Resumo Resumo da Semana Xbox #106 - 27 a 31 de julho

americanas.com

ronabs

Power your dreams
Moderador
15,005
32,536
Porto Alegre
Oi, pessoal. Como estão vocês?

Com direito a um novo avatar depois de jogar um jogo muito bom, aqui está o resumo desta semana, e como está um pouco atrasado, vou direto para o conteúdo e lá embaixo eu divago um pouco. Começamos com mais jogos chegando no Xbox Game Pass (julho encerra com 12 títulos adicionados), inclusive com uma boa surpresa para os amantes de velocidade; passamos pelo lançamento de Grounded, novo jogo da Obsidian que está fazendo um barulho legal e conquistando jogadores e também audiência nos seus primeiros dias, mesmo em Game Preview; tivemos novas informações sobre Halo Infinite direto da 343 Industries, com respostas do estúdio ao feedback dos fãs, e também um rumor bem interessante para o multiplayer da franquia; a data de lançamento de Battletoads finalmente revelada, chegando bem antes do que muita gente imaginava; uma algumas coisinhas a mais (não muitas coisinhas) de Forza Motorsport no Xbox Series X; um artigo que mostra como a tal guerra de consoles pode estar perto de um final, e não necessariamente com um "vencedor"; algumas das pessoas que estão por trás de Fable, novo jogo da Playground Games; Free Play Days com três jogos liberados até a madrugada de segunda-feira; uma atualização das atividades do Xbox Game Pass Quests e do Microsoft Rewards, a última mensal, pra quem tá atrás dos 1.000 pontos, agora é a hora; Deals with Gold com um saldão de simuladores; os lançamentos desta e da próxima semana; e alguns links que catei por aí, e que falam sobre Xbox e videogames no geral.

Boa leitura.

.
.
.


F1 2019, THE TOURYST, YAKUZA KIWAMI 2 E MAIS NO XBOX GAME PASS

Esta semana foi bastante proveitosa para assinantes Xbox Game Pass, especialmente quem é Ultimate. Isso porque tivemos cinco novas adições, sendo que uma foi uma surpresa que não havia sido anunciada anteriormente: F1 2019 (console/PC) vem para cobrir a lacuna que F1 2018 vai deixar ao sair do catálogo, trazendo uma versão mais atualizada do jogo para os assinantes. Muita gente passa batido, mas os jogos oficiais da F1 são muito bons pra quem curte corrida. Os outros adicionados foram: Grounded (console/PC) é o mais novo lançamento da Obsidian Entertainment, e que libera o parquinho - literalmente - para que possamos explorar os mistérios que existem em nosso quintal, com todas as maravilhosas paisagens e também os perigos que uma simples formiga pode provocar (tem mais sobre Grounded na notícia abaixo); Nowhere Prophet (console/PC) é um card game, pra quem curte esse estilo de jogo, ou que gostou bastante de Slay the Spire, por exemplo, vale a pena dar uma conferida; The Touryst (console/PC) é um belíssimo jogo de exploração, com gráficos quadradinhos 3D que apresenta ambientes muito relaxantes para explorarmos; e Yakuza Kiwami 2 (console/PC) encerra a jornada de Kazuma Kiryu no Xbox One no momento, encerrando aquele pacote de jogos da série que chegariam ao console da Microsoft. Olhando pra frente, para agosto, temos estas cinco adições já confirmadas: Battletoads (20, console/PC, mais sobre ele um pouco pra baixo), Undermine (6, console), Microsoft Flight Simulator (18, PC), Tell Me Why - Episódio 1 (27, console/PC) e Wasteland 3 (28, console/PC). E, para encerrar, estes são os jogos que deixarão o catálogo em breve, provavelmente no dia 15 de agosto: Devil May Cry 5 (console), Kingdom Come: Deliverance (console/PC), Space Hulk: Tactics (PC), Where the Water Tastes Like Wine (PC) e Yoku's Island Express (console/PC). Pra conferir a lista completa de jogos disponíveis, quais vão sair, quais vão entrar (e quando vão entrar), temos nossos tópicos completos aqui no PXB: Xbox Game Pass/console e Xbox Game Pass/PC.

GROUNDED - COLETE, CONSTRUA, SOBREVIVA

A Obsidian deve ser, hoje, o estúdio mais produtivo da Xbox Game Studios: estão trabalhando em duas expansões para The Outer Worlds (Peril on Gorgon, que lança no dia 9 de setembro, e Murder on Eridanos, para 2021), apresentaram recentemente Avowed, seu novo RPG AAA, e, como se isso não fosse o suficiente, ainda entregaram o início de um projeto desenvolvido por cerca de 20 pessoas nos últimos anos. Grounded não tem nada a ver com os famosos RPGs que a empresa construiu sua fama, mas traz consigo o mesmo cuidado e atenção aos detalhes. Pra começar, o jogo está em formato Game Preview, ou seja, é um jogo que ainda vai melhorar com o tempo, com base no feedback dos jogadores, e oferece tanto uma experiência single player como também cooperativa em um universo pouco explorado, que é o jardim de uma casa - no caso, encolhendo nossa visão enquanto espectadores e jogadores. Olhando por cima, muita gente pode passar batido pelas mecânicas de crafting e sobrevivência, mas é um tipo de jogo que tem bastante apelo com uma parcela do público, e é esta parcela do público que a Obsidian está mirando com Grounded. Como outros jogos de survival, existe a questão de morreu, tem que ir no local da morte pegar de novo os equipamentos e os itens. Como em outros jogos de crafting, é preciso explorar o ambiente para encontrar materiais e recursos que possibilitam criar coisas novas. Mas o mundo, apesar de bonitinho, é bastante hostil: existem animais que vão olhar pra nossa cara e passar batido, outros que só vão avançar caso a ataquemos primeiro, e outros que vão sambar na nossa cara sem dó só de pisarmos em um território que eles acham que é deles. Tenho visto muita gente comparando Grounded com Sea of Thieves, no sentido de que a experiência cooperativa torna cada dia único e diferente. Pra quem curtiu essa pegada, vale experimentar.

Eu tinha jogado um tempo atrás em uma beta (ou algo assim) que teve, mas não joguei ainda essa versão Game Preview, não sou muito de jogar versões em early access de jogos por receio de saturar e, quando chegar o jogo completo, não ter mais paciência pra jogar. Mas vou experimentar por algumas horas neste final de semana, mais pra ver qual é mesmo. Pra quem quiser combinar partidas, ou até trocar ideias e experiências de como está sendo jogar Grounded, podem acessar o tópico oficial do jogo e conversar com a galera que já está explorando esse mundo novo. E, antes de encerrar, um dado interessante: Grounded ficou em primeiro lugar na lista de jogos mais vendidos do Steam mundialmente, mostrando que existe um público muito interessado para este tipo de jogo. Mais: em certo momento, entre os seis jogos mais vendidos na plataforma, quatro eram da Xbox Game Studios (Grounded, Microsoft Flight Simulator - que nem lançou ainda, só divulgaram a data e foi esse auê -, Halo: The Master Chief Collection e Sea of Thieves), mostrando como a decisão de levar não só os jogos da Microsoft para o PC, mas também para o Steam, tem sido bastante acertada e está rendendo bons frutos.

343 INDUSTRIES REVELA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE HALO INFINITE E MULTIPLAYER F2P

A apresentação da Microsoft passou, muita gente ficou empolgada com o futuro da Xbox Game Studios e do Xbox Game Pass, mas uma coisinha destoou um pouco na recepção geral (que foi positiva), e essa coisinha foi Halo. Não que a recepção tenha sido extremamente negativa, longe disso, vários pontos foram bastante elogiados e a volta às origens proposta pela 343, um "reboot espiritual" para a série, algo que muitos fãs tanto pediam, está acontecendo. Mas, para um produto imenso como é Halo, qualquer coisa que comece a enveredar para uma recepção mista já liga uma luzinha de atenção. E a 343 Industries mostrou estar atenta ao feedback do público ao ser rápida para reagir e se pronunciar sobre o estado atual do jogo. Primeiro, em relação aos visuais: com base nas opiniões dos jogadores em relação à direção de arte de Halo 4, Halo 5: Guardians e Halo Wars 2, o estúdio decidiu mudar para aquela estética original da primeira trilogia, que foi algo muito destacado quando apresentaram aquele primeiro trailer em 2018. Assim, a paleta de cores é mais vibrante, os modelos são mais "limpos" e os objetos fazem menos "barulho", mas não são, necessariamente, menos detalhados, e a 343i comenta que isso pode não agradar todo mundo, mas eles se garantem que essa é a decisão certa - e, particularmente falando, eu adorei, gosto mais da estética de Halo 1-2-3-ODST-Wars do que de 4-5-Wars 2.

A outra parte em relação aos visuais diz respeito à fidelidade visual, com comentários sobre objetos parecerem muito simplistas, pop-in de objetos e tal, e a 343 admite que tem muito trabalho a ser feito aqui para resolver essas e outras questões, elevando o nível do que se espera de Halo. Eles também confirmam que a build apresentada é um trabalho que ainda está em execução, sendo uma versão já com algumas semanas de vida (não meses, como estava circulando em rumores), com vários sistemas e elementos ainda sendo desenvolvidos. Aqui, vou abrir um parênteses só pra destacar que a apresentação de builds "antigas" é algo comum na indústria: os jogos apresentados em uma E3 não são uma versão disponível naquele dia, os desenvolvedores decidem o que vai ser apresentado e uma parte da equipe para todo o avanço do projeto para produzir uma "vertical slice" (uma fatia de bolo, pra ver todas as camadas) que será exibida para o público, é uma parte do processo que demanda recursos humanos e de tempo, pois essas pessoas, por um tempo, estarão focadas apenas em deixar a versão de apresentação no melhor estado possível. Mas a 343i está aberta e, enquanto considera alguns feedbacks já eram esperados, outros trouxeram oportunidades pra ver as coisas sob outras perspectivas.

Indo agora pra uma leva de vários assuntos, foi confirmado que a campanha terá modo cooperativo para duas (local) ou quatro pessoas (online); que o jogo adotará aquele sistema de que, se você pode ver algo, provavelmente pode ir até lá; que equipamentos como o gancho, no multiplayer, deverão ser encontrados nos mapas de jogo; que 4K e 60 fps é o objetivo no Xbox Series X; que as dificuldades padrão da série foram mantidas (fácil, normal, heróico e lendário); que a música está sendo composta, entre outros, por Gareth Coker, de Ori and the Blind Forest e Ori and the Will of the Wisps; que o Craig (o bicho do meme) está bem e parece estar levando toda essa fama repentina numa boa (a 343i abraçou o meme com bom humor). Essas são as informações oficiais.

Agora, para os rumores, parece que existe uma chance de que talvez o componente multiplayer online de Halo Infinite seja gratuito. Isso, free to play, sem ter um preço de entrada para o produto, começando a construção de uma plataforma que ficará disponível por muitos e muitos anos, seguindo os moldes de outros jogos de sucesso. Começou com um site que eu, admito, nunca ouvi falar, mas o nosso equilo Klobrille foi rápido pra garantir que, sim, o multiplayer será gratuito, com o modo Arena mirando os 120 fps no Xbox Series X, um sistema de battle pass e muitas opções de customização do personagem. Agora, imaginem Halo Infinite, lançando ao mesmo tempo no Xbox One, Xbox Series X, Lockhart (aguardando confirmação), PC (Microsoft Store e Steam), no Xbox Game Pass, e com um multiplayer gratuito. Imaginou? Prepara a cadeira aí, porque a coisa vai ser bombástica.

Essa parte acima envelheceu bem rápido. A 343 Industries acabou de confirmar que, sim, o multiplayer de Halo será gratuito em todas as plataformas. Além disso, outra confirmação é de que o modo multiplayer terá suporte a 120 fps no Xbox Series X.
(Halo Waypoint, Klobrille, Twitter Halo)

BATTLETOADS RESSURGE E SERÁ LANÇADO EM 20 DE AGOSTO

Depois de alguns meses em silêncio desde a última aparição pública e de muitos anos de espera (26, pra ser mais exato) para os fãs da franquia, Battletoads está quase de volta. Criado pela Dlala Studios em parceria com a Rare, Battletoads será lançado em 20 de agosto no Xbox One e PC (Microsoft Store e Steam), direto no Xbox Game Pass nas plataformas da Microsoft, e coroa um projeto de paixão mesmo que começou quando a Dlala decidiu destinar recursos próprios (dinheiro e tempo) pra criar uma demo e mostrar para a Rare. Felizmente, a Rare gostou da proposta e deu luz verde para o estúdio. Pra quem não conhece Battletoads, e até pra quem conhece, um dos pontos que mais se destacava nos jogos originais era a sua extrema dificuldade em alguns momentos, mas era um fruto daquela época: os jogos precisavam encontrar formas de aumentar o tempo de jogo pra não ser curto demais, e o caminho mais fácil era tornar o jogo difícil - no arcade, mais ainda, e é interessante que, por exemplo, um dos chefes finais do Battletoads de arcade literalmente não sofria dano algum nos primeiros 45 segundos de luta, independente de quantos ataques a gente acerte. A história do novo Battletoads traz de volta Pimple, Rash e Zitz, e demonstra outro ponto característico da série, que é a variedade de gameplay, com segmentos de plataforma (em várias direções), beat 'em up, corrida, até puzzles, entre outros. Mas o desafio continuará presente, claro! Além disso, o jogo contará com um modo cooperativo local para até três jogadores. O estilo de animação remete muito aos desenhos do final dos anos 90, cheio de coisas exageradas mas que combinam muito com a série. O trailer de lançamento ficou legal. Então é isso, os sapinhos estão de volta, uma das IPs mais pedidas dos fãs desde que a Microsoft comprou a Rare lá em 2002. Battletoads, 20 de agosto, Xbox Game Pass, agora é só aguardar a liberação pra podermos jogar.
(Xbox News)

ACELERANDO COM O NOVO FORZA MOTORSPORT PARA XBOX SERIES X

Por muitos anos, a Microsoft seguiu um calendário muito rígido com a franquia Forza: em um ano, Motorsport; no outro, Horizon. Desde 2011, essa lógica se manteve e tanto a Turn 10 quanto a Playground conseguiram mostrar uma competência acima da média ao entregar jogos muito bons, melhorando a cada edição, com regularidade impressionante. Mas, ano passado, não tivemos nenhum Forza (teve aquele Forza Street, mas né, nem conta), e em 2020, também não. Com Forza Horizon 4 lançado em 2018, o próximo título da série deveria ser um Motorsport, mas, cadê ele? No último Xbox Games Showcase, a Turn 10 apareceu pra mostrar que está, sim, trabalhando em um novo jogo, mas que ele vai demorar um pouquinho, porque a ideia não é fazer mais um Forza Motorsport, e sim reformular completamente a série para os próximos anos. Em uma entrevista para o Engadget, Chris Tector (arquiteto de software da Turn 10) e Jason Ronald (diretor de gerenciamento de programas de Xbox) conversaram sobre alguns detalhes desta apresentação. Na parte visual, Tector destaca a qualidade dos detalhes e rugas existentes onde os painéis da carroceria se encontram, ou nos interiores e até nas rodas dos veículos, falando empolgadamente sobre como o poder do Series X permite criar rodas muito realistas. Com a ajuda do ray-tracing, eles não precisam mais imitar os efeitos de iluminação diretamente nos objetos, criando mais interação entre a luz e os componentes. No que se refere ao áudio, Ronald comenta sobre como ter um hardware dedicado ao áudio ajuda a reduzir a carga na GPU, e, consequentemente, na CPU também, permitindo que esses componentes trabalhem de forma mais livre. É como um espaço dedicado à renderização, mas de áudio. Tector comenta até que "é uma funcionalidade bem pesada que ainda não tivemos a oportunidade de usar tanto, porque para simular ela na CPU, custaria muito tempo de processamento. Mas, agora, temos um hardware dedicado a isso, então podemos entregar um áudio imersivo como nunca antes visto". E, por fim, a latência, algo importantíssimo para jogos que se propõem a ser mais sérios. Tector diz que "se você tem um setup médio pra jogar, você deve ter 100 milissegundos de latência. A 200 milhas por hora (322 km/h), você viaja 30 pés (9,12 metros) nesses 100 milissegundos. Isso dá dois carros inteiros de movimentação". (Um parênteses: já tá na hora dos Estados Unidos passarem a adotar o Sistema Internacional de Medidas, né? Ficar convertendo qualquer coisinha, vish.) Por isso que a Microsoft tem dado tanta atenção à baixa latência do novo controle de Xbox, além de criar tecnologias como o Dynamic Latency Input, que monitora a pressão dos botões e sincroniza-os com os frames apropriados na tela, mandando informações para o console um pouco antes do que o jogo realmente precisa. Para um jogo de simulação, precisão também é fundamental.
(Engadget)

A GUERRA DE CONSOLES ACABOU

Este é um artigo de opinião que, apesar de ter saído na semana passada, acabou voando baixo pra mim. Mas deixei ele salvo pra trazer pra cá porque é algo que ainda precisa ser destacado. Porque videogames tem muito a ver com futebol, por exemplo, mexe com a paixão de muita gente, e algumas dessas pessoas se exaltam, levam a sério demais, desejam coisas ruins para outras empresas - e, por estarmos em um ano de mudança de geração, isso fica mais aparente. Mas a dita "guerra de consoles" está, cada vez mais, saindo de cena pela diferença de abordagem das principais plataformas do mercado. Pegando a Microsoft como exemplo, estamos há anos vendo movimentações da empresa ampliando seus mercados e deixando de ver somente o console físico como fonte de renda e de entrada de pessoas em seu ecossistema de produtos e serviços. Por um lado, lançar jogos como Halo Infinite para Xbox One e Xbox Series X diminui aquela urgência de precisar comprar a nova plataforma pra poder jogar, mas a Microsoft não vê isso como um problema. Há mais prós do que contras. Pensando no sentido estratégico, não faz mais sentido apostar em um serviço que dobra de tamanho ano a ano? Ter 10 milhões de assinantes do Xbox Game Pass é legal, agora, imagina que esses 10 milhões de assinantes serão obrigados a comprar um Series X pra poder rodar os jogos mais novos: isso pode até vender consoles, mas tem potencial de quebrar essa base de assinantes. Quando comparamos isso com a estratégia da Sony com o PlayStation 5, existe uma dose de coragem em tentar algo não só diferente, mas que vai na contramão de como a indústria funciona até aqui. É por isso que, por exemplo, a Microsoft cita empresas como Amazon e Google como potenciais concorrentes quando o assunto é videogame: não é sobre o que essas empresas fazem hoje, mas onde elas querem chegar ali na frente (e o quê estão fazendo para isso acontecer). Em um mercado mais fragmentado, com empresas tendo diferentes métricas de sucesso, comparações diretas certamente continuarão acontecendo, especialmente por parte dos fãs mais fervorosos, mas elas são, cada vez mais, uma página virada.
(Games Industry)

QUEM ESTÁ TRABALHANDO EM FABLE NA PLAYGROUND?

Fable foi anunciado, finalmente, na semana passada, desenvolvido pela Playground Games, um dos estúdios mais aclamados e bem sucedidos desta geração, com a série Forza Horizon. Mas, peraí: um estúdio de corrida fazendo um RPG? Vamos explicar. Pra quem talvez não saiba, em 2017, a Playground iniciou um grande projeto de expansão do estúdio, não só de ordem numérica, mas também de espaço, criando um segundo ambiente totalmente voltado ao desenvolvimento de um RPG. E, como sabemos, um RPG é bem diferente de um jogo de corrida, então, foi preciso ir atrás de talentos nos mais variados estúdios ao redor do mundo pra tocar essa proposta. Aqui, tem uma lista de algumas dessas pessoas: o líder de design é Will Kennedy, que trabalhou no level design de GTA V, e tem como companheiros no time de design Juan Fernández de Simón (lead designer na Ninja Theory) e Hunter Writhg (lead quest designer de Borderlands). Na parte do roteiro, tem uma galera que trabalhou em Batman: Arkham Knight, como Craig Owens, Kim MacAskill e Martin Lancaster. Na parte de arte, tem galera que trabalhou na Ubisoft, como Adam Olsson (que trabalhou no design de ambientes de The Division 2) e Tom Isaksen (designer de personagens de Ghost Recon). A direção criativa segue com Ralph Fulton, que é conhecido pelo trabalho em Forza Horizon, mas pelos exemplos acima, e outros que estão no link, dá pra perceber que a Playground Games está se recheando de pessoas com várias expertises. Os nomes das pessoas não me dizem nada, na real, mas saber que pessoas que trabalharam em Horizon Zero Dawn, Metal Gear Solid 4 e 5, Hitman, The Division, Batman Arkham, BioWare, entre outros, dá uma certa confiança de que podemos esperar um grande jogo por aí. E, pelo pequeno teaser apresentado, já dá pra tirar muita coisa sobre o universo e o respeito que os fãs da saga tanto merecem depois de mais de 10 anos sem um jogo da franquia principal.
(Video Games Chronicle)

FREE PLAY DAYS - DISINTEGRATION, ROCKET ARENA E TWO POINT HOSPITAL

Como se não bastassem os jogos do Xbox Game Pass e os anúncios da Live Gold (tá lá na parte de links dessa vez, azar), assinantes Xbox Live Gold e Xbox Game Pass Ultimate, mais uma vez, recebem alguns jogos extras pra aproveitar durante o fina de semana e dar uma variada na jogatina. Os três jogos estarão liberados até a madrugada de segunda-feira, 3 de agosto, às 3h59min (Brasília). São eles: Disintegration, um jogo de tiro em primeira pessoa que tem como seu grande destaque ter Marcus Letho na direção (esse cara trabalhou na direção de arte da Bungie e foi responsável direto por muitas paisagens e estilos artísticos dos primeiros jogos da saga, até sair da Bungie em 2012), mas esse Disintegration foi lançado e não fez tanto barulho não, talvez aqui ele ganhe algum destaque; Rocket Arena foi apresentado não tem nem dois meses e lançado há duas semanas, e já está aparecendo aqui, é aquele jogo de arenas multiplayer que a EA mostrou esses tempos e que tem como diferencial o uso de mísseis como munição das armas, gerando explosões, barulhos e luzes e tal; e, por último, Two Point Hospital, esse é bem legal, é um daqueles jogos de construir coisas (neste caso, um hospital), desde a posição das salas até quem vai trabalhar, o que vai fazer, qual tipo de pesquisa vai fazer, dá pra perder horas nisso aqui sem nem ver passar (experiência própria). Pra baixar os jogos, é só clicar nos links ali dos nomes, procurar pelos mesmos na Store ou até no banner que estará na home do console (tomara). Pra quem quiser saber antes também sobre esse programa, já que os jogos sempre liberam na quinta-feira, acompanhe o tópico do Free Plays Days aqui do PXB.
(Xbox News)

XBOX GAME PASS QUESTS E MICROSOFT REWARDS - UPDATE ATÉ 2 DE AGOSTO

Apenas como lembrete, já estão valendo as atividades semanais do Xbox Game Pass Quests e do Microsoft Rewards, válidas até segunda-feira, 2 de agosto. Pra quem está com problemas pra ativar a atividade de Gears 5 (aquela de 500 pontos), entrem em contato com o suporte do Microsoft Rewards explicando o problema que eles resolvem e creditam os 500 pontos nas nossas contas - o link é este. Caso enviar o formulário não funcione, tente em outro navegador, comigo não foi nem a pau no Chrome, mas no Edge, funcionou de primeira. Para saber mais sobre o programa, conhecer o Xbox Game Pass Quests e o Microsoft Rewards, recomendo a leitura do nosso tópico oficial aqui no PXB.

Xbox Game Pass Quests | Semanais, até 2 de agosto
  • Cities Skylines (100 pontos) - Passar 50 dias dentro do jogo. Atividade exclusiva para assinantes Xbox Game Pass Ultimate.
  • DayZ (25 pontos) - Sobreviva ao apocalipse em DayZ. É abrir o jogo.
  • Ganhe uma uma conquista no Xbox Game Pass (10 pontos) - Simples, só desbloquear uma conquista em um jogo do catálogo do Xbox Game Pass.
  • Conclua quatro solicitações diárias (10 pontos) – Autoexplicativo, fazer quatro daquelas solicitações diárias: jogar um jogo do Xbox Game Pass e logar no app do Xbox Game Pass.
  • Conquiste mais pontos (10 pontos) – Desbloquear três conquistas ou jogar três jogos do Xbox Game Pass.
Microsoft Rewards | até 2 de agosto
  • Yes, Your Grace (10 pontos) - Só conferir o jogo em destaque.
  • Inicializador de aplicativos (40 pontos) - Abrir o aplicativo do Microsoft Rewards em três dias diferentes.
  • Faça buscas no Bing - realizar 50 buscas no Bing (50 pontos) - Procurem pelo nome de algum ator, vão pra baixo em "pesquisas relacionadas", cliquem nesse termo e, na nova página, vão clicando nas fotinhos.
Outras atividades:
  • Grounded (3.000 pontos, até 15 de agosto) - ativar o cartão da atividade e comprar o jogo na Microsoft Store.
  • Destroy All Humans! (250 pontos, até 11 de agosto) - tem que ativar o cartão da atividade e, depois, desbloquear qualquer conquista no jogo.

DEALS WITH GOLD COM SIMULATOR SALE E OUTRAS OFERTAS

Nesta semana, assinantes Xbox Live Gold e Xbox Game Pass Ultimate podem aproveitar descontos especiais em mais de 170 itens, em especial com um saldão de jogos de simulação, seja construindo uma cidade em Cities Skylines, pescando em Fishing Sim World, montando seu PC igual o Henry Cavill em PC Building Simulator, dirigindo ônibus em Bus Simulator, entre vários outros. Não tem só isso, tá, tem mais coisas, só o destaque é que é esse. Pra conferir a lista completa de jogos, é só acessar o tópico do PXB.

LANÇAMENTOS DESTA SEMANA (27 A 31/JUL)

LANÇAMENTOS DA PRÓXIMA SEMANA (3 A 7/AGO)
Terça, 4
  • Conan Chop Chop (Mighty Kingdom/Funcon) - Sem página na Store
  • Relicta (Ravenscourt/Koch Media) - Sem página na Store
  • Skully (Finish Line Games Inc./Modus Games) - Sem preço na Store
  • Wizards: Wand of Epicosity (Game Mechanic Studios LLC) - R$ 74,95
Quarta, 5
Quinta, 6
  • Aery - Broken Memories (EpiXR Games) - Sem página na Store
  • Clan N (Creamative/Maple Whispering) - Sem página na Store
  • HardCube (Big Way Games) - R$ 25,95
  • It Lurks Below (Graybeard Games) - Sem página na Store (Xbox Game Pass, Xbox Play Anywhere)
  • Swimsanity! (Decoy Games, LLC) - R$ 92,45
  • Undermine (Thorium Entertainment) - Sem preço na Store (Xbox Game Pass)
Sexta, 7
  • Fast & Furious: Crossroads (Slightly Mad Studios/Bandai Namco) - Sem página na Store
  • Inertial Drift (Level 91 Entertainment/PQube Limited) - Sem página na Store
  • WarriOrb (Not Yet) - Sem preço na Store

LINKS INTERESSANTES
  • As tretas que envolvem "o" jogo do Xbox Series X: Halo Infinite tá zicado? - Nesta edição do Jogaecast, os rapazes comentam sobre a recepção do Xbox Games Showcase, especialmente de Halo Inifnite. Neste tópico, é investido um tempo também para comentar sobre os rumores de que o jogo está passando por alguns problemas, e como isso pode ser fruto não só de algo interno do estúdio, mas da indústria como um todo. | Jogae.TV
  • Bright Memory: Infinite recebe trailer que destaca cenários, história e combate - Curtiu aquela apresentação de Bright Memory Infinite no evento de maio da Microsoft? O estúdio (que, na real, é um cara) liberou um novo trailer durante a ChinaJoy 2020, mostrando mais detalhes dos cenários, personagens e também do combate. | Xbox Power
  • Disgaea 4 Complete+ announced for PC and launching in Xbox Game Pass for PC - É jogo japonês que vocês querem? É jogo japonês que vocês vão ter. A versão completa de Disgaea foi anunciada para PC e com uma surpresa: no catálogo do Xbox Game Pass. As viagens de Phil Spencer ao Japão seguem rendendo. | Windows Central
  • EA says it’s ‘more interested than ever’ in acquisitions, amid Warner reports - A novela mexicana da Warner Games segue tendo novos capítulos semanalmente, e nesta, foi a vez de um relatório da Electronic Arts, a empresa se negou a endereçar diretamente algo relacionado à família de estúdios da AT&T, mas confirmou que está mais interessada do que nunca na aquisição de talentos. Como em toda empresa bilionária, a EA também está de olho no que está acontecendo. | Video Games Chronicle
  • Games with Gold de agosto revelados - Os Games with Gold de agosto foram revelados e trouxe eles até aqui pra baixo. São dois jogos de Xbox One e dois de Xbox: Portal Knights, Override: Mech City Brawl, MX Unleashed e Red Faction 2, respectivamente. Os dois primeiros de cada console estão até disponíveis pra baixar já. | Xbox News
  • Halo Infinite is Halo CE with walls knocked down and freedom to explore - Não ia caber lá em cima, então trouxe pra cá. Em uma sessão de perguntas e respostas, Chris Lee (343i) comentou que uma maneira de enxergar Halo Infinite é pensar nele como Halo: Combat Evolved, derrubando todas as paredes invisíveis que existiam lá, com liberdade total para explorar. Isso mostra um pouco a linha que eles estão seguindo, de criar uma estrutura mais fiel aos jogos antigos, algo que muitos jogadores estavam pedindo. | Wccftech
  • How to be a healthy gamer - Ok, esse aqui me surpreendeu porque eu li o título e pensei que fosse algo relacionado a maneira de se comportar, jogar, escolher jogos, enfim. Mas é sobre saúde mesmo, exercícios, dieta, postura, etc. Tem algumas dicas muito boas pra quem joga videogame, às vezes se perde e começa a comer muitas porcarias, ou não se exercitar (nem alongar), ficar torto na cadeira ou no sofá. Em tempos de pandemia ainda, onde muita gente fica presa em casa, é importante também cuidar do corpo e da saúde. | YouTube Downward Thrust
  • I read every Halo novel and became the Master Chief of loneliness - O universo de Halo é muito rico, cheio de histórias, personagens, acontecimentos, eventos e tudo mais que ajudam a moldar a grandeza da franquia até hoje. Muito disso, porém, não é visto nos jogos, e sim em outras mídias, como livros. Em julho de 2019, o cidadão do vídeo decidiu ler todos eles. Em julho de 2020, ele terminou a saga, e o resultado é que ninguém mais quer falar de Halo sobre ele, porque ele sabe coisas demais. Por exemplo,, como vocês chamam John-117: 117, 1+1+7 ou 1+17? | YouTube Polygon
  • Jogos pouco conhecidos que estão chegando ao Xbox - A saga de promover jogos com menos nome segue, nesta semana, com títulos como Asterix & Obelix XXL Romastered, BPM: Bullets Per Minute, Earthlock 2, Eiyuden Chronicle: Hundred Heroes (da galera de Suikoden), Heroes of Hammerwatch, Metamorphosis, Song of Iron, Spacebase Startopia, The Mean Greens: Plastic Warfare e Unturned. | PXB
  • Live da AbleBamers BR acontece neste sábado, a partir das 13h - Que tal ver uma transmissão com um monte de gente bacana, falando de videogame e acessibilidade, e também poder ajudar com doações pra fomentar ainda mais o desenvolvimento de jogos acessíveis? Neste sábado, a partir das 13h, começa a maratona do AbleGamers BR 2020. Tem mais informações no tópico. | PXB
  • Max Payne, Kane & Lynch, and the Meaning of Ugly Games - Lembram quando o Jeff Gertsmann foi demitido da Gamespot por dizer que Kane & Lich era feio? Não só graficamente, mas também nos contextos que ele apresentava. Mas "feio" é uma palavra bem mais profunda, qunado paramos pra analisar. E é isso que esse vídeo faz com Kane & Linch e outros jogos. | YouTube Jacob Geller
  • Out of Bounds Secrets | Bully - Jogos são legais porque aquilo que a gente vê é só uma parte do que o desenvolvedor planejou. Tipo, em um FPS: na maioria das vezes, nosso personagem nada mais é do que dois braços e duas pernas voadoras, pra economizar na renderização e performance. Esse tipo de vídeo é legal de ver, mais pela curiosidade de tentar entender a complexidade que é fazer um jogo funcionar mesmo. | YouTube Shesex
  • Private Division signs publishing deals with Moon Studios, League of Geeks, and Roll7 - Tá tudo no título na real, mas o importante é que a Moon Studios (que fez os dois Ori) fechou um acordo de publicação com a Private Division para esta ser a publisher de seu próximo jogo, um action RPG. Pra quem não conhece, a Private Division é um selo de publicação da 2K voltado a estúdios independentes, que oferece liberdade para os estúdios manterem-se como donos das IPs. Thomas Mahler, da Moon, está confiante: "desenvolver a série Ori na última década foi uma experiência fantástica para nossa equipe, e estamos empolgados de agora poder mirar ainda mais alto com um novo jogo de ação e RPG". | Private Division
  • Rocket Arena adicionado ao Vault do EA Access - Lembram do jogo lá de arena com mísseis que a EA apresentou no dia 18 de junho e foi lançado no dia 14 de julho? Então, o jogo já está disponível no Vault do EA Access para assinantes. É o jogo que entrou mais rápido no catálogo do programa, com apenas 17 dias - depois dele, vem NBA Live 15, com quatro meses de diferença. | Twitter Rocket Aren
  • Sea of Thieves recebe mais conteúdo com a nova atualização gratuita - Sabe Sea of Thieves, o jogo que tem mais de 15 milhões de jogadores e não para de receber novos conteúdos? Então, ele não para de receber novos conteúdos. A última atualização já está disponível, é gratuita e inclui novos itens cosméticos e itens no Empório Pirata, além de continuar a lorota do Capitão Flameheart. | Arena Xbox
  • Ubisoft estava fazendo um jogo do Rei Arthur inspirado em Monster Hunter - Você talvez tenha visto o rebosteio que tá rolando na Ubisoft recentemente, com várias denúncias de abuso, assédio e outras barbaridades na empresa. Algumas pessoas caíram por conta disso, incluindo Serge Hascoët, que era diretor criativo da empresa e controlava quais projetos iam pra frente e quais não. Pois bem: um desses projetos era Avalon, um jogo inspirado nas histórias do Rei Arthur e com elementos de Monster Hunter World, que contava até com Mike Laidlaw (designer de Dragon Age) na equipe. Mas o cara ali disse que não curtiu a temática. Talvez, com a saída dele e uma nova liderança criativa no comando geral, a Ubisoft volte a dar luz a projetos diferentes. | Bloomberg

.
.
.

E por hoje é isso, pessoal. Foi mal por estar saindo um pouco depois do que deveria, confesso que não foi uma semana legal pra mim em termos de concentração e motivação como um todo, aí na maioria dos momentos livres eu fiquei jogando ao invés de preparar o material do resumo ou fazer outras coisas kkkkk. Acredito até que foi por isso que Nier: Automata bateu tão forte comigo, mergulhei fundo em um jogo que me trouxe muitas respostas, foi uma experiência muito positiva que, provavelmente, eu estava precisando. Aquela história de jogo certo na hora certa.

Uma coisa que comecei a fazer, especialmente nos links, é dar destaque para alguns dos assuntos, porque como ali é meio que um paredão de texto, algumas coisas podem se perder.

Muito obrigado a todos que leram até aqui. Tenham um excelente final de semana, boas jogatinas na Xbox Live (em qualquer jogo, o importante é se divertir) e se cuidem. Até semana que vem.

 
Última edição:

Edu Barros

There is no spoon
PXB Gold
6,751
10,251
Ribeirão Preto
Só consegui parar hoje pra ler o resumo. Excelente, como sempre!

Minha semana:
. fui surpreendido positivamente pelo trailer de lançamento de Battletoads;
. gostei de Grounded, mas vou esperar o lançamento da versão final;
. o MP de Halo gratuito foi uma ótima jogada, só falta mesmo liberar a jogatina online grátis nos consoles.

Só senti uma omissão no tópico: os previews de Flight Simulator!
Como já temos o tópico oficial com várias informações, vou deixar aqui um vídeo diferente, de um canal focado em aviação ao invés de jogos.

Então é isso!

 

ronabs

Power your dreams
Moderador
15,005
32,536
Porto Alegre
Só consegui parar hoje pra ler o resumo. Excelente, como sempre!

Minha semana:
. fui surpreendido positivamente pelo trailer de lançamento de Battletoads;
. gostei de Grounded, mas vou esperar o lançamento da versão final;
. o MP de Halo gratuito foi uma ótima jogada, só falta mesmo liberar a jogatina online grátis nos consoles.

Só senti uma omissão no tópico: os previews de Flight Simulator!
Como já temos o tópico oficial com várias informações, vou deixar aqui um vídeo diferente, de um canal focado em aviação ao invés de jogos.

Então é isso!

Valeu, Edu, passou batido mesmo e o pior é que eu vi os previews.

Tinha salvo aqui pra falar do jogo dos Vingadores, que teve uma nova War Table e tal, mas esqueci também.

Pra quem quer saber mais de Flight Simulador e Avengers, pode procurar nos tópicos dos jogos direto.
 
  • Curtir
Reações: Edu Barros

ronabs

Power your dreams
Moderador
15,005
32,536
Porto Alegre
Muito bom o vídeo dos livros de Halo. Mas ele só fala bem resumidamente sobre as histórias dos livros. Quem quiser entrar pesado na lore bem detalhada tem que procurar outros vídeos.
Massa, né.

É bem básico, mas achei legal porque é divertido, ria muito toda vez que ele não se segurava pra contar algo aleatório sobre o universo de Halo.

:joy:
 
  • Curtir
Reações: Edu Barros

OLD-MAN

Playing only XBOX since 2002
PXB Gold
1,905
3,460
Rio de Janeiro
Parabéns @ronabs mais um show de resumo.Para mim a guerra de consoles é uma tremenda bobagem desde Sega X Nintendo.Acho que a Microsoft tomou um caminho em que está focado em serviços não sei de o futuro será promissor ou não.Acho Spencer muitas das vezes perdido em suas declarações .Surpresa positiva para mim foi Grounded .
 
Moderninha Smart 12x 39,90

Sobre o PXB

  • Desde 2005 nossa comunidade se orgulha de oferecer discussões inteligentes e críticas sobre a plataforma Xbox. Estamos trabalhando todos os dias para garantir que nossa comunidade seja uma das melhores.

Sobre a Comunidade

  • As opiniões expressas neste neste site são da inteira responsabilidade dos autores. Microsoft, Xbox, Xbox Live, os logotipos do Xbox e/ou outros produtos da Microsoft mencionados neste site são marcas comerciais ou registradas da Microsoft Corporation.

Assinatura PXB Gold

+ Navegação sem publicidade

+ Upload de imagens nas postagens do fórum

+ Títulos de avatar personalizados.

 

Assinar com PayPal PagSeguro (cartão ou boleto)