A condição do mercado não é saudável para um Playstation Vita 2

Thyago Rezier

Jogador
PXB Gold
1,721
1,358


Os smartphones e tablets já são considerados por muitos os algozes da queda nas vendas de PCs convencionais, e agora parecem fazer "mais uma vítima". Shuhei Yoshida, o presidente global da Sony Computer Entertainment, baixou as expectativas sobre um potencial sucessor do Playstation Vita.

A afirmação saiu durante uma sessão de perguntas e respostas no EGX 2015, principal evento de games do Reino Unido, onde teria respondido sobre quando veríamos um Vita 2. "Essa é uma pergunta difícil", afirmou Yoshida. "As pessoas tem smartphones e é tão fácil jogar neles. Muito dos jogos são grátis, ou grátis para começar".

Yoshida é um entusiasta do Vita, e destacou a importância de botões e joysticks na experiência com o gameplay, porém isso não parece ser o bastante para enfrentar a concorrência dos celulares. "Eu espero, como muitos de vocês, que a cultura dos jogos portáteis continue, porém as condições não são saudáveis agora por conta da gigantesca dominância dos jogos em smartphones", explica Yoshida.

O portátil foi lançado em 2011 na Ásia, chegando ao ocidente no ano seguinte. Curiosamente,uma atualização feita no início do ano tirou funcionalidades do aparelho, que deixou de ter suporte ao YouTube, Mapas e funcionalidades do app Near.

O grande desafio para a Sony, e também para outras empresas como a Nintendo, tem sido trazer novos jogadores para suas plataformas. Com a onipresença dos smartphones e tablets,esses dispositivos tem se tornado a principal porta de entrada para o mundo dos games entre jovens e crianças.

Fonte: http://adrenaline.uol.com.br/2015/09/29/37746/a-condi-o-do-mercado-n-o--saud-vel-para-um-playstation-vita-2-afirma-sony
 

Thyago Rezier

Jogador
PXB Gold
1,721
1,358
Uma pena, quando comprei o meu Vita a primeira experiência foi incrível em relação ao 3DS, bons controles, tela sensacional, qualidade dos jogos muito superior em relação a gráficos e framerate, mas a magia terminou por aí em pouco tempo.

A primeira grande falha da Sony no Vita foram aqueles cartões proprietários custando os olhos da cara, diferente do 3DS, a proposta do Vita estava maior nos jogos digitais com as promoções e a Plus.

Depois teve o rápido abandono da plataforma, sem jogos relevantes fica difícil vender o aparelho, sendo que a maioria dos bons jogos exclusivos foram portados para o PS3 ou PS4 posteriormente. A Sony parece até hoje acreditar que a falha do Vita está no hardware e na concorrência com os celulares, mas não é bem assim não.
 
  • Curtir
Reações: DariusMKN e Jotabe

Victal

Viciado
11,036
9,723
Não surpreende.
Acho que o Vita deve ser o último portátil da Sony.

E olha que o Vita recebeu alguns anúncios de jogos bem bacanas nos últimos meses, mas sem o apoio da Sony fica difícil.
 
  • Curtir
Reações: Thyago Rezier

Jotabe

Jogador
3,887
1,748
Indaiatuba-SP
Uma pena, quando comprei o meu Vita a primeira experiência foi incrível em relação ao 3DS, bons controles, tela sensacional, qualidade dos jogos muito superior em relação a gráficos e framerate, mas a magia terminou por aí em pouco tempo.

A primeira grande falha da Sony no Vita foram aqueles cartões proprietários custando os olhos da cara, diferente do 3DS, a proposta do Vita estava maior nos jogos digitais com as promoções e a Plus.

Depois teve o rápido abandono da plataforma, sem jogos relevantes fica difícil vender o aparelho, sendo que a maioria dos bons jogos exclusivos foram portados para o PS3 ou PS4 posteriormente. A Sony parece até hoje acreditar que a falha do Vita está no hardware e na concorrência com os celulares, mas não é bem assim não.
Eu me surpreendi quando comprei o meu, achei a qualidade muito boa, comprei pouco depois do lançamento; mas o preço do cartão de memória proprietário eu achei um absurdo e abuso, afinal um cartão de memoria comum é bem mais em conta; me diverti um pouco com ele, somente com os jogos que eu ia ganhando na plus, mas a magia foi se apagando e passei meu Vita para frente tem algumas semanas; não me arrependi até agora de ter se desfeito do mesmo.
 
  • Curtir
Reações: Thyago Rezier

Johannes

Viciado
8,934
5,415
Não é apenas condição do mercado. Quem em sã consciência compraria um novo portátil da Sony depois de ver o suporte fraco que ela deu ao Vita?
E o Vita ainda está longe de morrer de vez. No Neogaf tem um tópico com uma lista com mais de 350 jogos saindo só esse ano e com muita coisa boa. Pra quem goste de JRPG e indies então, o Vita é uma boa opção.
Estou jogando Persona 4 e digo que só por ele já valeria ter o console, mas ainda tenho muita coisa pra jogar. Ano que vem estou de olho em Zero Escape 3.
 
  • Curtir
Reações: Victal
3,401
1,938
Não é apenas condição do mercado. Quem em sã consciência compraria um novo portátil da Sony depois de ver o suporte fraco que ela deu ao Vita?
E o Vita ainda está longe de morrer de vez. No Neogaf tem um tópico com uma lista com mais de 350 jogos saindo só esse ano e com muita coisa boa. Pra quem goste de JRPG e indies então, o Vita é uma boa opção.
Estou jogando Persona 4 e digo que só por ele já valeria ter o console, mas ainda tenho muita coisa pra jogar. Ano que vem estou de olho em Zero Escape 3.
Eu andei lendo, e o problema não é todo de suporte. Eu até entendo o lado da Sony. Já tiveram muito prejuízo com o Vita. Foi uma proposta ousada. Um aparelho sensacional em todos os quesitos técnicos, mas caro. Uma vez li que fazer um AAA pra ele, como Uncharted e Killzone tem preços tão caros ou maiores que um jogo de PS3/360. E dificilmente um dos jogos bate 1K de vendas.

Na época de Gameboy, PSP, DS, os portáteis eram um diferencial e muita gente queria. Hoje com o avanço tecnológico dos celulares e tablets, tem muito jogo free ou barato com micro-transações. Pouca gente está disposta a pagar 40, 50 dólares em um jogo de portátil, além da dificuldade de carregar um portátil por aí, quando um bom celular faz tudo.

Se a Sony continuasse a fazer jogos AAA para o Vita, seria apenas para agradar os jogadores, pois, o retorno é ridículo e as publishers não tem interesse.(e nenhuma empresa vive assim) É só olhar o FIFA (exemplo básico) de PSvita que é um port de celular bem mais caro e todo ano igual. Até remasters de jogos de PS2 não justificam o investimento pelo retorno que tem no Vita. Pelo menos com os indies o risco de prejuízo é muito baixo. E não tem milagre que a Sony poderia ter feito para as pessoas comprarem um Vita. A tendência de jogos mobile explodiu ainda mais nos últimos anos, depois do lançamento do Vita.

É triste para nós que gostamos de games, pois, os jogos de PSP e 3DS eram bem mais elaborados, e dignos das histórias de jogos de consoles, e isso dificilmente haverá em um jogo feito para portátil. E não estou falando de ports de jogos famosos como os GTA's, Final Fantasy's, Tomb Raider, Max Payne e etc. Digo jogos made for. Acho que um dos únicos que vi nesse nível foi o Dead Space.

Até o 3DS foi estupidamente afetado, mesmo tendo Pokemon exclusivo. A projeção de vendas do 3DS foi cortada pela metade e a Nintendo vai lançar jogos para smartphones. Agora para a Sony é mais difícil. Pokemon é um dos maiores fatores que fazem os fãs comprarem um portátil.
 
Última edição:

Johannes

Viciado
8,934
5,415
Eu andei lendo, e o problema não é todo de suporte. Eu até entendo o lado da Sony. Já tiveram muito prejuízo com o Vita. Foi uma proposta ousada. Um aparelho sensacional em todos os quesitos técnicos, mas caro. Uma vez li que fazer um AAA pra ele, como Uncharted e Killzone tem preços tão caros ou maiores que um jogo de PS3/360. E dificilmente um dos jogos bate 1K de vendas.

Na época de Gameboy, PSP, DS, os portáteis eram um diferencial e muita gente queria. Hoje com o avanço tecnológico dos celulares e tablets, tem muito jogo free ou barato com micro-transações. Pouca gente está disposta a pagar 40, 50 dólares em um jogo de portátil, além da dificuldade de carregar um portátil por aí, quando um bom celular faz tudo.

Se a Sony continuasse a fazer jogos AAA para o Vita, seria apenas para agradar os jogadores, pois, o retorno é ridículo e as publishers não tem interesse. É só olhar o FIFA (exemplo básico) de PSvita que é um port de celular bem mais caro e todo ano igual. Até remasters de jogos de PS2 não justificam o investimento pelo retorno que tem no Vita. Pelo menos com os indies o risco de prejuízo é muito baixo. E não tem milagre que a Sony poderia ter feito para as pessoas comprarem um Vita. A tendência de jogos mobile explodiu ainda mais nos últimos anos, depois do lançamento do Vita.

É triste para nós que gostamos de games, pois, os jogos de PSP e 3DS eram bem mais elaborados, e dignos das histórias de jogos de consoles, e isso dificilmente haverá em um jogo feito para portátil. E não estou falando de ports de jogos famosos como os GTA's, Final Fantasy's, Tomb Raider, Max Payne e etc. Digo jogos made for. Acho que um dos únicos que vi nesse nível foi o Dead Space.

Até o 3DS foi estupidamente afetado, mesmo tendo Pokemon exclusivo. A projeção de vendas do 3DS foi cortada pela metade e a Nintendo vai lançar jogos para smartphones. Agora para a Sony é mais difícil. Pokemon é um dos maiores fatores que fazem os fãs comprarem um portátil.
Culpar o mercado mobile é só para a Sony tentar tirar o corpo fora, mas por mais que mobile tenha sua parcela de culpa no fracasso do Vita, a Sony é sim a maior culpada por isso. Aqui tem um artigo do Kotaku que explica todos os motivos e concordo com cada um deles http://kotaku.com/mobile-gaming-didnt-kill-the-vita-sony-did-1733350950

A Sony repetiu com o Vita muito dos erros que cometeu com o PS3 no começo. A diferença é que ela não correu atrás do prejuízo pra consertar esses erros (como fez no PS3) e preferiu deixar tudo como está com o Vita.
 
  • Curtir
Reações: DariusMKN
3,401
1,938
Culpar o mercado mobile é só para a Sony tentar tirar o corpo fora, mas por mais que mobile tenha sua parcela de culpa no fracasso do Vita, a Sony é sim a maior culpada por isso. Aqui tem um artigo do Kotaku que explica todos os motivos e concordo com cada um deles http://kotaku.com/mobile-gaming-didnt-kill-the-vita-sony-did-1733350950

A Sony repetiu com o Vita muito dos erros que cometeu com o PS3 no começo. A diferença é que ela não correu atrás do prejuízo pra consertar esses erros (como fez no PS3) e preferiu deixar tudo como está com o Vita.
Cara, eu também concordo com os pontos citados. Principalmente o cartão proprietário. Não estou defendendo o Vita e a Sony. A Sony deu muitos e muitos tiros no pé com ele. Fato!

Mas você é um cara inteligente. Acha que isto mudaria as coisas e faria o Vita um sucesso? No máximo um fracasso menor. Talvez rendesse o dobro de vendas no máximo. De 12 milhões teriam 25/30. Isto é muito pouco para um console e não garantiria uma sequela e sequer investimento de publishers. As publishers estão no mercado mobile. Square, EA, Rockstar e etc. Muitos jogos que saem nos mobiles sequer tem um port para os portáteis. Olha aí Deus Ex, Mass Effect, Dead Space e etc. São muitos casos.

Não tem como negar. O mercado de mobiles destruiu os portáteis! No tempo de PSP e DS, os jogos eram infinitamente superiores em quesitos técnicos nos portáteis contra os celulares, mas esse crescimento dos jogos de mobile foi avassalador e hoje os hardwares são equivalentes, e em vários casos superiores. E o pior, o ano que vem sai um melhor. (se não no mês que vem)

Se até o 3DS teve uma retração absurda! Passar de uma meta de 150 milhões inicialmente projetada pela Nintendo para 60?? Menos do que vendeu o PSP!! 50% das vendas de 3DS são do Japão, pois o resto do mundo já abriu mão.

E como eu disse, a Sony sequer tem um trunfo como Pokemon e nem Monster Hunter mais. Alías, Monster Hunter já tem versão para mobile e Pokemon vem aí.


É só ver que a Nintendo já está se rendendo aos mobiles, e para uma japonesa orgulhosa, isto é o fim do mundo. rs

Os portáteis infelizmente tem os dias contados. O mais triste ainda, é que a tendência seja a mesma para os consoles.
 

Johannes

Viciado
8,934
5,415
Cara, eu também concordo com os pontos citados. Principalmente o cartão proprietário. Não estou defendendo o Vita e a Sony. A Sony deu muitos e muitos tiros no pé com ele. Fato!

Mas você é um cara inteligente. Acha que isto mudaria as coisas e faria o Vita um sucesso? No máximo um fracasso menor. Talvez rendesse o dobro de vendas no máximo. De 12 milhões teriam 25/30. Isto é muito pouco para um console e não garantiria uma sequela e sequer investimento de publishers. As publishers estão no mercado mobile. Square, EA, Rockstar e etc. Muitos jogos que saem nos mobiles sequer tem um port para os portáteis. Olha aí Deus Ex, Mass Effect, Dead Space e etc. São muitos casos.

Não tem como negar. O mercado de mobiles destruiu os portáteis! No tempo de PSP e DS, os jogos eram infinitamente superiores em quesitos técnicos nos portáteis contra os celulares, mas esse crescimento dos jogos de mobile foi avassalador e hoje os hardwares são equivalentes, e em vários casos superiores. E o pior, o ano que vem sai um melhor. (se não no mês que vem)

Se até o 3DS teve uma retração absurda! Passar de uma meta de 150 milhões inicialmente projetada pela Nintendo para 60?? Menos do que vendeu o PSP!! 50% das vendas de 3DS são do Japão, pois o resto do mundo já abriu mão.

E como eu disse, a Sony sequer tem um trunfo como Pokemon e nem Monster Hunter mais. Alías, Monster Hunter já tem versão para mobile e Pokemon vem aí.


É só ver que a Nintendo já está se rendendo aos mobiles, e para uma japonesa orgulhosa, isto é o fim do mundo. rs

Os portáteis infelizmente tem os dias contados. O mais triste ainda, é que a tendência seja a mesma para os consoles.
Mas não estou dizendo que o mercado não mudou, claro que reconheço isso. Hoje quem quer ter um portátil no mercado sabe que vai vender menos por conta da concorrência com mobiles. Mas o ponto da minha crítica à Sony foi o abandono precoce que ela dispensou ao Vita, sem falar nos erros de lançamento como o cartão caro. O esforço da Sony é que foi mínimo e isso tirou as chances do Vita de trazer retorno. Não dava em hipótese alguma pra esperar repetir um PSP ou muito menos um DS. Acho que o foco nem era esse.

E não tenho como afirmar que o mercado de portáteis hoje está acabado. A Nintendo tem muito poder de virar o jogo e de repente pode ser que ela reconquiste uma parte do que perdeu. A Sony está apenas esperando pra ver o que a Nintendo vai fazer, até porque lançar um novo portátil hoje não faria o menor sentido quando o Vita nem mesmo foi explorado em todo seu potencial.
 
  • Curtir
Reações: robson_daniels

John.

Jogador
3,272
477
Belo Horizonte
@Johannes @JeffersonDS
Vocês dois possuem pontos validos.
É um copilado mesmo, não acho que seja extremo como a reportagem da Kotaku como também não acho que seja culpa só do mercado Mobile.
O cara da Kotaku quer "clicks" e ignorou um tanto de coisa, mas está certo que depois de 2~3 anos a Sony desistiu de apoiar o PS Vita na questão de Títulos "First Party". Assim como parou de negociar com as "Third Party" ocidentais em busca de títulos.
Mas o mercado de portáteis também recuou de forma astronômica o Nintendo Ds que vendeu 150 milhões vê seu sucessor na casa dos 50 milhões. E isso mostra claramente que o mobile tomou conta de grande parte dos consumidores.
Se a Sony tivesse continuado a apoiar o PS Vita ele talvez teria vendido algo em torno de 25~30 milhões, bem melhor que os 12 milhões atuais mas ainda longe de um console de extremo sucesso.

Pra mim o Shuei falou a verdade, o mercado atual não é propicio para um novo Portátil, mas se tem uma empresa louca o suficiente pra lançar um novo produto da categoria com certeza é a Sony. Então vai demorar, mas eu não descarto ela tentar encarar o mercado novamente com um "PSP 3" daqui a uns 5 anos.

Enquanto isso a quantidade de jogos por "PS Vita" é de quase 20 por console, ou seja quem tem o console compra muitos jogos. Então ao menos em questão de jogos Japoneses e Indies o Vita ainda tem uns bons 2~3 anos pela frente.
E após isso ficaremos um tempo no limbo sem saber se vão tentar novamente ou não. Quem sabe, talvez façam certo da próxima vez.
 
  • Curtir
Reações: Johannes