar o lixo na rua ou buscar alguma entrega - se der pra combinar duas coisas na mesma saída, melhor.

Pra me distrair, tenho aproveitado para colocar em dia ou finalmente assistir muitos filmes e séries que estavam há tempos naquela lista de "ver mais tarde", finalmente vi The Boys na Amazon Prime e me surpreendi com a qualidade desse negócio, agora to vendo Dark na Netflix e gostando bastante também. Até livros, que diminuiu drasticamente nos últimos anos, to tentando retomar. Videogame, acho que ficou elas por elas, não sinto que estou jogando mais do que antes.

Já tive que dar um esporro no meu pai porque ele é teimoso e tava achando que a situação não era tão séria, que não tinha motivo pra tanto alarde, talvez por mais assistirem a situação da TV ou na internet do que vendo no dia a dia. Meus pais moram no interior, cidade com menos de 20k habitantes, e o primeiro caso da cidade foi confirmado nesta semana. Tomara que isso sirva pra dar um sacode, de que o perigo tá mais perto do que a gente imagina.

A parte mais difícil é não poder visitar a família, não pude ir no meu aniversário nem na Páscoa, e sempre fica aquela pulga atrás da orelha de "vai que eu estou contaminado, não sei e espalho para as pessoas que eu gosto". Academia, to conseguindo manter uma rotina de treinos leves em casa, 3 a 4 vezes por semana, não é a mesma coisa mas já é algo. Já do lado financeiro, não tenho do que reclamar e estou em uma situação bem privilegiada, minha renda não foi afetada e, com menos custos (já que não tem nada pra fazer), meus gastos mensais diminuíram muito. Uma boa oportunidade de juntar uma grana (porque nunca se sabe o dia de amanhã, especialmente nessa crise) e de investir.

É uma fase bem complicada, eu me acho um cara centrado e com certo equilíbrio emocional, mas tem dias que é difícil, a gente acorda sem muita vontade de fazer qualquer coisa, fica olhando pra tela só esperando o tempo passar, se irrita, coisas que lemos/vemos nos deixam pra baixo, seja de assuntos relacionados a essa pandemia ou outra coisa qualquer, tipo falar de games mesmo. Mas vamos seguindo, porque parar também não dá.

Força aí pra galera, se cuidem e cuidem também das pessoas que vocês gostam.
Todos somos responsáveis, e uma hora, tudo isso vai passar.
 
Última edição:

Edu Barros

Viciado
PXB Gold
5,716
7,603
Ribeirão Preto
Falando em cidades, como está Ribeirão? Até o ano passado, ia a cada três, quatro semanas pra aí, pois minha namorada estudava na USP. Por sorte, ela já saiu esse ano.
A situação aqui está relativamente tranquila considerando a população daqui e tb dos municípios ao redor. Dia 13/03 eu tive que fazer uma cirurgia de emergência, apendicite. Fui pra um hospital particular, mas mesmo assim me surpreendi, estava vazio. Fiquei bastante tempo batendo papo com os médicos e enfermeiros e eles disseram que está assim desde que começou a pandemia. Tb passei na frente da maior UPA daqui e estava vazia.

Movimento nas ruas está bem reduzido. Eu mesmo estou no escritório hj, mas a maioria das outras salas não tem ninguém. O setor de comércio e serviços aqui vai sofrer bastante. Dois restaurantes que eu costumava frequentar já fecharam permanentemente. Triste.
 
1,437
689
Eu e mais uns amigos que estagiam na defensoria, estamos totalmente parados, sem presença física é impossível dar entrada nos processos e ainda com os prazos suspensos. Só quem tá estagiando no TJ, que tá trabalhando normalmente.
Mas ao menos minha facul se adaptou rapidamente, aula online normalmente.
Ps: me sentindo um adolescente no meio dos adultos.
 

Luck Costa

Jogador
1,382
706
Vinhedo
Sempre ouvi falar muito bem de Vinhedo, alguns amigos de Campinas estavam se programando para mudar para a sua cidade, mas acabaram adiando por conta da pandemia.
Aqui é outro mundo. Totalmente fora da realidade do nosso país.
Na saúde, temos leitos e bastante profissionais. Só de UTI temos 13 leitos (para 75.000 habitantes) e 25 respiradores.
Na educação, por exemplo, meu filho que tem síndrome de down, possui uma cuidadora que fica com ele full time dentro da sala de aula. Não pago nada por isso. Ensino municipalizado total.
Minha casa tem internet de 300 mega por R$ 90,00.
Qualidade de vida aqui é muito boa.
Manda seus amigos pra cá que eles não vão se arrepender! hehehe
 
1,437
689
Eu vim para o interior, para a casa dos meus pais, pensei: como vou ajudar eles basicamente com a feira, vai dar para acumular dinheiro pro XSX, ledo engano.
1332 reais da formatura que deixei acumular+IPVA+seguro do carro.
 
  • Haha
Reações: Edu Barros

Goleiro

Viciado
457
447
Pessoalmente, está muito complicada essa quarentena. Tenho 2 filhos, um de 10 meses e outro com quase 4 anos. Eu e minha esposa estamos de home office. Uma verdadeira loucura num apê de 65 m2. Por outro lado, por ora, temos sorte de mantermos nossos empregos. Estou indo 3 vezes por semana no trabalho e fico 2 dias em casa. Dispensei a faxineira e continuei pagando as diárias. Disse à ela que, enquanto tivermos salários, continuarei pagando. Estou pagando escolinha para os 2 e o mais velho tem atividades e 2 horas por semana de "aula" on-line. Essa parte é a mais difícil. Eles não veem os avós há 2 meses. Ficar confinado com crianças é muito dificil. Nossa única saída é andar de carro toda noite pra dormirem. Se fosse só, estaria tranquilo. Jogaria muitas horas, assistiria muita coisa, mas com criança, é muito mais complicado. Só de pensar que as escolinhas voltam no final do ano, já me dá calafrios. Mas, enfim, esse é o desafio e tem gente em situação muito pior. Tem que ser resiliente e agradecer. Minha esposa, em termos de trabalho, está mais requisitada pois trabalha em uma farmacêutica alemã justamente com mídias digitais. Sou advogado da Fiesp e as coisas estão bombando lá. Agradeço a Deus por termos trabalho nessa fase horrorosa de nossas vidas.
 
  • Curtir
Reações: Edu Barros e Victal

Luck Costa

Jogador
1,382
706
Vinhedo
Aqui é outro mundo. Totalmente fora da realidade do nosso país.
Na saúde, temos leitos e bastante profissionais. Só de UTI temos 13 leitos (para 75.000 habitantes) e 25 respiradores.
Na educação, por exemplo, meu filho que tem síndrome de down, possui uma cuidadora que fica com ele full time dentro da sala de aula. Não pago nada por isso. Ensino municipalizado total.
Minha casa tem internet de 300 mega por R$ 90,00.
Qualidade de vida aqui é muito boa.
Manda seus amigos pra cá que eles não vão se arrepender! hehehe
Anteontem zeramos os casos de covid na cidade. Não há ninguém na UTI e muito menos internado. Já está na hora de começar a reabertura gradual e responsável.
E vejo que logo logo começaremos a receber pacientes da capital, pois temos como tratá-los.
Vamo que vamo!
 
  • Curtir
Reações: Saci e Edu Barros