Resumo Resumo da Semana Xbox #122 - 16 a 20 de novembro

ronabs

opa
Moderador
16,098
37,000
Porto Alegre
E aí, pessoal. Tudo certo?

Como foi essa primeira semana com o Xbox Series X|S de vocês? Eu ainda estou me habituando, tentando quebrar aquela memória automática de fechar um jogo quando saio dele antes de abrir outro, algo que fazia no Xbox One normal. É um processo hehe. Sobre esta semana, até pensei que seria mais movimentada, mas também foi bem tranquila, sem tantos acontecimentos. De destaque, temos o início da Black Friday na Live, com algumas centenas de jogos em oferta; dois jogos estilosos que chegaram no Xbox Game Pass; a 343 Industries indicando que quer encerrar o ano soltando novas informações de Halo Infinite; o CFO de Xbox falando sobre a Bethesda e colocando ainda mais dúvidas sobre o papel do estúdio dentro da Xbox Game Studios; a Operation 5: Hollow Storm chegando em Gears 5; sete jogos da Xbox Game Studios indicados ao The Game Awards; o último episódio de Night City Wire, focado em Johnny Silverhand; os Free Play Days com três jogos liberados até a madrugada de segunda-feira; a atualização semanal do Microsoft Rewards e Xbox Game Pass Quests, pra garantir aqueles pontinhos maneiros; os lançamentos desta e da próxima semana; e uma lista de links com notícias, vídeos e mais envolvendo Xbox e videogame.

Boa leitura.

.
.
.

A BLACK FRIDAY CHEGOU NA MICROSOFT STORE - MAIS DE 760 ITENS EM OFERTA

Chegou aquela época mais legal do ano, onde todos os pontos acumulados no Microsoft Rewards nos últimos doze meses são trocados por créditos na Xbox Live, onde o cartão de crédito chora e a mulher não vê, onde o Papai Noel chega adiantado. Está no ar a Black Friday da Microsoft Store, com duas semanas de ofertas e mais de 760 itens com descontos de até 97% - a gente sabe que esse tipo de desconto só aparece pra jogos mais antigos ou não tão bons, mas deu pra pegar a ideia, já que tem muita coisa grande, AAA de qualidade com 60%, 70% de desconto, tipo Crash Team Racing (65% off), Resident Evil 2 (60% off), Resident Evil 3 (67% off), até um combo de Assassin's Creed Valhalla e Watch Dogs: Legion, dois lançamentos, juntos por R$ 414,95 - é uma pauladinha, mas cada um é vendido normalmente por R$ 279,95 (Watch Dogs Legion está com 33% de desconto sozinho também, por R$ 187,56. Ah, uma coisa legal: quem participa do programa Microsoft Rewards (todo mundo pode, na real) vai ganhar 5.000 pontos ao gastar pelo menos R$ 270 em jogos que estão em oferta, o que equivale mais ou menos a R$ 15 (o cartão de R$ 15 custa 5.250 pontos). Então, clique no link abaixo para conferir a lista de jogos em oferta até o dia 3 de dezembro. Neste mesmo link, estão as ofertas do Deals with Gold, que se encerram nesta segunda-feira (23 de novembro), mas uma coisa a se prestar atenção é que esses jogos não fazem parte da atividade do Microsoft Rewards - vale ter uma atenção aí antes de sair comprando tudo pra conseguir a recompensa pra só depois descobrir que aquele jogo massa, tipo Dark Sousl Remastered, não vale.
(PXB)

RIVER CITY GIRLS E STAR RENEGADES NO XBOX GAME PASS

Em uma semana tranquila para o Xbox Game Pass, tivemos a adição de somente dois jogos. River City Girls (console/PC) é um beat 'em up tradicional feito pela WayForward (galera de Shantae) e publicado pela Arc System Works, então, já dá pra esperar uma jogabilidade redondinha e uma arte única e muito chamativa; e Star Renegades (console), um RPG em turnos com elementos de rogue like que também tem uma arte bem destacada - esse já estava disponível no PC. Tivemos também a confirmação de que Call of the Sea, aquele jogo de aventura e exploração com uma arte bem parecida com Sea of Thieves, e que foi apresentado se não me engano na X019, vai ser lançado no dia 8 de dezembro, direto no Xbox Game Pass de console e PC. Já do outro lado, sobre as remoções, temos os seguintes jogos deixando o catálogo no final de novembro: Absolver (console), Dead Island Definitive Edition (console), Demon's Tilt (console/PC), Faeria (PC), Hatoful Boyfriend (PC), Mutant Year Zero: Road to Eden (console/PC), The Escapists 2 (console) e Wandersong (console/PC). Então, fica o aviso que se você quer jogar algum desses, é bom dar uma priorizada antes que eles sejam removidos. Para saber mais sobre o Xbox Game Pass, ver a lista de jogos disponíveis ou o que está pra chegar (ou sair), temos dois tópicos dedicados ao serviço aqui no PXB - Xbox Game Pass/console e Xbox Game Pass/PC - trazendo todas as informações pertinentes a cada plataforma. Com o Xbox Game Pass, descobrir seu próximo jogo favorito está ao alcance de um download.

343 INDUSTRIES PRETENDE DIVULGAR INFORMAÇÕES DE ALTO NÍVEL DE HALO INFINITE EM BREVE

O adiamento de Halo Infinite doeu muito em todo mundo, porque seria o pontapé inicial de uma guinada da Xbox Game Studios e do próprio Xbox, a cereja do bolo no lançamento de seus novos consoles. Mas, nem tudo na vida acontece da forma como a gente quer, o jogo foi adiado e, desde então, a 343 Industries ficou em silêncio, com o único acontecimento relevante sendo a saída do diretor criativo Chris Lee do projeto, divulgada no final de outubro. Nesta semana, no Reddit, o Diretor de Comunidade, Brian Jarrard, fez uma declaração que pode deixar os fãs um pouco mais animados. Halo Infinite não estará no The Game Awards, nem com um trailer, mas a 343i pretende soltar alguma atualização de alto nível. Jarrard comenta que, no momento, eles estão passando por todos os desdobramentos, implicações e ramificações que a mudança da data de lançamento exigem, e que o time está trabalhando muito em cada parte do jogo, complementando ainda que "sendo transparente, não temos nada planejado para os VGAs, mas queremos oferecer pelo menos um update de alto nível nas próximas semanas, para que possamos reiniciar essa jornada juntos após os feriados". Jarrard ainda comenta que fazer alguma coisa para os eventos de premiação, como uma demo ou até um trailer, demandaria muito trabalho e causaria alguns conflitos com o cronograma que a 343i possui, e que a equipe vai fazer o máximo possível com o tempo extra - e eles querem ainda ser mais transparente e dialogar mais com a comunidade no futuro. Ainda não se sabe o que isso será, nem quando teremos alguma novidade concreta, mas por enquanto, é o que tem. Halo Infinite está programado para ser lançado em 2021 para Xbox One, Xbox Series X|S e PC, incluído no lançamento no Xbox Game Pass, sendo que o modo multiplayer será free to play.
(Windows Central)

XBOX CFO "QUEREMOS OS JOGOS DA BETHESDA PRIMEIRO OU MELHOR EM NOSSAS PLATAFORMAS"

Quando 2020 terminar, um dos grandes momentos dos videogames vai ser, com certeza, a aquisição da ZeniMax/Bethesda por parte da Microsoft, uma aquisição gigante de $7,5 bilhões que chacoalhou a indústria, solidificou o compromisso do Xbox em investir em novos jogos first party, e também preocupou um pouco quem não tem um Xbox sobre o futuro dos títulos da Bethesda. Muita coisa foi dita até o momento, desde Phil Spencer dizendo que a Microsoft não precisa lançar os novos jogos do estúdio em outras plataformas para que o negócio faça sentido, até Todd Howard dizendo que eles tomariam as decisões mais adequadas quando o momento chegasse. Um pouco, até por questões legais, já que o negócio não está concretizado e, legalmente falando, a Microsoft não pode falar em nome da Bethesda. Mas o CFO de Xbox, Tim Stuart, deixou escapar algumas palavras que podem indicar o modelo que a Microsoft vai seguir. Segundo ele, "quando pensamos sobre a Bethesda, vamos seguir permitindo - eu digo permitindo, mas continuar a vender seus jogos nas plataformas que existem hoje, e vamos determinar o que isso representa com o tempo e o que vai mudar. Eu não vou fazer nenhum anúncio sobre exclusividades ou coisa parecida. Mas o modelo atual vai mudar". Nesta citação, a parte importante é o final, que o modelo atual vai mudar: ou seja, a Bethesda não é mais uma publisher third party e passará a ser first, então, é natural que haja uma mudança no modelo de negócios da empresa. Porém, esse modelo pode não ser o que muita gente espera quando uma aquisição dessas acontece, especialmente os fãs de Xbox.

Stuart adicionou a declaração que espera que os títulos da Bethesda mostrem o máximo nas plataformas Xbox, dando indícios de algumas formas de exclusividades temporárias para alguns títulos da Bethesda no Xbox. Abre aspas: "o que vamos fazer no longo prazo é que não temos a intenção de apenas remover todo o conteúdo da Bethesda da Sony, Nintendo ou algo do tipo. Mas nós queremos que este conteúdo, no longo prazo, chegue ou primeiro, melhor ou com alguma experiência diferenciada em nossas plataformas. Queremos que os conteúdos da Bethesda se mostrem o melhor possíveis - em nossas plataformas". E, aqui, a coisa gerou interpretações e abriu possibilidades de que alguns jogos da Bethesda seguirão saindo em outras plataformas, mas com algum tipo de benefício extra para os jogadores de Xbox, seja esse benefício a adição direto no catálogo do Xbox Game Pass, melhorias gráficas/desempenho ou até de conteúdos extras, sei lá. Apesar de não ser uma opção popular, não seria algo inédito para a Microsoft, já que Minecraft também foi uma compra bilionária que não se refletiu em exclusividades para a empresa: pelo contrário, foi um propulsor para alçar um jogo que já era um sucesso absoluto ao posto de jogo mais vendido de todos os tempos, com mais de 200 milhões de cópias. Seja o final que essa novela venha a ter, acho que só teremos palavras definitivas no ano que vem, quando esse negócio for concretizado e a Bethesda estiver sob o guarda-chuva da Xbox Game Studios. Até lá, vai ser esse conflito de ideias, só é ruim porque todas as declarações citadas aqui saíram da mesma empresa, e podem ser um pouco conflitantes, poderiam combinar um pouco melhor isso, pra não gerar desconfiança no consumidor.
(Wccftech)

OPERATION 5: HOLLOW STORM É O RELANÇAMENTO DO MULTIPLAYER DE GEARS 5

Com o lançamento do Xbox Series X|S na semana passada, Gears 5 recebeu um patch de otimizações nos novos consoles, com melhorias gráficas e de desempenho deixando um jogo que já era bonito ainda melhor. Nesta semana, foi a vez do multiplayer também receber mais conteúdos novos, com a chegada da Operation 5: Hollow Storm. Trata-se da maior atualização pós-lançamento de Gears 5, tendo o dobro de conteúdo desde o início da jornada, além de atualizações significativas em alguns recursos do jogo. São cinco novos mapas (sendo dois inéditos e três remodelações dos primeiros jogos - Gridlock, Clocktower e River), sete novos personagens (Dizzy Wallin, Tai Kaliso e Skorge, de Gears of War 2, e Anya Stroud, Lambent Drone, Lambent Grenadier e Lambent Theron Guard de Gears of War 3), novidades para os modos Horde e Escape (com qualquer personagem podendo ser escolhido, independente de sua classe), além de otimizações para o Xbox Series X|S. O "plus a mais" é a possibilidade de jogar os modos multiplayer em 120 fps (caso sua TV ou monitor sejam compatíveis) nos modos Versus, tanto no Series S quanto no Series X - neste último, com suporte a resolução Ultra 4K, graças a um pacote Ultra-HD e configurações de qualidade gráfica Ultra, que até então, só estavam disponíveis no PC. Novas conquistas também esperam quem for se aventurar pelos novos mapas, com 13 conquistas valendo 80G, além de outras melhorias de performance, balanceamento, desafios e recompensas, entre outros. Ah, e Gabe Diaz já pode ser utilizado em Gears 5 também, para garantir essa skin, é só terminar o tutorial de Gears Tactics, que também está no Xbox Game Pass.
(Xbox Wire)

SETE JOGOS DA XBOX GAME STUDIOS INDICADOS PARA O THE GAME AWARDS

Essa aqui não é uma notícia em si, mas algo que eu percebi logo após o anúncio dos jogos indicados para diversas categorias do The Game Awards, que acontecerá no dia 10 de dezembro. Já tem sei lá quantos anos que um jogo da Microsoft não chega entre os classificados finais, algo que gera uma insatisfação muito grande no público, especialmente nos fãs apaixonados, que gostam de ver a marca que tanto adoram sendo reconhecida pelo mercado e por outras pessoas no geral. Mas, deixando de lado os motivos pelos quais isso acontece, achei interessante que a Microsoft está participando das diversas premiações com nada mais, nada menos do que sete* jogos diferentes, algo que até acredito ser um recorde para uma publisher em um único ano. Ori and the Will of the Wisps (Moon Studios) é o jogo com mais indicações, com três: Melhor Jogo de Ação e Aventura, Melhor Direção de Arte e Melhor Composição/Trilha Sonora - e quem jogou Will of the Wisps, especialmente em 4K (ou até 6K agora no Series X) pode atestar o espetáculo visual e também sonoro que é esse jogo em movimento. Os outros jogos receberam uma indicação cada: Gears Tactics (Splash Damage/The Coalition) e Microsoft Flight Simulator (Asobo Studio) como Melhor Jogo de Simulação/Estratégia, Grounded (Obsidian) como Inovação em Acessibilidade, Minecraft Dungeons (Double Eleven/Mojang) como Jogo para a Família, Tell Me Why (DontNod) como Jogo para Impacto, e Wasteland 3 (inXile/Deep Silver) como Melhor RPG. Sobre Wasteland 3, muita gente pode nem dar os méritos para a Microsoft, mas eu boto ele aqui porque os desenvolvedores, inclusive Brian Fargo, confirmaram que a Microsoft contribuiu com um aporte financeiro para esse projeto, mesmo ele sendo publicado por outra publisher - afinal, é de interesse da Microsoft que o seu estúdio recém adquirido lance o melhor jogo possível, até pra valorizar a IP (que também é da Microsoft agora). Tem quem esteja celebrando Doom também como parte da Microsoft, esse eu particularmente não conto porque não teve envolvimento nenhum da Microsoft até o momento.

Mas o que essas indicações significam? Como comentei no tópico dos indicados ao TGA, elas representam consistência, algo muito necessário quando se objetiva firmar o nome de uma publisher como uma força de produção de títulos first party. Por alguns anos, especialmente após 2015, os jogos exclusivos lançados pela Microsoft foram muito ame ou odeie, oito ou oitenta, inclusive dentro da própria comunidade. E, se nem entre os seus fãs existe um consenso, imagina se isso vai existir no mercado (eu respondo: não vai). Sendo assim, ela também ficará de fora desse tipo de premiação, que leva em conta, claro, a qualidade do jogo (que é subjetiva pra quem joga) mas também o barulho que esse jogo faz, a recepção dentro da sua comunidade e até se determinado jogo consegue extrapolar essa comunidade. Em 2020, talvez a Microsoft ainda não conseguiu fazer isso, voltando aos tempos áureos onde ela lançou, em um intervalo de seis anos, Halo, Forza Motorsport, Gears of War e Mass Effect. Mas o primeiro passo, ela já deu, que é lançar jogos bons que concorrem entre os melhores de suas respectivas categorias - e, aqui, sai o jogador/fã de Xbox e entra puramente os benefícios de mídia que isso traz para a marca. Se ela consegue fazer isso no mesmo ano com sete jogos diferentes, acende aquela luzinha "opa, essa publisher aí está fazendo um trabalho muito bom, marcando presença e se fortalecendo em várias frentes". É por isso que eu não chego a ficar triste (ou pior, com raiva) de não ver títulos da Microsoft na lista de Game of the Year do The Game Awards. Ao longo dos anos acompanhando a marca (são 10), fóruns e afins, aprendi a não dar bola para a parte de flame e a olhar o copo meio cheio. Onde muitos podem ver uma injustiça com o Xbox, eu enxergo uma publisher que está se reestruturando para dar passos ainda maiores muito em breve. Se, em um 2020 que algumas pessoas consideram fraco ou OK em termos de títulos first party, ela consegue emplacar sete títulos diferentes entre os melhores do ano, imagina quando o resultado grosso dos investimentos recentes em estúdios e expansões der resultado. Essa geração promete muitas coisas boas para os fãs de Xbox.
(The Game Awards)

NIGHT CITY WIRE #5 DESTACA JOHNNY SILVERHAND, NOVOS TRAILERS E BÔNUS

O quinto e último episódio de Night City Wire, os eventos da CD Projekt RED para explicar algumas questões específicas, trouxe novas informações sobre o jogo e também alguns conteúdos extras que poderemos garantir, independente da plataforma que jogarmos. Tudo começou com um novo trailer focado em Johnny Silverhand, o personagem interpretado por Keanu Reeves, pra depois ter um conteúdo mais focado no ator, em como foi dar vida para este personagem. Acostumado a interpretar diversos personagens no cinema, e apesar de não ser novato em videogames, Silverhand foi o trabalho mais profundo que Keanu Reeves já fez neste meio, e ele explicou bastante sobre como foi gravar, compartilhando diversas cenas de bastidores, como as sessões de captura de movimentos. Os desenvolvedores até comentaram como foi o processo de criação de Silverhand, como ele deveria ser, se parecer, agir, e também consideraram diversos atores e personalidades, até chegarem ao nome de Keanu Reeves. A CD Projekt RED também compartilhou mais detalhes sobre a música e a trilha sonora do jogo, como eles encontraram o tom certo para aquele universo, porque a música é tão importante quanto os visuais para criar uma conexão entre o jogador e o mundo criado pelos desenvolvedores.

Uma parte impressionante do evento foi a apresentação do software Jali, um conjunto de ferramentas e serviços que chega a um desempenho de movimentos faciais, gerado automaticamente baseado no áudio e no tom de voz do dublador. Em um RPG, um jogo que se propõe a ser imersivo, as animações faciais são importantíssimas, e até por serem na casa das centenas/milhares, é preciso prestar atenção para criar um resultado legal. E, por último, a CD Projekt RED divulgou alguns itens que são padrão das edições físicas e digitais: todas as cópias do jogo acompanham brindes baixáveis como artbook, trilha sonora original e uma história em quadrinhos. Mas também será possível resgatar conteúdos in-game como a jaqueta Wolf School (referência a The Witcher) só por conectar nossas contas com o GOG, independente da plataforma. E, se tivermos outros jogos da empresa, como The Witcher ou Gwent, dá pra ganhar outros itens. Eles informam que é só o início, e que teremos mais brindes no futuro. Para finalizar, soltaram um novo trailer com gameplay. Depois de muitos anos de espera, a hora de jogar Cyberpunk 2077 está finalmente chegando.
(YouTube Cyberpunk 2077)

FREE PLAY DAYS COM ARK: SURVIVAL EVOLVED, OVERWATCH E TEKKEN 7

Não foi anunciado oficialmente pela Microsoft, mas neste final de semana, assinantes Xbox Live Gold e Xbox Game Pass Ultimate poderão aproveitar três jogos liberados na Live, sem custo adicional. Ark: Survival Evolved é um jogo de ação e aventura com bastante exploração e elementos de survival, como a fabricação de itens a partir de elementos encontrados pelo mundo; Overwatch é um dos mais populares jogos multiplayer em equipe, feito pela Blizzxard; e Tekken 7 é o último jogo de luta da popular franquia da Bandai Namco. Nem tem muito o que falar sobre eles, são bem conhecidos, então, caso tenha interesse, é só colocar pra baixar os jogos e aproveitar. Os títulos estarão liberados até a madrugada de segunda-feira, às 4h59min.
(Xbox Wire)

MICROSOFT REWARDS E XBOX GAME PASS QUESTS - UPDATE SEMANAL

Novembro passou da metade e estamos chegando na reta final das atividades mensais do Microsoft Rewards nesta segunda-feira, então, é bom dar aquela conferida no que você já fez e o que ainda precisa ser feito para conseguir completar a atividade mensal de 1.000 pontos, principalmente. Até segunda-feira (23), estas são as atividades disponíveis, o maior tempo que vai ser gasto é pra baixar Doom Eternal mesmo. Uma coisa não relacionada a essas atividades, mas que percebi jogando Star Wars Jedi: Fallen Order é que, se você for um assinante Xbox Game Pass Ultimate, os títulos do EA Play também contabilizam para as atividades do Xbox Game Pass Quests, como aquela diária de jogar um jogo do catálogo todo dia ou a semanal de desbloquear uma conquista em um jogo do catálogo. No fim, são mais opções para acumular pontos. Para conferir a lista completa de atividades disponíveis, e até pra conhecer melhor esse maravilhoso programa que já me rendeu algumas centenas de reais em créditos na Microsoft Store, temos um tópico completaço com todas as informações (todas mesmo!) que você precisa para conhecer o programa, entender como ganhar pontos e muito mais.

Xbox Game Pass Quests
  • Doom Eternal (25 pontos) - Torne-se o Slayer. Atividade exclusiva para assinantes Ultimate.
  • Kona (50 pontos) - Viaje três quilômetros.
  • Ganhe uma uma conquista no Xbox Game Pass (10 pontos) - Desbloquear uma conquista em um jogo do catálogo do Xbox Game Pass.
  • Conclua quatro solicitações diárias (10 pontos) – Fazer quatro daquelas solicitações diárias: jogar um jogo do Xbox Game Pass e logar no app do Xbox Game Pass.
  • Conquiste mais pontos (10 pontos) – Desbloquear três conquistas ou jogar três jogos diferentes do Xbox Game Pass, moleza.
Microsoft Rewards
  • Confira o jogo em destaque (10 pontos) - Só clicar no card de Yakuza: Like a Dragon
  • Inicializador de aplicativos (40 pontos) - Abrir o aplicativo do Rewards em três dias diferentes.
  • Faça buscas no Bing (50 pontos) - Fazer 50 buscas no Bing.

LANÇAMENTOS DESTA SEMANA (16 A 20/NOV)

LANÇAMENTOS DA PRÓXIMA SEMANA (23 A 27/NOV)
Terça, 24
Quarta, 25
Sexta, 27

LINKS RECOMENDADOS
  • An in-depth look at the games of Supergiant Games [vídeo] - Como fã da Supergiant, adorei esse vídeo que mostra como os jogos do estúdio independente foram evoluindo suas mecânicas com o tempo, até chegar a Hades, que teve uma recepção excelente do público e da crítica e está, inclusive, concorrendo a diversas categorias do The Game Awards deste ano, inclusive como Game of the Year. | NeverKnowsBest
  • Análise – Assassin’s Creed Valhalla - Assassin's Creed Valhalla é, talvez, o maior jogo de lançamento do Xbox Series X|S, um título grandioso da Ubisoft que explora a temática viking, que está bastante em alta nos últimos anos em diversos meios do entretenimento. Nesse texto, a Nivea explica o porquê dela ter curtido jogar Valhalla no Series X. | Xbox Power
  • Annapurna adia três jogos para 2021 - O ano de 2020 está acabando e a Annapurna avisou que não vai conseguir entregar os seguintes jogos este ano: 12 Minutes, que apareceu em uma conferência da Microsoft e é um thriller investigativo; Last Stop, que não deu muito bem pra entender o que é; e The Artful Escape, aquele estiloso de plataforma com guitarra. Ficaram todos pra 2021. | Twitter Annapurna
  • Cross-platform play comes to Minecraft Dungeons - Nesta semana, Minecraft Dungeons recebeu o tão aguardado update contendo a possibilidade de jogo com amigos em outras plataformas. Assim, independente de jogar no Xbox, PlayStation, Switch ou PC, todos podem jogar juntos, sem barreiras. | Minecraft
  • CrossfireX adiado para 2021 - E então é final de ano, e o que você fez, o ano termina, e o jogo você já sabe o que aconteceu. CrossfireX também foi adiado para 2021. Papo de PR normal, usar o tempo extra para polir o jogo e entregar a experiência ideal. Sem uma janela de lançamento, CrossfireX será lançado em algum momento de 2021 para Xbox One e Series X|S, com um modo campanha feito pela Remedy. | Twitter PlayCrossfireX
  • Embracer Groups compra mais 12 estúdios - Embracer Group (THQ Nordic) adquire mais 12 estúdios - A listinha de compras do Embracer Group, a holding que é dona da THQ Nordic, não para de comprar estúdios. Dessa vez, a leva conta com 12 estúdios, incluindo a Flying Wild Hog (Shadow Warrior), Zen Studios (Operencia), Snapshot Games (Phoenix Point) e 34BigThings (Redout), entre outras. Dentro do Embracer, os estúdios atuarão sob os guarda-chuvas da THQ Nordic, Koch Media, Saber Interactive e DECA Games. Com essas aquisições, o Embracer Group passa a contar com 58 estúdios internos e 5.700 funcionários. | Wccftech
  • IO Interactive anuncia Project 007 - A IO Interactive, conhecida pelos jogos da franquia Hitman, anunciou nesta semana o primeiro teaser de um outro agente famoso do entretenimento: James Bond! Project 007 (nome de desenvolvimento) é um novo jogo desenvolvido e publicado pela IO, com uma história original que conta, pela primeira vez, a origem do personagem. A IO ainda informa que está contratando gente do mundo todo para desenvolver o jogo - ou seja, vai demorar. | IO Interactive
  • Jogaecast #189 - Discutimos sobre os jogos indicados no The Game Awards 2020 [podcast] - Neste episódio, o pessoal do JogaeTV comentou sobre os indicados de 2020 do The Game Awards, entrando como sempre acontece nessas situações, naquela conversa: quem ficou de fora mas deveria ter entrado? Quem tá lá mas, talvez, não deveria? | JogaeTV
  • The Game Awards revela sua lista de indicados a diversos prêmios - Criado com a intenção de premiar os melhores jogos do ano, o The Game Awards tem se tornado, a cada edição, um evento com novos anúncios de jogos e até consoles, como a Microsoft fez ano passado com Senua's Saga: Hellblade 2 e o Xbox Series X. Mas ainda tem um prêmio lá, e a lista de indicados para as mais diversas categorias já foi divulgada. Tem vários jogos da Xbox Game Studios concorrendo. | The Game Awards
  • Tim Schafer on creativity, culture and Covid and not crunching [podcast] - Tocar uma companhia em um momento de pandemia, criando uma sequência aguardada há tanto tempo e no ano em que o estúdio completa 20 anos. É uma situação difícil, mas que Tim Schafer tira de letra. Excelente entrevista. | Indie by Design
  • What Makes a Great Hub World? - How Mario 64, Spyro, and Hades Made Theirs [vídeo] - Todo jogo possui uma estrutura para funcionar, pra criar um certo nível de coerência entre tudo o que está acontecendo. Pode ser um mapa, uma divisão em fases ou, em alguns casos, a criação de um hub, uma área fixa que serve como ponto de ligação entre as outras partes do jogo. | Design Doc

.
.
.

E por hoje, é isso. A semana está terminando, então, é hora de começar a planejar os próximos dias com muita jogatina. Tenham todos um excelente final de semana.

 
Editado por um moderador:

Edu Barros

There is no spoon
PXB Gold
7,550
13,010
Ribeirão Preto
Muito legal esse vídeo, deu vontade de jogar A Hat in Time. Uma pena que eu não estou conseguindo largar Slay The Spire pra jogar mais nada. 😔

Vou deixar aqui um vídeo do Metal Jesus recomendando alguns jogos que estão disponíveis no Game Pass. Ele, como outros colecionadores que privilegiam jogos físicos, só começou a dar atenção ao serviço agora. É muito legal ver que a qualidade do Game Pass está conseguindo até mudar hábitos de jogadores que não seriam o seu público alvo.


Pra fechar, vou deixar aqui um vídeo do canal oficial do Xbox contendo toda a trilha sonora original de Ori and the Will of the Wisps. Preparem as lágrimas! 😭

 
  • Curtir
Reações: Samuel DW e CaioNF

Sobre o PXB

  • Desde 2005 nossa comunidade se orgulha de oferecer discussões inteligentes e críticas sobre a plataforma Xbox. Estamos trabalhando todos os dias para garantir que nossa comunidade seja uma das melhores.

Sobre a Comunidade

  • As opiniões expressas neste neste site são da inteira responsabilidade dos autores. Microsoft, Xbox, Xbox Live, os logotipos do Xbox e/ou outros produtos da Microsoft mencionados neste site são marcas comerciais ou registradas da Microsoft Corporation.

Assinatura PXB Gold

+ Navegação sem publicidade

+ Upload de imagens nas postagens do fórum

+ Títulos de avatar personalizados.

 

Assinar com PayPal PagSeguro (cartão ou boleto)