Resumo Resumo da Semana Xbox #82 - 10 a 14 de fevereiro

Agora você recebe o dinheiro das vendas na hora!

ronabs

Power your dreams
Moderador
15,002
32,508
Porto Alegre
Oi, gente. Pra ajudar aqueles que não acompanham tanto o dia a dia do Xbox, este é o tópico certo pra dar aquela passadinha e relembrar algumas coisas e até mesmo descobrir outras. Temos dois novos jogos chegando ao Xbox Game Pass, além da beta de Bleeding Edge; uma entrevista do Gamertag Radio com Phil Spencer, passando por pontos como nova geração, Game Pass e Japão; uma mensagem especial de Thomas Mahler e a contagem regressiva (falta menos de um mês) para Ori and the Will of the Wisps; uma análise aprofundada do Xbox Game Pass em números, dados e estatísticas; The Division 2 roubando a cena da semana com um novo update e preço reduzidíssimo; novos updates chegando a Sea of Thieves e State of Decay 2; Free Play Days com três jogos bem legais; Deals with Gold com ofertas da 2K, Capcom e Ubisoft; a lista de lançamentos desta semana e os da próxima; e, por fim, alguns links ligados a Xbox e videogame no geral.

Boa leitura.

.
.
.

DOIS NOVOS JOGOS ADICIONADOS AO XBOX GAME PASS

Esta semana foi um pouco parada para o Xbox Game Pass, afinal, não é sempre que temos aquele ritmo louco de adições. Death Squared (console) é um jogo de puzzle com robozinhos simpáticos, e que tem no modo cooperativo local para até quatro pessoas seu grande brilho. Dá pra jogar sozinho, mas se reunir a galera, certamente fica ainda mais divertido. Já Death's Gambit (PC) é um jogo de ação e plataforma com elementos de RPG, onde assumimos o papel de um agente da Morte para descobrir o real preço da imortalidade. Poucas coisas, verdade, mas já confirmaram que teremos mais jogos ainda em fevereiro, então, tudo tranquilo. Já deixando avisado de antemão que, no dia 25, serão adicionados dois lançamentos: Two Point Hospital (console) e Wasteland Remastered (console/PC). Ah, uma última coisa: assinantes Xbox Game Pass e quem fez pre-order podem jogar a beta de Bleeding Edge a partir de hoje, sexta-feira (14), até o dia 16. É só procurar pelo jogo na Store, colocar pra baixar e se preparar pra descer a porrada nos amiguinhos online.

Já que não teve tanta movimentação de jogos no catálogo esta semana, aproveito que o tópico do assunto existe para lembrar vocês de acessarem as quests do Game Pass e completar as tarefas para ganhar pontos que podem ser trocados por créditos na Live, que por sua vez, podem ser trocados por mais Game Pass quando estiver em promoções de R$ 1, por exemplo. É jogar pra ganhar pontos pra comprar mais assinatura pra jogar pra ganhar pontos...

EDIT
Estes são os jogos que deixarão o catálogo do Xbox Game Pass, possivelmente no final do mês: Batman Return to Arkham, aquela coletânea de Arkham Asylum e Arkham City, quem não jogou, joguem porque são jogos espetaculares; Just Cause 4, o parquinho de diversões onde podemos destruir e aloprar à vontade; Rise of the Tomb Raider, o Tomb Raider "do meio", gosto bastante dele; e Snake Pass, um jogo de plataforma onde controlamos uma cobra, com tudo de bom e de ruim que isso pode trazer no jeito de se locomover pelo cenário.

GAMERTAG RADIO ENTREVISTA PHIL SPENCER NO EPISÓDIO 1000

Nunca tinha ouvido falar do Gamertag Radio, mas pelo que vi, é um dos podcasts mais longevos e premiados sobre videogame dos Estados Unidos, e em sua edição especial de número 1000, contou com ninguém mais, ninguém menos, que Phil Spencer, para uma conversa breve mas cheia de informações sobre o presente e o futuro do Xbox. Durante o papo, foram abordados diversos assuntos, vou separar por tópicos pra facilitar a leitura:
  • Xbox centrado no usuário - A Microsoft, já há alguns anos, mudou o foco do negócio de games do console para o jogador, e é importante que a empresa tenha um roteiro definido para que o público entenda o motivo das coisas acontecerem. Às vezes, uma decisão aparentemente isolada pode pegar mal, mas ela faz sentido no longo prazo, e é com isso que a Microsoft tem criado um ecossistema que deixa o jogador livre pra escolher onde, como e quando vai se relacionar com a marca Xbox, porque eles entenderam que nem todo mundo está disposto a comprar um console de centenas de dólares ou um jogo de $60;
  • Apresentação do Series X no The Game Awards - A história de que uma mulher da equipe de marketing sugeriu apresentar o novo console no TGA é conhecida, mas coisas que ela disse ainda não eram. Segundo Spencer, foi comentado abertamente que eles precisavam enfrentar a realidade, que não estavam em uma posição de mercado que gostariam de estar nesta geração, e que possivelmente a empresa não conseguiria mudar o cenário se continuasse fazendo as coisas da mesma maneira. Esse foi o empurrão final que eles precisavam para definir a apresentação no evento;
  • Game Pass e assinaturas - O Game Pass começou com o mesmo questionamento de colocar o jogador no centro de tudo, no caso, como levar mais jogos para mais pessoas. Atualmente, muitos jogos são lançados e o público não consegue acompanhar, então, muitos jogos são deixados para depois e acabam perdendo aquele timing onde o hype conspira pra que todos joguem e conversem sobre ele. Além disso, Spencer sabe o quanto estúdios e publishers investem para fazer seus jogos. Sendo assim, o Game Pass ajuda a expandir a vida útil dos jogos, deixando-os em evidência mesmo meses ou anos após seu lançamento;
  • Series X em casa - Um dos benefícios de ser cabeça de tudo de Xbox é aproveitar coisas antes da hora. Foi assim com xCloud, é assim com o Series X. Segundo ele, a primeira coisa que fez foi testar os jogos retrocompatíveis de Xbox 360, pra ver com eles rodam na nova plataforma. Além disso, testou também a UI (user interface, a dash) pra sentir como ela se comporta, segundo ele, é mais rápida que a do One X;
  • VR no Series X - Ele também entrou no assunto de VR, dizendo que ao comentar sobre o acessório não ser foco, a Microsoft queria deixar uma mensagem clara para os jogadores: o que a empresa tem de mais valor são as equipes e suas habilidades, e oferecer suporte a VR demandaria retrabalhar toda a dash para que ela fosse responsiva, além de outras funcionalidades. Não é só oferecer o suporte a terceiros, plugar o acessório e está tudo certo, a Microsoft precisa investir um tempo pra que a experiência seja satisfatória;
  • Xbox no Japão e Japão no Xbox - Quando Spencer assumiu o post de head de Xbox em 2014, ele via muitos jogos third parties pulando o console, algo que ainda acontece e que deixa ele chateado. Mas ele gosta de poder viajar e conversar com líderes locais japoneses, jogar seus jogos, e mostrar que ele se importa e gostaria de ver o sucesso desses jogos a nível global. Um feedback que ele recebeu de desenvolvedores japoneses é que eles gostam de trabalhar com o Xbox, mas gostariam de ver mais Xbox nas lojas de lá. Spencer considera inaceitável a posição atual da marca no país, e é algo que pretendem mudar com o próximo console, dando mais atenção em todas as etapas - por exemplo, não lançando o console por lá 10 meses depois, como foi o Xbox One. Além disso, P3 também acredita que a Microsoft pode ter mais conteúdo first party vindo do Japão, não comentando isso como uma forma de prelúdio de um anúncio, mas o mercado japonês é importante por causa da comunidade criativa que faz jogos e também de jogadores. Ele entende que situações chatas de jogos pularem o Xbox ainda acontecerão, mas que entende ser um processo que está evoluindo e melhorando.
(Gamertag Radio)

FALTA MENOS DE UM MÊS PARA ORI AND THE WILL OF THE WISPS

Ori and the Blind Forest foi uma grata surpresa no catálogo do Xbox One quando foi lançado, em 2015. Originalmente planejado para o Xbox 360, a Microsoft acreditou o suficiente no projeto para torná-lo um título do que seria, à época, a sua próxima geração de consoles. Criado de maneira diferente, por um estúdio sem estrutura física, com cerca de 15 profissionais ao longo do desenvolvimento, Ori and the Will of the Wisps é aquele segundo passo para fixar o nome da Moon Studios entre as grandes desenvolvedoras que não ficam só naquele "one hit". Nas últimas semanas, Thomas Mahler, CEO e diretor da Moon, tem vindo a público para falar mais sobre o futuro jogo, ampliando ainda mais o hype na galera. Em outubro do ano passado, ele participou de um podcast bem longo (você pode ler os principais tópicos clicando aqui) de mais de 3h, onde abordou, por exemplo, que o combate do jogo ficou bem mais profundo do que o primeiro, algo que era uma crítica de boa parte do público (eu acho ok e condizente com a proposta e ambientação). Por exemplo: agora, teremos armas como espadas, machados, arco e flecha, ampliando as possibilidades através da construção de diferentes "builds" do personagem, aumentando também o fator replay por proporcionar diferentes estilos de enfrentar os mesmos problemas.

Mais recentemente, nesta semana, Mahler postou no ResetEra uma mensagem mais pessoal dele mesmo (Iversão traduzida aqui), dizendo que mal pode esperar pelo que está por acontecer nas próximas semanas. A comparação que ele utilizou foi bem ousada: querem que Ori and the Will of the Wisps seja para Blind Forest o que Super Mario Bros. 3 foi para Super Mario Bros. Ou seja: uma evolução completa em todos os aspectos. E é bem possível que eles consigam alcançar esse objetivo, já que a equipe cresceu consideravelmente - segundo Mahler, são três a quatro vezes mais pessoas trabalhando no jogo, incluindo grandes talentos da indústria, não sei se muita gente lembra, mas um deles é Milton Guasti, o cara que estava fazendo aquele AM2R (Another Metroid 2 Remake), recebendo grande apoio da comunidade até que a Nintendo cortou as asinhas dele. Ori and the Blind Forest, pra mim, é um jogo perfeito em todos os aspectos, aquele jogo que eu não consigo ver um ponto onde algo pudesse ser melhorado. Nos resta esperar para conferir como Will of the Wisps vai nos surpreender (pela frase final do seu relato, o tom emocional do jogo promete ser bem forte). Lembrando que, como todos os jogos da Xbox Game Studios, Ori and the Will of the Wisps será lançado para Xbox One e Windows 10, direto no Xbox Game Pass, no dia 11 de março.

O XBOX GAME PASS EM DADOS, NÚMEROS E GRÁFICOS

Há alguns anos, o usuário MauroNL do ResetEra criou um tópico incrível analisando os números da retrocompatibilidade do Xbox One, com diversas estatísticas sobre o número de jogos, publishers com mais títulos, entre outras informações bem aprofundadas. Nesta semana, ele fez a mesma coisa, mas focada no Xbox Game Pass, o que nos dá uma ideia dos melhores meses, quais empresas fornecem mais jogos ao catálogo, entre diversas outras informações, lembrando que elas englobam a assinatura disponível para o console:
  • Desde 1º de junho de 2017, 452 jogos já passaram pelo catálogo do serviço, sendo 341 jogos de Xbox One, 107 de Xbox 360 e 4 de Xbox;
  • Sabemos que jogos da Xbox Game Studios são lançados direto no serviço, mas outras empresas também tem lançado seus jogos logo de cara no Game Pass. Até o momento, foram 44;
  • A oferta de jogos tem sido crescente e se estabilizou nos últimos trimestres: lançando com 114 jogos em 01/06/17, o serviço conta com pouco menos de 250 títulos atualmente, e tem mantido mais ou menos esse mesmo patamar já há alguns meses;
  • Essa aqui é importante para quem gosta de planejar a jogatina: em média, 18% dos títulos ficam menos de um ano no catálogo, sendo 2% por seis meses ou menos - ou seja, é um índice relativamente baixo e manejável. Já a grande maioria, mais de 55%, estão no catálogo há pelo menos 12 meses. E aproximadamente 17% estão lá há mais de dois anos;
  • Lembram como, no início, a gente tinha muitos jogos de Xbox 360 (mais até que de Xbox One, o que fazia muita gente dizer que o serviço não valia a pena), e aos poucos, fomos vendo a gangorra se inverter e títulos da geração atual sendo mais predominantes? Isso se justifica nos números: desde o segundo semestre do programa, a proporção de jogos de Xbox One inseridos no catálogo é muito superior a de jogos retrocompatíveis;
  • Por ser um serviço próprio, a Microsoft é a empresa que mais tem títulos no catálogo - 68. Mas, ao todo, 134 publishers já passaram pelo Game Pass, tendo em Capcom (29), Deep Silver (18), Square Enix (16), Warner Bros (15), Sega (14), Bethesda e Team 17 (13), Curve Digital e Bandai Namco (12) e 2k Games (11) as maiores parceiras;
  • Também é legal saber quais os meses mais movimentados, aqueles onde o catálogo mais se modifica. Historicamente, as maiores adições são feitas em junho, setembro e dezembro; já as remoções acontecem mais em maio (mês que antecede o de início do programa), agosto e novembro.
A versão completa dos dados está no link abaixo, e uma versão resumida traduzida pode ser conferida aqui, pra quem também quiser dar uma olhada nos gráficos e tal.
(ResetEra)

THE DIVISION 2 APRESENTA: WARLORDS OF NEW YORK + JOGO BASE POR R$ 9,95

Se tem um jogo que teve bastante atenção nesta semana, esse jogo foi The Division 2. Começando na noite de terça-feira, quando o preço em todas as lojas online foi derrubado para menos de R$ 10, o que fez muita gente acreditar que o jogo entraria no Game Pass ou até mesmo viraria free to play, um caminho que Destiny 2, outro jogo com forte apelo online, já havia tomado em 2019. Mas não: era apenas uma oportunidade da Ubisoft gerar conversa e fazer as pessoas comprarem o jogo, aproveitando que estava barato, antes de apresentar a nova expansão Warlords of New York, que será lançada em 3 de março. Entre as principais novidades, está a inclusão de quatro novos agentes, o retorno de antigas facções lá do primeiro The Division (Cleaners e Rikers), uma reformulação completa do endgame (aumentando o nível máximo de 30 para 40, com formas de seguir prodredindo após alcançar esse último, para que o jogo tenha uma longevidade maior), Dark Zones revitalizadas, novas Temporadas, uma nova Raid, e a possibilidade de já iniciar a expansão direto no nível 30, para que a galera que está entrando no jogo agora possa jogar com os amigos veteranos sem estar em desvantagem.

Como tem muita gente jogando agora por conta da oferta incrível do jogo em todas as plataformas (menos de R$ 10), o @tavo08tom criou um tópico de um clã de The Division 2 do PXB, pra quem quiser jogar com a galera aqui do fórum.
(Windows Central)

SEA OF THIEVES RECEBERÁ UPDATE CREWS OF RAGE EM 19 DE FEVEREIRO

Sea of Thieves não para. A Rare anunciou novidades para a próxima expansão do jogo, Crews of Rage, que chega nesta quarta-feira, 19. Entre as novidades, a possibilidade de finalmente mudar a aparência do pirata escolhido, algo que muita gente pedia desde o lançamento do jogo. Outra coisa interessante é a adição do Baú da Raiva, e ele faz isso mesmo: é raivoso e incendeia tudo o que estiver no navio - mas é possível acalmar o danado jogando água em cima dele. Isso abre também possibilidades de estratégias de uso do baú durante o jogo: cuidar direitinho e trocar por uma grande recompensa, ou jogar no navio de outros jogadores e explodir tudo? Ah, uma coisa interessante: quem tentar ser esperto e deixar uma parte do convés inundado pra esfriar o Baú da Raiva, saiba que ele também esquenta a água ao seu redor, ou seja, quem quiser chegar perto vai perder bastante vida. Junto disso, eles lançaram um novo vídeo de update que vale a pena ser conferido.
(Arena Xbox)

STATE OF DECAY 2 - JUGGERNAUT EDITION CHEGA EM 13 DE MARÇO

Aproveitando o embalo que State of Decay 2 será lançado no Steam em 13 de março, a Undead Labs anunciou a Juggernaut Edition, uma versão expandida e aprimorada que estará disponível a todos os assinantes Xbox Game Pass também. O update conta com um novo mapa de mundo aberto que se passa na cidade de Providence Ridge, novas armas melee que recompensam o jogador por sua habilidade e timing, melhorias gráficas (incluindo iluminação e folhagens, otimização e performance) e melhorias no esquema de controles. Além disso, bugs de gameplay e de algumas missões foram corrigidos, melhorias de áudio foram feitas. O update representa a experiência completa de State of Decay 2, com todas as expansões já lançadas (Independence Pack, Daybreak Pack e State of Decay 2: Heartland). Quem porventura tenha comprado algum desses conteúdos ou comprou a edição Ultimate vai receber alguns itens in-game de presente, que não serão disponibilizados em nenhum outro lugar. Quem ainda não experimentou, ou quem largou antes, talvez seja a hora de dar uma chance ao jogo.
(Xbox News)

FREE PLAY DAYS | NBA 2K20, SONIC MANIA E SUPER MONKEY BALL

Até a madrugada de segunda-feira, 16, às 4h59min, assinantes Xbox Live Gold ou Xbox Game Pass Ultimate poderão aproveitar outros três jogos na faixa em seu Xbox One: NBA 2K20 é o mais recente título de basquete da famosa franquia da 2K, pra quem curte o esporte, vale a pena dar aquela experimentada; Sonic Mania é um jogo do Sonic que não foi criado pela Sega/Sonic Team, e sim por um estúdio independente chamado PagodaWest, e que faz uma releitura de uma das franquias mais clássicas da história dos videogames, trazendo também atualizações de gameplay e aquele ar de nostalgia que muita gente esperava há anos do personagem; e, por último, Super Monkey Ball: Banana Blitz HD, um remake em alta resolução do jogo de mesmo nome (sem o HD) lançado para o Wii em 2006 - nunca joguei a série, mas confesso que estou interessado em baixar para testar e ver qual é. Pra baixar, é só acessar a aba da oferta na dash do seu Xbox One, ou clicar nos nomes dos jogos desta postagem e ser redirecionado para o site, de lá, é só botar pra instalar no console e partir pro abraço.
(Xbox News)

DEALS WITH GOLD COM OFERTAS DA 2K, CAPCOM E UBISOFT

Nesta semana, três publishers colocaram seus jogos em oferta: 2K, Capcom e Ubisoft. Isso significa que tem muitos jogos e jogos pra todos os gostos. Entre os destaques, o prêmio principal vai para The Division 2 por apenas R$ 9,95, aproveitando o embalo da nova expansão anunciada nesta semana, mas a Ubisoft ainda colocou diversos jogos da franquia Assassin's Creed, outros Tom Clancy's, Far Cry, a lista é longa. Da 2K, tem Borderlands 3, Mafia III, jogos de esportes, entre outros; e da Capcom, sucessos como Devil May Cry 5, Resident Evil 2 Remake, Monster Hunter Worlds e mais. A lista de jogos em oferta ainda contém diversos títulos do Xbox 360, tem uma galera comprando Asura's Wrath (e o DLC Episode Pack IV, que tem o final verdadeiro), eu comprei também. Para conferir a lista completa de jogos disponíveis do Xbox One, clique aqui; já se quiser conferir todos os conteúdos de Xbox 360, incluindo aí vários retrocompatíveis, o clique é aqui pra conferir a lista no Xbox Power. Quem quiser sugestões de compra, especialmente de jogos mais tranquilos de gamerscore, tem aqui o vídeo de indicações do Conquistaria.

LANÇAMENTOS DESTA SEMANA (10 A 14/FEV)
LANÇAMENTOS DA PRÓXIMA SEMANA (17 A 21/FEV)
Terça, 18
Quarta, 19
  • Bunny Parking (DillyFrameGames) - $5.99
  • Knightin’+ - Sem página na Store
  • Thief Simulator - Sem página na Store
Quinta, 20
Sexta, 21
  • Uncharted Tides: Port Royal - Sem página na Store

LINKS DA SEMANA
  • A sensualidade nos videogames - Não, não é isso que tu tá pensando. Mas videogames são uma mídia poderosa justamente por passarem diferentes sensações, sentimentos que só este meio consegue provocar. O tal do "feel" de jogar. O vídeo é sobre isso. | YouTube Nautilus
  • Anthem vai ser completamente reformulado, diz BioWare - Em um post em seu blog, a BioWare informou que vai trabalhar em uma reformulação completa de Anthem nos próximos meses. O motivo é o feedback recebido pelo público e a recepção baixa em relação ao nível de investimentos. E é reformulação total, desde o loop de gameplay, desafios, progressão, entre outros. Vai levar um tempo, por isso, os grandes updates dos próximos meses serão um pouco mais modestos. | Blog BioWare
  • Disney quer ver estúdios trabalhando com suas IPs - Durante uma conversa na DICE Summit 2020, Sean Shoptaw, VP Senior de Games e Experiências Interativas da Disney, comentou que espera ver mais desenvolvedores trabalhando com as propriedades intelectuais da empresa. Citando exemplos de sucesso recente, como Star Wars Jedi: Fallen Order e Marvel's Spider-Man, Shoptaw disse acreditar que reimaginações dos universos e personagens da empresa abre um leque de possibilidades para os jogos mais diversos possíveis. Seria uma boa a Microsoft tentar algo. | Hollywood Reporter
  • Dotemu divulga vídeo de bastidores do desenvolvimento de Streets of Rage 4 - Uma das séries mais clássicas do gênero "briga de rua" está retornando, para a alegria de muitos marmanjos crescidinhos que jogaram os títulos anteriores nos anos 90. Pra matar a vontade de ver mais sobre o jogo, a desenvolvedora lançou um vídeo de mais de seis com alguns detalhes de bastidores da produção, um prato cheio pra quem espera há anos por uma continuidade de Streets of Rage. Importante: já foi confirmado que o jogo será lançado no Xbox Game Pass. | Xbox Power
  • Forza Street com registro aberto no Android - Com Forza Street, a Microsoft vai expandir a franquia Forza para o mercado mobile, mas com uma experiência bem mais simples do que os Forza tradicionais. O jogo já está disponível no Windows 10 e, agora, quem quiser pode fazer uma pré-inscrição pra estar entre os primeiros que vão jogar Forza Street nos celulares Android. O cadastro pode ser feito tanto na Google Play quanto na Galaxy Store. | Xbox News
  • Geoff Keighley também está fora da E3 - Em seu Twitter, Geoff Keighley, jornalista e produtor de eventos bastante conhecido por ser a cara do The Game Awards, anunciou que não estará na E3 deste ano para apresentar o E3 Coliseum, uma série de paineis com desenvolvedores e membros da indústria sobre seus jogos, projetos, ideias, conceitos. O projeto havia sido criado em 2017 pelo próprio Geoff, e era uma das partes mais legais da feira por abordar menos o lado "marketing" dos jogos e mais o lado das ideias e insights dos desenvolvedores - ano passado, a Microsoft teve três painéis relacionados a Xbox (quem se interessar por ver como era, está na parte de links deste tópico aqui). Em entrevista ao Washington Post, ele ainda comentou que, conforme o que havia sido comunicado para ele sobre o evento, ele não se sentia confortável em participar, e finaliza dizendo que a E3 precisa evoluir. | Twitter Geoff Keighley
  • Jogaecast #101 - 10 anos de Bayonetta e Vanquish - A Platinum Games sabe fazer bons combates em seus jogos, e no episódio 101, o Jogaecast aproveita o embalo do lançamento das versões remasterizadas na semana que vem para promover estes grandes títulos. Além de recomendarem vários outros, como de costume. | Jogae.TV
  • Jogos pouco conhecidos que estão chegando ao Xbox - Vocês conhecem o protocolo: é clicar e conferir alguns trailers de jogos menos conhecidos, sem tanto marketing em volta, mas que merecem pelo menos alguns segundos da nossa atenção. | PXB
  • Microsoft apresenta modelo de Xbox One X em parceria com Air Jordan - e você pode ganhar - Nesta semana, a Microsoft renovou sua parceria com a Nike Air Jordan e anunciou um novo modelo de Xbox One X, todo vermelho, ficou bem bonitão. No Twitter, a empresa está sorteando um, vale pro mundo todo. | Twitter Xbox
  • Nova fase open beta de West of Dead já está disponível no Xbox One - Pra quem perdeu a primeira onda de testes, a segunda fase beta de West of Dead está disponível até o dia 24 de fevereiro. A versão completa será lançada ainda em 2020, direto no Xbox Game Pass. | Xbox Power
  • Novidades de Session no dia 19 de fevereiro - Lembram daquele jogo de skate apresentado na E3 de 2018 da Microsoft? Pois bem, o estúdio anunciou em seu Twitter que está preparando algumas novidades para o dia 19 de fevereiro, quarta-feira - e, entre elas, uma que pode fazer os fãs de Xbox bem felizes. | Twitter creā-ture Studios
  • Remedy está trabalhando em diversos projetos - Além de seguir dando suporte a Control, seu mais recente título que foi bem recebido pela mídia, a Remedy também está criando a parte single player de Crossfire X, jogo que vai chegar exclusivamente ao Xbox One em 2020. Mas, além disso, tem também aquele jogo multiplayer que estão fazendo desde 2018 e, novidade, um projeto misterioso ainda em estágio inicial de produção. Remedy está bastante produtiva, aparentemente. | Arena Xbox
  • Saved You a Click Videogames - Sabe aqueles clickbaits safados que infestam a internet? Coisas tipo "Você não vai acreditar no preço desse jogo em plataforma X"? Este perfil no Twitter, literalmente, salva seu clique, ao comentar em apenas um tuíte o conteúdo da notícia, usando o exemplo: "jogo X está custando Y em plataforma Z". Vale aquele follow. | Twitter Saved You a Click Videogames

.
.
.

Por hoje é isso, gente. Talvez eu use o final de semana pra testar Super Monkey Ball, nunca joguei nada da série, mas acredito que muita gente vá embarcar em The Division 2, aproveitem e divirtam-se também com a galera do PXB no tópico lá do clã. E, agora que está chegando mais perto, e por tudo que o Thomas Mahler já falou nos mais diferentes canais, estou mais animado do que nunca para Ori and the Will of the Wisps, que vai ser lançado daqui a pouco mais de três semanas. Enquanto isso, a gente segue jogando e aproveitando.

Tenham todos um excelente final de semana.

 
Última edição:

tavo08tom

Go ahead. Make my day!
PXB Gold
1,366
1,719
Jaraguá do Sul - SC
Parabéns @ronabs , como sempre com uma qualidade alta. Muito legal ver também a evolução que o estúdio do Ori and the Will of the Wisps teve ao longo do tempo, os caras fizeram um baita trabalho no primeiro jogo.

E sobre o clã... é um jogo 100% coop que eu gosto muito, entretanto se não tiver um clã fica um jogo chato. Por isso que tomei a inciativa de criar, para a galera do fórum começar o jogo já com uma turma para jogar junto.

Só uma correção. No titulo da parte do The Division 2, você esqueceu de colocar o número do preço.
 
  • Curtir
Reações: ronabs

RAYMON

XBOX MVP
Administrador
10,727
18,921
São Paulo
Já falei em outros tópicos, mas um aspecto de Ori que estou mega ansioso é a trilha sonora. Pra mim ela é uma das mais belas já criadas pra um jogo, e se conseguirem manter a essência pro segundo já vou considerar um ano abençoado.
 
  • Curtir
Reações: ronabs

ronabs

Power your dreams
Moderador
15,002
32,508
Porto Alegre
Já falei em outros tópicos, mas um aspecto de Ori que estou mega ansioso é a trilha sonora. Pra mim ela é uma das mais belas já criadas pra um jogo, e se conseguirem manter a essência pro segundo já vou considerar um ano abençoado.
É, trilha sonora de Ori and the Blind Forest é sacanagem de tão legal.

Parabéns por mais esse excelente tópico,Legal essa informação de State of Decay 2 vou dar mais uma chance ao jogo.
Valeu. Também vou dar outra chance pra State of Decay 2 mais pra frente, joguei na época do lançamento e não clicou não sei por qual motivo, porque no papel, é um jogo que eu gostaria bastante. Talvez estivesse no momento errado, sei lá.
 

Saci

Heimdall dos Pampas
Moderador
13,240
20,453
Valeu. Também vou dar outra chance pra State of Decay 2 mais pra frente, joguei na época do lançamento e não clicou não sei por qual motivo, porque no papel, é um jogo que eu gostaria bastante. Talvez estivesse no momento errado, sei lá.
Eu nem tentei, mas agora estou pensando.


O jogo agora está mais fácil para começar. Todo mundo ganha todos os DLC's, e quem comprou a expansão Heartland anteriormente ganha alguns bônus no jogo.
 
  • Curtir
Reações: ronabs
Moderninha Smart 12x 39,90

Sobre o PXB

  • Desde 2005 nossa comunidade se orgulha de oferecer discussões inteligentes e críticas sobre a plataforma Xbox. Estamos trabalhando todos os dias para garantir que nossa comunidade seja uma das melhores.

Sobre a Comunidade

  • As opiniões expressas neste neste site são da inteira responsabilidade dos autores. Microsoft, Xbox, Xbox Live, os logotipos do Xbox e/ou outros produtos da Microsoft mencionados neste site são marcas comerciais ou registradas da Microsoft Corporation.

Assinatura PXB Gold

+ Navegação sem publicidade

+ Upload de imagens nas postagens do fórum

+ Títulos de avatar personalizados.

 

Assinar com PayPal PagSeguro (cartão ou boleto)