Resumo Resumo da Semana Xbox #73 - 25 a 29 de novembro

ronabs

Opa
Moderador
12,614
24,554
Porto Alegre
Oi, gente. Mais uma semana com um resumo que não é curto mas passa pelos principais assuntos que tomaram conta da comunidade nos últimos dias. Tivemos o anúncio dos jogos do Games with Gold de dezembro, um novo jogo no Game Pass (com vários muito bons chegando semana que vem), Phil Spencer e VR, Matt Booty e Scarlett, Brian Fargo com um sorriso de orelha a orelha por trabalhar com a Microsoft, Cyberpunk 2077 "menor" que Witcher III mas com maior fator replay, como Age of Empires IV vai fazer algumas coisas diferentes, duas iniciativas de usuários do PXB com a volta do ranking de gamerscore e a criação de um "PXB Critics", os lançamentos desta e da próxima semana e alguns links de jogos e vídeos e coisas pra ler e ver e zás. Bora.

GAMES WITH GOLD COM CASTLEVANIA, JURASSIC PARK E MAIS

Finalzinho do mês, ficamos sabendo sobre os Games with Gold de dezembro, aqueles que assinantes Xbox Live Gold e Xbox Game Pass Ultimate recebem todos os meses. Insane Robots (1-31/dez) mistura cartinhas e duelos entre 46 robozinhos, não conhecia este jogo; Jurassic World Evolution (16/dez - 15/jan) é mais conhecido, traz uma grande franquia no nome e é de estratégia, administração de parques, aquela coisa - quem gostava de RollerCoaster Tycoon vai curtir poder fazer um novo parque de diversões, mas agora, com dinossauros, que podem escapar e causar alguns transtornos; Toy Story 3 (1-15/dez) é aquele estilo de jogo licenciado de filme, um plataforma 3D que pode ser bastante divertido pra quem curte o universo e até pra jogar com os filhos e a família; e, fechando tudo, Castlevania Lords of Shadow: Mirror of Fate HD (16-31/dez), um side-scroller de um jogo lançado originalmente pro Nintendo 3DS e remasterizado em HD para os consoles de mesa. Lembrando que estes dois últimos jogos são de Xbox 360, mas funcionam normalmente no Xbox One graças à retrocompatibilidade. Desses quatro, meu maior interesse vai para o do Jurassic Park, espero conseguir achar um tempo pra ele no futuro.
Fonte: Major Nelson

THE ESCAPISTS 2 DISPONÍVEL NO XBOX GAME PASS + JOGOS PRÓXIMA SEMANA

Esta semana foi bem morna para quem está acostumado a jogos e mais jogos sendo adicionados ao catálogo do Xbox Game Pass. A adição foi The Escapists 2 (console), um jogo que mistura estratégia e elementos de role-play onde o jogador vive o dia a dia de uma prisão, com algumas rotinas e atento a oportunidades pra escapar. Pode parecer pouco, mas é só a calmaria antes da tempestade: na próxima semana, temos quatro jogos confirmados para o Xbox Game Pass: Halo: Reach - Halo: The Master Chief Collection (3, console/PC), Demon's Tilt (6, console), My Friend Pedro (5, console/PC) e Wandersong (6, console). Por outro lado, ficamos sabendo de mais jogos que serão removidos nos próximos dias/semanas, não tem data definida ainda, mas é bom ficar de olho: Ashen (console), aquele jogo com estilo Dark Souls de combate; Life is Strange, a primeira temporada completa; Life is Strange - Before the Storm, prequel do primeiro Life is Strange; e PES 2019, popular jogo de futebol que faz bastante sucesso no Brasil ainda. Quem quiser experimentar e acumular alguns pontos de gamerscore em algum destes jogos, é bom correr. Pra conferir a lista completa e bonitinha e atualizada dos jogos do Xbox Game Pass, é só clicar aqui.

PARA PHIL SPENCER, VR NÃO É O FOCO DO SCARLETT

A indústria de games é movida a inovação, sempre tem alguém tentando inventar algo novo, a próxima "big thing", algo disruptivo que transforme a maneira de jogar. Algumas vezes dá certo, outras dá tremendamente errado, e bons e maus exemplos não faltam ao longo da história, tendo no VR (virtual reality) uma nova tentativa atual, com diversas empresas tentando mostrar que a tecnologia é viável. Para Phil Spencer, porém, ainda não é a hora e, segundo ele, a realidade virtual não está no foco do Scarlett. Durante a última X019, a Stevivor conversou com Spencer sobre este assunto, relembrando até outra entrevista dele, de 2016, quando ele comentou que traria experiências VR para o Project Scorpio (Xbox One X) quando esses jogos não tivessem mais cara de demos e experimentos - vale lembrar que VR foi um dos pontos que a Microsoft utilizou para apresentar e diferenciar o Project Scorpio em 2016, porém, removeu qualquer menção a VR logo no início de 2017.

Spencer diz: "eu tenho algumas questões com VR, é algo que isola e eu penso em jogos de uma forma mais comunal, uma experiência coletiva. Nós estamos respondendo ao que os nossos consumidores estão pedindo e... ninguém está pedindo por VR. A grande maioria dos nossos consumidores sabe que se eles quiserem uma experiência VR, tem outros lugares que eles podem conseguir. Nós vemos o volume disso no PC e em outros lugares." Essa percepção de que jogos em VR isolam as pessoas é corroborada por alguns membros da indústria, como Mat Piscatella, analista do NPD; já outros, como Mike Ybarra, acredita que o Xbox precisa de algo pra se diferenciar, que não seja necessariamente VR, mas algo que o diferencie, que o destaque, que mostre inovação. A tecnologia também complica um pouco, dependendo de vários fios na maior parte dos aparelhos disponíveis. Confesso que não tenho uma opinião 100% formada sobre isso, mas estou inclinado a pensar no VR não como foco, mas pelo menos, como algo possível ali na frente, visto que se a próxima geração durar tanto quanto esta, estamos olhando para consoles com 7 anos, estando na ativa em 2026, 2027. E não tem como saber a maneira que o mercado vai ser até lá - mas é sempre bom estar preparado.
Fonte: Stevivor

MATT BOOTY SOBRE SCARLETT E LANÇAR UM JOGO "A CADA 3 OU 4 MESES"

A Microsoft está bem preparada para 2020, com o Scarlett esperado para o fim do ano, o Game Pass com mais de 70 jogos já confirmados pra chegar ao serviço, incluindo aí diversos jogos first party, e excelentes impressões iniciais do xCloud, a tentativa da empresa no mercado de streaming. Pra falar sobre isso e muito mais, a Gamesradar+ conversou com Matt Booty, head da Xbox Game Studios. Para ele, o estado da Xbox Game Studios se assemelha, hoje, a um reator nuclear: "você sabe como um reator nuclear funciona, né? Você coloca todo o urânio, mistura, e em algum ponto ele vai começar a gerar energia espontaneamente, certo? Quando pensamos sobre os 15 estúdios que temos agora... nós estamos nessa jornada de trabalhar com novos criadores e trazendo todos eles para o nosso portfólio. Um dia, você acorda e percebe que você gerou o ponto crítico, que o reator nuclear começa a brilhar. A pergunta agora é como vamos assegurar que podemos aproveitar isso e utilizar para o nosso crescimento daqui pra frente?".

Booty também fala daquele objetivo de conseguir lançar jogos de maneira frequente, entregando, mais ou menos, um a cada três ou quatro meses, algo que eles já estão bem próximos de conseguir, quando vemos que já temos confirmado, para 2020, com Ori and the Will of the Wisps (11/02), Bleeding Edge (24/03), Minecraft Dungeons (XX/04) e Wasteland 3 (19/05), além de outros sem data definida, como Grounded, Halo Infinite e Psychonauts 2 - só aí, já são 7 jogos. Outra coisa interessante são as três vias de conteúdo que a Xbox Game Studios tem hoje em dia: a própria XGS, com os estúdios first party; as parcerias third party, trazendo diversos jogos de empresas terceiras, como Tell Me Why, da Dontnod; e o [email protected], um programa de bastante sucesso nesta geração. Quando entrou em alguns estúdios específicos, Booty salientou como a aquisição da Obsidian não impactou The Outer Worlds, um jogo que já estava há bastante tempo em desenvolvimento, ao mesmo tempo que outros na mesma categoria, como Wasteland 3, da inXile, tiveram um impacto muito positivo de recursos e investimentos após a compra do estúdio.

O entrevistador perguntou também sobre o motivo de continuar investindo no Xbox One com o Scarlett chegando, e Booty assegurou que eles fazem isso porque querem que as pessoas se sintam confortáveis ao investir na plataforma Xbox, seja comprando um Xbox One S hoje ou um Scarlett ano que vem. O assunto segue com a line-up de lançamentos do Scarlett, que pretende ser grande; que jogos first-party anunciados recentemente e que saem antes do Scarlett serão jogáveis nele, mostrando novamente o compromisso com a compatibilidade entre plataformas; é mais uma daquelas entrevistas legais que vale a pena ler a fonte original pra não pegar coisas quebradas por aí. Tá em inglês, mas um tradutor online já ajuda bastante.
Fonte: Gamesradar+

BRIAN FARGO - "VÃO E FAÇAM O MELHOR JOGO QUE VOCÊS CONSEGUIREM"

Imagina ter a chancela de Phil Spencer, líder do Xbox e VP da Microsoft, pra fazer um jogo sem amarras, oferecendo recursos e tempo pra que toda a visão que os criadores têm sobre o seu jogo seja alcançada. Pois foi isso que a inXile recebeu para Wasteland 3, seu novo RPG, com lançamento confirmado para 19 de maio de 2020. Junto a Psychonauts 2, acredito que Wasteland 3 é o projeto próximo que mais se beneficiou do investimento da Microsoft. Não que Wasteland 3 não fosse ser especial, mas com o fluxo de pessoas, suporte e recursos que inundaram a inXile, o estúdio consegui elevar o escopo do jogo para níveis antes inimagináveis. Nessa entrevista, Brian Fargo comenta as mudanças de Wasteland 3 em relação aos anteriores, como a adição de dublagem de voz, o apoio irrestrito da Microsoft ao projeto, a jogabilidade, etc. Pra quem tem interesse no título, prato cheio. Também está em inglês.
Fonte: Gamesradar+

CYBERPUNK 2077 MENOR QUE THE WITCHER III, MAS MAIOR FATOR REPLAY

Jogos estão ficando demasiadamente grandes, exagerados, muito gigantes. Quando um jogo de mundo aberto é anunciado, a primeira coisa que geralmente é divulgada é "o mapa de jogo X é N vezes maior que jogo Y", aí a gente lembra do tamanho do jogo Y e larga um "vish". Mas não é esta a linha que a CD Projekt RED está planejando para Cyberpunk 2077, um dos jogos mais aguardados de toda a geração. De acordo com um participante de um evento da comunidade do estúdio na Polônia, dizendo que a empresa ainda precisa medir tudo pra ter noção do plano geral, mas que a história principal e as side-quests mais importantes levarão menos tempo para serem completadas do que The Witcher III: Wild Hunt. Em contrapartida, como um bom RPG, Cyberpunk 2077 oferecerá um grande fator replay, favorecendo mais jogadas com abordagens diferentes.
Fonte: VideoGamesChronicle

AGE OF EMPIRES IV VAI FAZER COISAS DIFERENTES

Age of Empires IV é o retorno de uma das franquias mais clássicas da história dos videogames e o primeiro jogo original da série em uma penca de anos. Até por isso, muita coisa se espera de AOE IV, visto que o gênero evoluiu nos últimos 10 anos. A Microsoft sabe disso, e por isso mesmo, acredita que AOE IV é uma mudança bem-vinda para a série e para o gênero. Para Adam Isgreen, diretor criativo da franquia, "é um novo começo pra gente. Nós queremos modernizar a série e isso significa fazer as coisas de um jeito diferente", adicionando, antes que alguém surte, que "ainda é um Age of Empires". O desenvolvimento de AOE IV é bastante aberto, similar ao que a Turn10 está fazendo com Forza e a 343i com Halo, ouvindo feedback dos jogadores; no caso do jogo de estratégia, a comunidade poderá participar da criação e escolha de futuros conteúdos, modos, muita coisa futura vai ser movida pelos jogadores. E, para recuperar os mais de 13 anos desde o último Age of Empires, Isgreen fala que "vamos fazer coisas que nenhum RTS fez antes". Por exemplo: teremos quatro recursos para construir coisas, mas cada civilização poderá utilizá-los de um jeito diferente, ou em outra ordem, algo que muda completamente o panorama dos jogos do gênero, que sempre utilizam os mesmos recursos, não importa a civilização ou raça. Aparentemente, também teremos batalhas em cima dos muros dos castelos. Isgreen comenta sobre as duas civilizações já confirmadas (ingleses e mongóis) e também sobre como a parceria com a Relic tornou o estúdio até mais receoso do que a própria Microsoft: "a Relic era, em alguns momentos, mais conservadora do que nós. Eles eram mais 'mas isso é diferente do que foi feito em Age of Empires antes', e nós éramos como 'tá tranquilo, vamos fazer'. É um jogo diferente, é novo!". Confesso que estou animado.
Fonte: True Achievements

RANKING DE GAMERSCORE DO PXB ESTÁ DE VOLTA

Uma das coisas mais características da plataforma Xbox é o sistema de gamerscore, criado no Xbox 360 e que criou, por si só, um nicho de comunidade que vai atrás dessas conquistas pra melhorar sua pontuação. Pois bem, o @Shivan (sempre ele) meteu a mão na massa e tornou possível o retorno de uma funcionalidade bem legal do Portal Xbox/PXB mas que ficou um tempo fora por questões técnicas: o ranking de gamerscore. Pra não virar bagunça, algumas regras foram estabelecidas, como 10 dias de cadastro no fórum, ter pelo menos um login nos últimos seis meses, mínimo de 10 postagens, sem estar banido, ter o perfil público na Live para poder ter as conquistas contabilizadas, etc. Quer ver sua posição? Clique aqui, confira o tópico e aproveite pra deixar os parabéns pro Shivan.

PXB CRITICS - DEBATE SOBRE AS REGRAS

Mais uma iniciativa da comunidade, e é muito massa ver isso. Notas são sempre muito polêmicas, porque como cada opinião é subjetiva, a minha visão sobre um jogo pode ser completamente diferente da de outra pessoa, aí outra pessoa não gosta, aí dá discussão e aí já viu. Mas, quando pegamos pessoas com gostos semelhantes, a coisa pode ficar mais parelha, e servir até de base para outras pessoas que tenham uma visão similar. Por isso, o @IronLexPM deu a ideia de fazer o PXB Critics, um Metacritic/Opencritic nosso, dos usuários do fórum, pra que quando alguém procure pelas notas de um jogo pra ver se vale a pena ou não, pode encontrar também uma referência brasileira de uma galera que curte Xbox e, claro, videogames como um todo. O modelo ainda não está 100% fechado, mas neste tópico, estamos comentando algumas regras para poder dar nota, como vai ser o esquema, etc. Todo mundo é bem-vindo e toda opinião conta, então, se tiver algo a acrescentar, fique à vontade. E parabéns ao @IronLexPM pela iniciativa.
Fonte: PXB

BLACK FRIDAY DA XBOX LIVE SEGUE ATÉ 2 DE DEZEMBRO + DEALS WITH GOLD

O grande saldão de Black Friday da Xbox Live continua até esta segunda-feira, 2 de dezembro. Vale a pena dar uma conferida no tópico especial de Black Friday do PXB que o @Shivan fez pra dar aquela última conferida nos preços e garantir alguns jogos pro final de ano e, talvez, até pro ano que vem, já que tem muita coisa boa em oferta. Eu mesmo comprei cinco jogos. Além da grande promoção, tem também os Deals with Gold, que funcionam mesmo com outras ofertas no pedaço, então, se o jogo que você quer não está no tópico acima, dá um clique aqui pra ver se ele não está no Deals with Gold, que também valem até segunda-feira, 2.

LANÇAMENTOS DESTA SEMANA (25 A 29/NOV)

LANÇAMENTOS DA PRÓXIMA SEMANA (2 A 6/DEZ)
Terça, 3
Quarta, 4
Quinta, 5
  • Don’t Die, Minerva! (Xaviant) - Sem preço na Store (Xbox One X Enhanced)
  • My Friend Pedro - Sem página na Store (Xbox Game Pass)
  • Offroad Racing - Buggy x ATV x Moto - Sem página na Store
Sexta, 6
  • Ancestors: The Humanking Odyssey (Panache Digital/Private Division) - R$ 130,90
  • Freediving Hunter: Spearfishing the World – Sem página na Store
  • Immortal Planet (teedoubleuGAMES/Monster Couch) - R$ 54,95
  • Wandersong - Sem página na Store (Xbox Game Pass)

LINKS DA SEMANA
  • Alan Wake e a linguagem cinematográfica nos jogos - Com a evolução da tecnologia nos games, podemos contar histórias cada vez mais próximas às do cinema, com aquele "plus a mais" de mesclarmos com interatividade, jogabilidade. A linguagem cinematográfica tem diversos processos, métodos e significados, e muitos jogos utilizam esses elementos para criarem mais imersão. Alan Wake é um deles. | YouTube Carpenedo
  • Análise – Star Wars Jedi: Fallen Order - No final do ano, quando muita gente já começava a olhar para 2020, Star Wars Jedi: Fallen Order saiu e pegou muita gente de surpresa, com a Respawn mostrando que é um dos grandes estúdios da geração, lançando seu 4º AAA desde 2014 e fazendo jus ao que é Star Wars. Nessa análise do Xbox Power, eles comentam em mais detalhes o que acharam da mais nova aventura da saga dos Jedi. | Xbox Power
  • (Rumor) Capcom terá pelo menos um jogo não anunciado jogável na Jump Festa 2020 - A Jump Festa é uma convenção japonesa onde rolam diversos anúncios de entretenimento, como animes, mangás e games. Neste ano, a Capcom estará lá com alguns jogos, mas só dois são conhecidos do público. Os outros dois ficam na imaginação da gente, que sonha em ver jogos como Resident Evil 3 ou Dino Crisis, por exemplo. Vai que, né... | Gematsu
  • Codemasters compra estúdio responsável por Project Cars - Continuando sua saga de ser um estúdio top no gênero corrida, a Codemasters (Dirt, F1, Grid e mais) comprou a Slightly Mad Studios (Project Cars) por $30 milhões. Segundo o comunicado, o objetivo é mesmo se tornar a líder em jogos de corrida do mercado. | Games Industry
  • Eurogamer Games of the Decade - Estamos chegando ao final de mais uma década, e isso significa olhar pra trás e analisar tudo o que passamos nos videogames desde 2010. Muita coisa, né? Pensando nisso, a Eurogamer está criando uma série de artigos falando sobre 30 jogos que definiram a geração. Da Microsoft, por enquanto, tem lá Minecraft e Forza Horizon (um pequeno detalhe: a série é tão boa que não tem um jogo em destaque, mas todos eles, de tão fora da curva que são). Além deles, outros pesos-pesados como Dark Souls e Mass Effect 2, jogos que surpreenderam ao chegar do nada, como Bastion, Outer Wilds e Stardew Valley, é uma sequência de grandes jogos que vale a pena passar os olhos e enxergar como diversos desses jogos nos marcaram. | Eurogamer
  • Jogos pouco conhecidos que estão chegando ao Xbox - Nesta semana, apareceu ali Foxy Land e The Five Nights at Freddy's, uma série de jogos de survival horror. | PXB
  • Man of Medan recebe "friend pass" - Jogadores de Man of Medan ganharam mais um motivo pra jogar: por tempo limitado, eles terão acesso a um "friend pass", podendo convidar um amigo que não tem o jogo pra jogar junto o jogo completo, no modo Shared Story. Cada pessoa que comprou Man of Medan terá direito a um friend pass, ou seja, só vale para um amigo. | Xbox News
  • No Man's Sky recebe grande update "Synthesis" - Aproveitando que No Man's Sky está em promoção na Xbox Live (R$ 49,50) e muita gente vai comprar, a Hello Games anunciou mais um update gratuito para seu jogo de aventura espacial que driblou muita gente no lançamento mas que, com o passar do tempo, foi se tornando realmente um jogo. | Xbox News
  • O futuro do apocalipse - Parte I - Essa série do Nautilus começou com uma pergunta sobre como os jogos da Obsidian são especiais, e partiu para investigar o éthos (os símbolos característicos dela) a partir do design de Fallout. Aqui, a gente fala sobre o passado, o presente e até o futuro da empresa, mostrando como a filosofia de design que ela utiliza é explorada e interpretada no mercado. Vídeo excelente. | YouTube Nautilus
  • Por que jogamos? Skate, Street Fighter, e a virtude do Absurdo - O videogame é uma perda de tempo? Neste vídeo, o pessoal tenta responder essa pergunta com ajuda de Tony Hawk, Daigo Umehara, e do filósofo cristão Kierkegaard. | YouTube Nautilus
  • Psychonauts 2 // The Team gets extra RAD! - Uma das coisas legais da Double Fine é a maneira como o estúdio interage com o público e mantém a galera sempre informada. Em partes, porque alguns projetos foram criados com financiamento coletivo e tem que fazer, em outras, porque o Tim Schafer é um cara carismático pra caramba e eu ainda estou feliz dele ter dinheiro da Microsoft pra fazer jogos agora. Esse vídeo é mais um update do desenvolvimento de Psychonauts 2, que vai muito bem, obrigado, apresentando alguns membros da Double Fine que lançaram RAD recentemente e agora se juntaram ao time de Psychonauts pra ajudar no desenvolvimento. | YouTube Double Fine
  • The Stanley Parable: Ultra Deluxe adiado para 2020 - Anunciado oficialmente para 2019 para consoles e PC, essa expansão para The Stanley Parable, lançado em 2013, foi adiada para 2020. Sim, o jogo é espetacular. Sim, eu to escrevendo dessa forma inspirado em como o narrador do jogo fala. Esse jogo é incrível. Provavelmente, vai chegar ao Xbox One. Quando sair, joguem. | YouTube Crows Crows Crows
  • What Breath of The Wild is like for someone who doesn't play games- Ok, é Zelda, é Nintendo, tópico é de resumo de Xbox, mas vem comigo. No início de outubro, postei um vídeo sobre como é jogar videogame para alguém que não tem nossa prática de jogatina. Esse aqui é uma sequência desse vídeo tendo como base The Legend of Zelda: Breath of the Wild, um jogo que recebeu vários elogios por causa da liberdade que dá ao jogador para abordar seu terreno, inimigos e tal. Mas isso é pra quem "sabe" o que tem que fazer. E quem não faz ideia, como que fica? É um vídeo interessante não só pra mostrar como essa visão mais "pura" pode mudar completamente a interação do jogador com o jogo, mas também como nossa "memória gamer" trabalha para limitar um pouco nossa criatividade na hora de jogar, optando por seguir caminhos específicos porque já vimos algo parecido em outros jogos. Tem 17 minutos, mas vale a pena. | YouTube Razbuten
.
.
.

Por hoje é só, gente. Tenham todos um excelente final de semana e prestigiem as iniciativas dos colegas @IronLexPM e @Shivan, ficaram muito boas.

 
Última edição:

Ferreiraces

Viciado
1,943
1,257
Porto Alegre / RS
Sempre um ótimo tópico! Parabéns!

Sugestão para o @ronabs ou a quem se habilitar.
Já que estamos em Dezembro, podiam ir montando com calma um tópico Calendário, onde listam os games que serão lançados ano que vem com os meses ou as janelas de lançamento.