Podcast Jogando Papo Nº 118 - Rumores Playstation 5; Xbox One Sem Discos

Darth Randy BR

Mestre
PXB Gold
1,581
543
Porto Alegre/RS




Nesta Edição os jogadores Caddelin, Darth Randy BR, Saci, Hugo Esteves e Assassin Monk comentam os detalhes que já foram revelados sobre as especificações do novo Playstation (5), e também sobre o novo Xbox One S All Digital (Sad), sem drive de Blu-Ray.




ASSINEM TAMBÉM NOSSO CANAL NA TWITCHTV, POIS EM BREVE FAREMOS TRANSMISSÕES DE JOGATINAS ENTRE OS JOGADORES: WWW.TWITCH.TV/JOGANDOPAPO

TAMBÉM ESTAMOS NO MIXER, SERVIÇO DE STREAMING DA MICROSOFT: MIXER.COM/JOGANDOPAPO

E JUNTEM-SE A NÓS NA XBOX LIVE, PROCURANDO PELO CLUBE "JOGANDO PAPO PODCAST". ESTAMOS ABERTOS A TODOS QUE QUEIRAM JUNTAR-SE PARA JOGAR CONOSCO E OUTROS OUVINTES TAMBÉM.


A opinião de vocês é muito importante para que façamos um podcast cada vez melhor. Por isso, pedimos que comentem aqui mesmo neste tópico, em nosso site http://www.jogandopapo.com.br, ou, se preferirem, pelo Twitter, facebook,ou através do nosso email: [email protected].


Assine também o nosso Feed.


Ou assine diretamente na Itunes Store. Quem é assinante na Itunes Store, por favor, avalie o podcast por lá, dando estrelas de 1 a 5.
 

blimbou

Viciado
464
395
Belém, Pará
Mais uma vez, o jogando papo me salvando do tédio das viagens para o trabalho.
Com relação ao episódio, tenho que discordar completamente com o que o Hugo fala sobre XBox One SAD / Retrocompatibilidade, a alegação dele de que um console sem mídia de disco contraria a bandeira da retrocompatibilidade da MS. Qual parte do "All digital" ele não entendeu? Essa versão do console é apenas mais uma opção de mercado. Tem gente que NUNCA teve Xbox caixão e X360, esse jogador que só quer curtir também terá acesso a praticamente os mesmos jogos comprando digitalmente. Xbox One SAD não veio pra substituir ninguém, os caras falam como se fosse uma nova regra e que toda a fanbase da MS e seus discos de jogos antigos estão ameaçados, aí só pode tá de brincadeira.
Eu concordo que o preço do XOsad tá caro, mas vocês verão que em pouco tempo nos varejistas essa versão chegará a preços imbatíveis.
Com relação ao design do XOsad ser o mesmo do Slim, a MS escolheu o caminho mais barato para testar a reação do mercado, refazer o design gera custos , além de precisar de toda uma linha de montagem diferente. Com o XOsad é a mesma linha de montagem do slim.
Falando em Hugo, ele precisa jogar no X, já que ele é um entusiasta em se tratando de desempenho.
 

Saci

Heimdall dos Pampas
Moderador
10,001
12,812
Falando em Hugo, ele precisa jogar no X, já que ele é um entusiasta em se tratando de desempenho.
A mãozinha dele já coçou várias vezes pra comprar um X. Mas faz pouco tempo que ele pegou um PS4 Pro (passou essa geração no PC até então). Ele está por enquanto focando nos jogos que ele não tinha acesso antes. Mas não duvido que ele pegue um anaconda, dependendo das configurações/preço/situação de jogos.
 

blimbou

Viciado
464
395
Belém, Pará
Da forma como ele falou no episódio, pareceu que um jogador que tem 500 jogos de 360 em disco vai se dar mal por conta do XOsad. É necessário entender que é um console de nicho e que a pessoa que vai jogar só quer saber de digital, os jogos antigos também entram nesse balaio de mercado digital. Inclusive esse tipo de jogador é mais intere$$ante para a Microsoft, pois ele vai investir no jogo digital e não usando um disco antigo.
Parafraseando o agente duplo Don Mattrik "Se você quer jogar seus jogos antigos em mídia física, temos um produto que roda discos e ele se chama Xbox One S"
 

caddelin

Viciado
1,730
712
Curitiba
A opção sem disco é sem sentido para quem deseja a retrocompatibilidade. Mas suponho que quem queira retrocompatibilidade já adquiriu a versao do console com disco. Mas não acho que tenha muito sentido o lançamento do console já nesse final de geração. A não ser que a MS esteja mirando pessoas que só vão entrar NESSA geração por ocasião do começo da PROXIMA geração, e ai oferecer a versão mais barata possível do console. Vamos convir, contudo, que é um mercado BEM pequeno de pessoas que seriam atingidas nesse caso. A sensação que eu tenho é mais de um console "cobaia". Estão experimentando a temperatura da água para a próxima geração.
 
  • Curtir
Reações: hugomesmo

hugomesmo

Jogador
190
13
Fala, pessoal.

Mais opção é algo sempre bem-vindo. Porém eu só compraria um driveless se fosse substancialmente mais barato. Ou se fosse a única opção. Hoje, como expus, ainda vale a pena contar com a possibilidade de comprar mídia física ou digital, justamente porque o ecossistema não é ALL digital. Assim temos mais opções de ofertas, descontos, parcelamentos etc. E um console sem drive nos dá MENOS opções - e por enquanto, pelo mesmo preço, o que não faz o menor sentido.

Enfim, a opção tá aí pra quem quiser comprar. No entanto, nunca saberemos se vendeu bem ou não já que a MS não divulga números.

Lembrando que não tenho nenhum apego à mídia física, e ainda aposto em streaming. Apenas, no momento, é mais vantajoso possuir essa opção de consumo de mídia (física ou digital).

Quanto ao XonãoX, eu adoraria ter um, mas optei pelo lado negro por causa dos exclusivos da Sony. Como a MS mantém a retro, quem sabe na próxima gen eu vou de X. E sim, acho o PS4Pro decepcionante em termos de desempenho frente ao XonãoX, apesar de ser um ótimo vg.
 

DouglasFranchin

Jogador
2,365
1,600
Esse episódio do Jogando Papo só confirma o meu desencanto e desapego pelo formato "console"...
Já tem um tempo que minha concepção e entendimento sobre ter um ou mais consoles mudou em relação ao meu "eu mais novo" hehe.

Bom, antes de falar que essa brincadeira está saindo cada vez mais cara e custosa, eu levo em consideração que na verdade não existe nada caro pois, ou nós não temos dinheiro suficiente pra comprar, ou não enxergamos valor naquilo; ou as duas coisas.
No meu caso, eu passei a enxergar video game como uma coisa na qual eu não consigo mais enxergar valor. Não consigo mais pensar que o gasto envolvido nesse hobby vale a diversão que ele proporciona. Eu não consigo mais ver no quê mais a máquina pode me oferecer de diferente que faça o seu preço valer a pena. Hoje eu tenho preferido gastar esse dinheiro com outras coisas ou simplesmente não gastar. Então pra mim, o formato console se tornou caro, pois não vejo valor naquilo que é oferecido. Não acho que vale a pena pagar R$1600,00 em um console defasado e depois ter que pagar R$150,00 por jogo que vai me proporcionar uma diversão muito passageira, ainda mais pelo fato de saber da rápida desvalorização do aparelho a partir do momento que você tira ele da caixa e pluga na tomada.

Então eu comecei a pensar que, se a experiência vai ser rápida, é mais vantajoso eu pagar menos por aquilo. Por isso eu permaneci no PC, onde eu encontro jogos por um preço muito mais atrativo e com a mesma experiência e diversão que eu teria no console. E mesmo que o PC tenha sido muito mais caro que um console, o próprio PC se pagou em pouco tempo, coisa que nenhum console faria em nenhuma escala de tempo. E nessa equação de tempo x diversão x preço menor, pra saciar a minha ânsia por estórias legais e narrativas interessantes, eu tenho me satisfeito com livros, quadrinhos e com o meu próprio trabalho. Afinal, com o valor de um console, eu consigo ter acesso à muito mais conteúdo diverso, ou seja, pra mim aquele valor em reais passa a ter muito mais valor.
Também não consigo mais entender o motivo de se ter mais de um console, porque eu sei que um deles vai sempre ficar mais abandonado.

Outro fator que tem me afastado dos consoles, é que hoje em dia eu não tenho tido muito tempo pra jogar, e SE eu jogo, dificilmente é por 1h. Então aquele pensamento de "valor" bate ainda mais forte. Até porque, eu tenho preferido assistir filme, e mesmo assim eu ainda acado dormindo haha.

Embora ainda há muito o que ser provado com esses serviços de streaming, eu gosto da ideia de pagar menos pra jogar e não precisar comprar uma máquina. E aguardo ansioso para o GamePass chegar ao PC.

Pra finalizar, eu gosto muito de acompanhar as notícias sobre games, de ver análises gráficas e etc... as vezes bate aquela saudade em ter um console, quase comprei um naquelas idas ao shopping, mas a consciência sempre me alerta: "você fazia a mesma coisa com o PS3 e o X360, hoje você não se importa mais...amanhã vai ser o Xbox 2000 e o atual vai deixar de importar." Então minha única opção é não comprar :)
 

blimbou

Viciado
464
395
Belém, Pará
Se vai vender bem, só saberemos se a MS vier com novas versões de consoles disc less, se isso acontecer é pq a brincadeira rendeu.
Se não rendeu, eles retiram a ideia. Você insiste em tratar o console sem drive como se fosse a única opção e pronto, não é por aí cara você não é obrigado a comprar ele, apenas não é o aparelho que eventualmente te atenda, mas certamente vai ter gente que vai ser atendida e vai achar as mil maravilhas. O console em si é uma opção (dentre 3 que a MS oferece) para quem não tá nem aí pra disco. Eu sinceramente, se houvesse um console sem entrada de disco já no começo dessa gen fracassada lá em 2013, teria sido a minha escolha. De fato, o preço não tá nem um pouco atraente, mas não deixa de ser mais uma possibilidade de escolha.
 

grun

Novato
213
92
Há um ano abri esse tópico, perguntando se a galera preferia Digital ou Fisico: https://www.pxb.net.br/comunidade/index.php?threads/jogos-físicos-ou-digitais-qual-vocês-preferem.35411/

Por volta de 1 mês atrás, resolvi virar a chave e migrar 100% pro digital. Inclusive, anunciando tudo que tenho fisico (+/- 60 jogos). Na próxima gen, se vier uma opção, nem que seja 100 reais mais em conta de um console sem driver, eu pego.

Eu curtia ter as caixinhas, olhar pra elas e 'lembrar' da época marcada por aquele jogo, porem, isso começou a me trazer alguns problemas:

- Alguns jogos fisicos não estão chegando no BR para o Xbox
- Importar ficou caro (dolar + possibilidade de taxa + iof + R$15 de sequestro dos Correios)
- Demora pra entregar. Exemplo: RDR 2 comprei na pré-venda e levei mais de uma semana pós lançamento pra receber o jogo.
- Eu não trocava o jogo, acabava jogando sempre o que tinha na bandeija e ía me arrastando em mtos jogos, principalmente em RPGs que era o que mais curtia/jogava
- Perdia mto tempo olhando/acompanhando várias lojas vendo preço do jogo + frete

To bem tranquilo indo de digital:

- Acompanho apenas uma loja
- Em promoção os preços são bem okays
- Jogo games menores (indies) ou jogos B
- Jogo bem mais que um jogo ao msm tempo
- Pre load de algum lançamento que eu queira mto
- Instalação remota do jogo
- Não tenho preocupação com biblioteca 'separada', não me importa se o jogo foi comprado, GwG ou Games Pass... tá tudo na minha conta.

Ainda penso em comprar algum colecionavel de jogo que curta mto e manter uma coleção de alguns jogos pra portateis (Switch, 3DS, DS) pq vejo eles como atemporais (o console em algum momento vou me desfazer, portatil não)
 

Saci

Heimdall dos Pampas
Moderador
10,001
12,812
Há um ano abri esse tópico, perguntando se a galera preferia Digital ou Fisico: https://www.pxb.net.br/comunidade/index.php?threads/jogos-físicos-ou-digitais-qual-vocês-preferem.35411/

Por volta de 1 mês atrás, resolvi virar a chave e migrar 100% pro digital. Inclusive, anunciando tudo que tenho fisico (+/- 60 jogos). Na próxima gen, se vier uma opção, nem que seja 100 reais mais em conta de um console sem driver, eu pego.

Eu curtia ter as caixinhas, olhar pra elas e 'lembrar' da época marcada por aquele jogo, porem, isso começou a me trazer alguns problemas:

- Alguns jogos fisicos não estão chegando no BR para o Xbox
- Importar ficou caro (dolar + possibilidade de taxa + iof + R$15 de sequestro dos Correios)
- Demora pra entregar. Exemplo: RDR 2 comprei na pré-venda e levei mais de uma semana pós lançamento pra receber o jogo.
- Eu não trocava o jogo, acabava jogando sempre o que tinha na bandeija e ía me arrastando em mtos jogos, principalmente em RPGs que era o que mais curtia/jogava
- Perdia mto tempo olhando/acompanhando várias lojas vendo preço do jogo + frete

To bem tranquilo indo de digital:

- Acompanho apenas uma loja
- Em promoção os preços são bem okays
- Jogo games menores (indies) ou jogos B
- Jogo bem mais que um jogo ao msm tempo
- Pre load de algum lançamento que eu queira mto
- Instalação remota do jogo
- Não tenho preocupação com biblioteca 'separada', não me importa se o jogo foi comprado, GwG ou Games Pass... tá tudo na minha conta.

Ainda penso em comprar algum colecionavel de jogo que curta mto e manter uma coleção de alguns jogos pra portateis (Switch, 3DS, DS) pq vejo eles como atemporais (o console em algum momento vou me desfazer, portatil não)
Quando o streaming for uma realidade, ter o jogo em sua biblioteca digital fará toda a diferença.
Eu tenho várias mídias de 360, algumas doei para parentes, mas tenho a coleção ali, e um 360 fat com kinect, cujo leitor funciona meia boca. O fato é que não pretendo aumentar o espaço físico que ocupo com caixas de jogos, e como só investi em jogos físicos que eu queria muito, não rolava trocar (quando troquei, me arrependi - mas depois pude comprar a versão digital do jogo que me deu saudade).
No ONE, tenho apenas Disney Infinity 2 em mídia física, porque precisava do starter pack que vinha com a base para os brinquedos. Quando lançaram o 3 digital, não pensei duas vezes.
 
Última edição:
  • Curtir
Reações: grun

hugomesmo

Jogador
190
13
Você insiste em tratar o console sem drive como se fosse a única opção e pronto, não é por aí cara você não é obrigado a comprar ele, apenas não é o aparelho que eventualmente te atenda, mas certamente vai ter gente que vai ser atendida e vai achar as mil maravilhas.
Rapaz, agarrou implicância comigo mesmo rs.