Sony não participará da E3 em 2019. PS5 em 2019? [Atualizado]

kaizen

Suspenso
2,105
2,591
Uberaba
500 USD é muito. Não vai ser esse preço, a não ser que a Sony queira levar na cara deixando espaço pra MS vender console mais barato. 450 no máximo. Até o lançamento já devem ter alcançado os 399 mágicos.
Mas você acha que até 2020 a tecnologia vai baratear tanto a ponto de lançarem um console 4k/60fps por $399? Porque o X está ai a $499 e ainda não atinge os 60fps em todos os jogos.
 
  • Curtir
Reações: Péricles Freitas

HelderSR

Viciado
PXB Gold
7,025
7,184
Alguém lembra do valor do PS4 no lançamento aqui no Brasil?

Se as coisas não melhorarem até lá vai ser um rim o PS5.
 

kaizen

Suspenso
2,105
2,591
Uberaba
O ponto mais importante, na minha opinião, ainda está no ar, e eu acho que isso pode determinar os rumos da próxima geração: retrocompatibilidade, pelo menos com o PS4.
Eu concordo com vocês que retrocompatibilidade é um recurso excelente, mas não sei se concordo que esse seja um recurso fundamental na hora de lançar um próximo console.

Talvez seja porque estou considerando minha experiência própria, no caso, em três anos com o Xbox One, joguei apenas 4 jogos do Xbox 360: Gears 2 e 3, Alan Wake e Red Dead Redemption. Tinha sim mais coisas que eu gostaria de jogar, mas nunca sobrava tempo (ou me despertava aquele interesse muito forte), pois a atuação geração já me supria com mais jogos do que eu conseguia jogar.

Minha visão pode estar escurecida, mas não vejo esse recurso como sendo determinante para o sucesso de um console.
 

John Doe

Novato
1,171
1,143
Santa Cruz do Sul
Eu concordo com vocês que retrocompatibilidade é um recurso excelente, mas não sei se concordo que esse seja um recurso fundamental na hora de lançar um próximo console.

Talvez seja porque estou considerando minha experiência própria, no caso, em três anos com o Xbox One, joguei apenas 4 jogos do Xbox 360: Gears 2 e 3, Alan Wake e Red Dead Redemption. Tinha sim mais coisas que eu gostaria de jogar, mas nunca sobrava tempo (ou me despertava aquele interesse muito forte), pois a atuação geração já me supria com mais jogos do que eu conseguia jogar.

Minha visão pode estar escurecida, mas não vejo esse recurso como sendo determinante para o sucesso de um console.
Sem a retrocompatibilidade não há como Sony lançar um serviço similar ao GamePass. Não sei como vai ser a estratégia de markenting da Sony para o lançamento sem algo do tipo, já que a MS vai bater forte nesta tecla do GamePass. Compre o "Scarlet" e tenha acesso 200+ jogos no GamePass, etc. Não tinhamos este elemento no início desta geração, então fica difícil de prever qual será o impacto disto.
 
  • Curtir
Reações: Péricles Freitas

Edu Barros

Viciado
PXB Gold
5,249
6,764
Ribeirão Preto
Eu concordo com vocês que retrocompatibilidade é um recurso excelente, mas não sei se concordo que esse seja um recurso fundamental na hora de lançar um próximo console.

Talvez seja porque estou considerando minha experiência própria, no caso, em três anos com o Xbox One, joguei apenas 4 jogos do Xbox 360: Gears 2 e 3, Alan Wake e Red Dead Redemption. Tinha sim mais coisas que eu gostaria de jogar, mas nunca sobrava tempo (ou me despertava aquele interesse muito forte), pois a atuação geração já me supria com mais jogos do que eu conseguia jogar.

Minha visão pode estar escurecida, mas não vejo esse recurso como sendo determinante para o sucesso de um console.
Você pode estar certo, mas eu acho que a MS abriu um precedente interessante. Depois disso, não sei se o público reagiria bem a iniciar uma coleção de jogos partindo do zero. Mesmo que a diferença entre as bases instaladas de PS4 e Xbox One seja muito grande, já vimos situação semelhante no lançamento do PS3. Tudo pode acontecer.
 

ronabs

Opa
Moderador
11,717
22,386
Porto Alegre
Eu concordo com vocês que retrocompatibilidade é um recurso excelente, mas não sei se concordo que esse seja um recurso fundamental na hora de lançar um próximo console.

Talvez seja porque estou considerando minha experiência própria, no caso, em três anos com o Xbox One, joguei apenas 4 jogos do Xbox 360: Gears 2 e 3, Alan Wake e Red Dead Redemption. Tinha sim mais coisas que eu gostaria de jogar, mas nunca sobrava tempo (ou me despertava aquele interesse muito forte), pois a atuação geração já me supria com mais jogos do que eu conseguia jogar.

Minha visão pode estar escurecida, mas não vejo esse recurso como sendo determinante para o sucesso de um console.
É uma funcionalidade que apela muito pro lado emocional. Até então, era comum um novo console ter jogos novos só pra ele, e eu era um que ficava no "é só não vender o antigo" pra continuar jogando, depois me toquei que pra muita gente isso não é possível porque boa parte vende o antigo pra pegar um novo.

A Microsoft acertou e abriu um precedente interessante como disse o Edu, já mostrou que dá pra fazer. No PC essa coisa de "gerações" não faz sentido porque eu posso abrir o Steam e comprar BioShock 2 ou o GOG e comprar Caesar II e jogar normalmente, e são jogos com uma ou duas décadas de vida. PS5 sem retrocompatibilidade seria um baita tiro no pé, porque a pessoa pode nem usar pra jogar um jogo antigo, mas só de saber que, se quiser, ela pode, já faz uma grande diferença.

Temos que lembrar que essa geração atual viu um aumento gigantesco na distribuição digital, muita gente construiu bibliotecas enormes com o tempo, e oferecer o suporte a ela é bem-vindo pra quem quer fidelizar o consumidor.
 

Johannes

Viciado
8,934
5,415
Eu sou um que não cogito comprar um PS5 tão cedo se ele não tiver retro total com o PS4. Muitos dos jogos do PS4 que tenho hoje ainda não terminei ou pretendo voltar a jogar futuramente. PS5 pra mim nos primeiros anos só mesmo com retro. Sem retro eu espero uns bons 3 anos.

Mas você acha que até 2020 a tecnologia vai baratear tanto a ponto de lançarem um console 4k/60fps por $399? Porque o X está ai a $499 e ainda não atinge os 60fps em todos os jogos.
Mesmo que não esteja tão barateado é mais negócio pra Sony perder um pouco no começo do que perder vendas. O PS3 está aí pra mostrar que o público não lida bem com preços exagerados nos consoles. O próprio PS4 é um exemplo de console que se beneficiou largamente do preço ideal desde o lançamento.
 
  • Curtir
Reações: mad2035 e HelderSR

ronabs

Opa
Moderador
11,717
22,386
Porto Alegre
Negativo. É financeira. Nunca que eu compraria o Scarllet ou seja lá qual console, se não levar meus 214 jogos digitais que já tenho.
Apela bastante pro emocional, mas claro que não apela só pro emocional. A parte financeira é o que comentei no final: um consumidor que hoje tem seus 100, 200, 300 jogos, mesmo que a imensa maioria seja proveniente de assinaturas (que se parar de pagar, bloqueia o acesso), vai se sentir muito mais inclinado a continuar com uma marca caso esta marca ofereça o suporte longevo pra sua biblioteca construída.
 
  • Curtir
Reações: Péricles Freitas

Morts

Viciado
11,927
6,751
Cotia
Bom eu ia comentar lá no topico na area do xone, mas não deu tempo, meteram o block no topico...kkkk
Então responderei aqui ao @Maxximu
Eu achei estranha essa noticia da sony sair fora da E3...sinceramente nem sei o que pensar que rolou pra ela sair.
Eu já tinha falado um tempo atrás, em demais topicos, que uma E3 deve ser relativamente cara para se manter...uma Nintendo da vida ja não participa mais, EA tbm não, sem contar que foi criado um lance de "copa do mundo" dos games, onde o odio aflora nas pessoas, onde a raiva pelo console alheio acaba prevalescendo e vemos aquele show de horrores na internet...
Sem contar que existe toda aquela pressão das empresas em ter que sair "vitoriosas" da E3.
Eu mesmo raramente acompanho a E3...foi uma ou 2 vezes que eu assisti a conferencia inteira...Geralmente eu vejo os anuncios de jogos aqui no PXB ou em outros foruns.
A ultima que tentei assistir foi a desse ano e minha esposa ficou ali uns 30m falando asneira e eu acabei tirando.
Então meio que pra mim uma E3 sem sony, nintendo ou MS não faz diferença..
Eu particularmente não vejo problema em um evento dedicado somente a empresa, como é o caso da nintendo.
Porém, é claro que para as demais pessoas isso é importante e não vamos tirar a minha preferencia pela das maiorias.
Essa saida da sony pegou mal, mas ela ja tinha dado indícios que isso iria acontecer...Essa ultima E3 da sony foi bem diferente, muitos odiaram, outros gostaram enfim...
Eu tbm venho dizendo que acho que a sony tem muito mais chance de cometer um erro nessa next gen que a MS...MS já arrumou muita coisa, melhorou em muitas outras, comprou studio, já ta fazendo um gears 5 focado numa historia da kate, ja ta fazendo um halo novo..
Eu acho que a MS ta vindo muito mais preparada pra next gen do que uma sony.

Não da pra cravar se vai vir um PS5, não da pra cravar se a sony não tem mais o que mostrar, não da pra cravar que vai ser os 2 anteriores q citei.
Eu particularmente acho que não tem muito o que mostrar e a sony já quer meter um PS5.

Apesar de preferir os jogos da sony, não sou aquele gamer preso a marca eternamente, então eu meio que não to tão preocupado com isso..
Eu só acho que se a sony não lançar um PS5 com retro e algum tipo de serviço tipo gamepass, eu não me vejo comprando o console logo de cara não.
Já para a MS, eu não me vejo comprando um console novo, enquanto o meu xone rodar as coisas que eles lançarem...e até estou curioso para ver até onde a MS vai segurar o tal fim das "gerações".
 

Cap Holandes

Jogador
2,200
1,813
MT
Digo o mesmo. Vejo muita gente dizendo coisas como "o sistema do Xbox é muito superior ao do PS4", eu mesmo já cheguei a dizer isso quando tinha o Xbox, mas a verdade não é bem assim.

Tem coisas que o Xbox faz melhor, mas tem coisas que o PS4 faz melhor. Por exemplo: eu quase nunca deixava meu Xbox no modo de economia de energia, pois aqui em casa temos o costume de desligar completamente todos os aparelhos ao dormir (a fonte do Xbox também fazia um barulhão danado), e no Xbox, para colocar no modo de economia, é preciso entrar nas configurações e alterar, no caso, teria que ficar alterando entre uma e outra toda bendita vez, então eu simplesmente deixava o Xbox ligado o tempo todo e desligava uma única vez. Já no PS4 há uma opção mais acessível, não precisa alterar nada e posso sempre escolher a forma de desligar o console sem ficar alterando configurações o tempo todo.

Só um exemplo, mas poderia citar outros. E quanto a preços também, tratam como se todo jogo de PS4 custasse R$500 e todo jogo de Xbox R$50, mas também não é bem assim. Mas é como eu disse, alguns deixam a paixão falar pela razão.
No meu xbox seguro o power por 5 segundos! e pimba desligou total, é algo bem pratico na minha opinião
 

HelderSR

Viciado
PXB Gold
7,025
7,184
"é só não vender o antigo" pra continuar jogando, depois me toquei que pra muita gente isso não é possível porque boa parte vende o antigo pra pegar um novo.
O meu maior problema é espaço, já que o meu apartamento é pequeno e nem as caixas dos consoles eu guardo. :joy: Meses atrás estava com o PS3, PS4 e Xbox One e minha esposa pegando no meu pé "nosso rack vai ficar assim mesmo?"

Enquanto não temos notícias de fato do PS5, nesta Black Friday nos EUA o velho PS4 vendendo muito. Matt Piscatella, analista na NPD que mensalmente divulga as vendas de consolas, jogos e acessórios no EUA, diz mesmo que o stock esgota quase de imediato. "Aquele bundle PS4 de Marvel's Spider-Man a 199$ continua a esgotar rapidamente assim que é listado online," disse Piscatella. "Não adormeças se queres um." Eurogamer
 

ronabs

Opa
Moderador
11,717
22,386
Porto Alegre
O meu maior problema é espaço, já que o meu apartamento é pequeno e nem as caixas dos consoles eu guardo. :joy: Meses atrás estava com o PS3, PS4 e Xbox One e minha esposa pegando no meu pé "nosso rack vai ficar assim mesmo?"
Sim, tem questão de espaço também, portas HDMI da televisão que são limitadas em número. Eu tenho hoje dois PlayStation e um Xbox em casa, venderia na hora o PS3 caso pudesse jogar os jogos dele no PS4.

Enquanto não temos notícias de fato do PS5, nesta Black Friday nos EUA o velho PS4 vendendo muito. Matt Piscatella, analista na NPD que mensalmente divulga as vendas de consolas, jogos e acessórios no EUA, diz mesmo que o stock esgota quase de imediato. "Aquele bundle PS4 de Marvel's Spider-Man a 199$ continua a esgotar rapidamente assim que é listado online," disse Piscatella. "Não adormeças se queres um." Eurogamer
Esse bundle tá vendendo igual água.
 

mad2035

Casual
1,640
866
Sim, tem questão de espaço também, portas HDMI da televisão que são limitadas em número. Eu tenho hoje dois PlayStation e um Xbox em casa, venderia na hora o PS3 caso pudesse jogar os jogos dele no PS4.


Esse bundle tá vendendo igual água.
mesma situcação aqui, mas o meu ps3 ta na caixa e outros consoles. Tenho uma biblioteca enorme fico com do de vender o console e esta ficar no limbo. Imagina se lancar o ps5 sem retro? ficaria 2 consoles com biblioteca no limbo?

A distribuicao digital pode ser boa, mas meio que criou um monstro. Tem que ter sangue de barata e muito dinheiro sobrando para descartar conteudo assim.

Enviado de meu SM-G610M usando o Tapatalk
 

xJohnKennedy

Viciado
1,398
1,473
Goiás
Eu já tinha falado um tempo atrás, em demais topicos, que uma E3 deve ser relativamente cara para se manter...uma Nintendo da vida ja não participa mais, EA tbm não
Que o pátio da E3 está bem caro me parece unanimidade mas tipo, a Microsoft tem o espaço dela do outro lado da rua já, mas para a Sony, EA, Bethesda e outras, será tão lucrativo assim arrumar(alugar/comprar) um espaço em L.A. no mesmo período da E3, arcar com custos de infraestrutura, segurança e etc?
 

HenriquePerche

Viciado
6,335
6,418
Ribeirão Preto
será tão lucrativo assim arrumar(alugar/comprar) um espaço em L.A. no mesmo período da E3, arcar com custos de infraestrutura, segurança e etc?
Se você pensar que em um evento particular, todo dinheiro da entrada, das vendas de souvenirs, espaço para produtoras multiplataformas, restaurantes e etc vai pra quem está organizando, e não fica com uma organizadora maior, então sim, deve ser tão ou mais lucrativo.
 

ronabs

Opa
Moderador
11,717
22,386
Porto Alegre
a Microsoft tem o espaço dela do outro lado da rua já
Uma coisa sobre o Microsoft Theater: tem Microsoft no nome mas não é da Microsoft, a empresa tem os naming rights, são alguns vários milhões de dólares desde 2015 pra poder estampar a marca lá - não tem dados da negociação, mas gente do mercado avaliou em algumas dezenas de milhões/ano quando o negócio começou. Antes, o nome era Nokia Theatre L.A. Live, e quando a Microsoft comprou a Nokia em 2013, manteve o acordo mas mudando para a sua própria marca em 2015. A dona do complexo, que tem também o Los Angeles Convention Center (local da E3) e o Staples Center (casa dos Lakers/Clippers) é a AEG.
mas para a Sony, EA, Bethesda e outras, será tão lucrativo assim arrumar(alugar/comprar) um espaço em L.A. no mesmo período da E3, arcar com custos de infraestrutura, segurança e etc?
Caro, é, mas ainda sai mais barato do que pagar o aluguel pra ESA e ver ela levar também todo o dinheiro da bilheteria, mais a grana das lojinhas de comida. Questão da Sony não ir pra E3 não é nem grana, o último ano fiscal foi o melhor da história do PlayStation e esse ano caminha pra ser o melhor de novo, superando ano passado com folga. É que não tem o que mostrar mesmo, o que tem pra sair em um futuro próximo é o que já foi mostrado em 2016/2017/2018, a gente sabe que vai ter um God of War 2 por exemplo, mas ele ainda está bem longe e mostrar agora não tem necessidade. E, se mostrasse agora projetos novos mas que vão demorar, o problema de hoje seria repetido daqui dois ou três anos. Ela se colocou nessa encruzilhada e não planejou como sair, foi dando cada vez menos espaço para independentes e thirds em seu palco nos últimos anos. Ficou insustentável, é bom pra aprender a dosar melhor as coisas.

 
Última edição:
  • Curtir
Reações: Johannes e John Doe

Morts

Viciado
11,927
6,751
Cotia
Que o pátio da E3 está bem caro me parece unanimidade mas tipo, a Microsoft tem o espaço dela do outro lado da rua já, mas para a Sony, EA, Bethesda e outras, será tão lucrativo assim arrumar(alugar/comprar) um espaço em L.A. no mesmo período da E3, arcar com custos de infraestrutura, segurança e etc?
Então mas ai que está...até onde vale a pena investir nisso?
Não vale a pena vc fazer uma conferencia sua, sei lá dentro de um studio menor? Tipo, eu não estou defendendo a sony, nem nintendo e sim abrindo um novo questionamento.
Eu posso e devo estar falando merda, mas pra que vc fazer um evento caríssimo desse, sendo que vc nao tem mais o q mostrar, vai lá encher linguiça e gastar milhares de dolares, pra depois de tudo isso, um grupo falar na internet que vc falou o q era esperado, que vc não mostrou nada demais, ou q não mostrou 200 exclusivos?
Veja bem, a E3 não virou mais um lugar de anunciar e mostrar as cosias...a E3 virou uma guerra, ou vc entra ali joga milhões de dolares e mostra a cada E3 revoluções ou vc é um bosta.
E digo isso para ambas as empresas...qtas vezes vimos aqui MS fazer uma boa E3, apresentar jogos e depois vem meia duzia e fala: foi uma merda, perdi meu tempo e etc.
O mesmo vale para a sony...
Então eu só vejo isso de uma forma....Ta caro demais pra gente ir lá mostrar algo q a galera já viu, ou a gente não quer mais esse evento pq vamos guardar grana pra mostrar o q interessa ano que vem.

Eu sei que muitos ficam tristes, pq galera quer ver E3 épica, fogos de artificios, carros de corridas vestidos de xbox e etc, mas nem sempre isso é viavel para empresas tipo sony e nintendo que vivem exclusivamentes de consoles.
Não é tipo uma MS que pode queimar 1 milhão de dolares por dia que não da nada...
 

HenriquePerche

Viciado
6,335
6,418
Ribeirão Preto
Bom, muito tem se falado da Sony sair da E3, (e vale lembrar: por enquanto não tem nada confirmado pela própria Sony, e sim um "insider" que vazou a suposta saída do PlayStation da E3), mas ninguém tem falado das outras vias que a Sony vai tomar pra suprir essa saída.

Além do rumor da saída da E3, existem outros rumores interessantes:
Death Stranding, The Last of Us Part II e Ghost of Tsushima já estariam em fase de polimento.

Sobre o rumor de novos eventos, estão falando em 2 grandes, sendo um próximo a E3 e outro no final do ano. Seria o PS Meeting e a PSX.

Se fosse pra eu casar uma grana, eu diria: PS5 em 2019, com aquela retrocompatibilidade com remasterização embutida (que já está registrada), com esses títulos que já conhecemos como lançamento, e mais um ou outro anunciado pro ano seguinte na PSX.

E se for isso mesmo, meu amigo, quem sentirá falta não será a Sony da E3 e sim a E3 da Sony.

E mais: um evento fora da E3, 2-3 dias depois que todos mundo se apresentou, dá um espaço absurdo pra moldarem ainda melhor a apresentação.

Quem tá achando que a Sony sair da E3 é ruim pros jogadores de PS, vai ter uma surpresa grande com isso.