Tópico Oficial Crackdown 3: não derrube granadas, derrube prédios

ronabs

Opa
Moderador
11,906
22,841
Porto Alegre
Ahhh sei lá... Fico feliz por quem gostou do jogo... Mas não concordo com este argumento "é um jogo focado na diversão"... Afinal... Não seria todo jogo focado nisto? Soh que cada um a sua maneira?
É um porto seguro porque só "diversão" enquanto opinião não tem como contra-argumentar, já que é extremamente subjetivo. Eu, por exemplo, me diverti jogando por causa das mecânicas de movimento/combate/plataforma, mas veja como a diversão foi consequência deses outros fatores e não a motivação em si.
 
  • Curtir
Reações: Ronan Barros

Rastaman BR

Novato
786
1,281
Não tinha a menor expectativa pra esse jogo, porque não é o tipo de jogo que gosto, mas me surpreendi positivamente.
O visual não achei ruim, a proposta do jogo é algo cartunesco mesmo, todo o jogo funciona como se fosse uma HQ de super herói.
O maior diferencial é ter uma jogatina sem compromisso, jogar somente por diversao mesmo. Até mesmo pegar os orbs é algo que gostei, o deslocamento de um local para outro tentando sempre ficar o mais alto possível, enfim, jogatina simples, casual e divertida.
Realmente não da pra entender as notas baixas atribuídas ao jogo. Mas os jogos da Microsoft sempre enfrentam esse problema, quando são lindos como Ryse, dizem que tem inimigos repetitivos, Hellblade não né? Quando a proposta do gráfico é cartunesco fazem críticas, mas Zelda foi criticado pelos gráficos? O cara que avalia tem toda a liberdade para achar isso dos jogos, mas é necessário manter coerência. Pra quem reclama de gráficos os jogos da Nintendo nenhum vai ser bom, porque nenhum deles se compara a um Red Dead por exemplo.
Enfim, o que importa é que o jogo me divertiu e não fui o único, porque tem muita gente da minha lista jogando e se estão jogando é porque curtiram o game.
 

freedowsRoO

Viciado
2,879
2,588
Rondonópolis - MT
Ahhh sei lá... Fico feliz por quem gostou do jogo... Mas não concordo com este argumento "é um jogo focado na diversão"... Afinal... Não seria todo jogo focado nisto? Soh que cada um a sua maneira?
Exato, por isso há gostos e gostos, eu estou gostando pra caramba do game, jogo descompromissado, simples, só pra chegar em casa pegar o controle e relaxar. Inclusive tuitei eu jogando um carro em um avião hoje hahaha.

O que acho bizarro é a galera na internet PUTA com o jogo e com quem gostou do jogo, chamando quem gostou do jogo de fanboy e retardado pq é impossível ter gostado desse jogo.



Comprei o RDR2 no lançamento e joguei 2 HORAS e está encostado aqui, simplesmente não fiquei pilhado para jogar. Crackdown 3 eu não vejo a hora de zerar e pular para testar o MP. O jogo é ruim por causa do disso? Claro que não, sei que RDR2 é um puta jogo e pretendo voltar para terminar, só não prendeu naquele momento. Outra coisa que vejo é o cara que claramente não gosta do estilo de CD3 e caga no jogo, é a mesma coisa de eu comprar um jogo de corrida sendo que não gosto de jogo de corrida, ai o cara vai e fica culpando o jogo pq o jogo não prendeu ele, é até revoltante isso. rsrsrs
 

Rastaman BR

Novato
786
1,281
É um porto seguro porque só "diversão" enquanto opinião não tem como contra-argumentar, já que é extremamente subjetivo. Eu, por exemplo, me diverti jogando por causa das mecânicas de movimento/combate/plataforma, mas veja como a diversão foi consequência deses outros fatores e não a motivação em si.
Qualquer avaliação de jogo é sempre subjetivo, assim como filme, música, etc.
 

ronabs

Opa
Moderador
11,906
22,841
Porto Alegre
Qualquer avaliação de jogo é sempre subjetivo, assim como filme, música, etc.
É um misto, né. Tem critérios que dá pra avaliar de maneira mais objetiva, como variedade de missões, qualidade gráfica/sonora. Agora, o quão isso cai no gosto de cada pessoa entra no subjetivo: eu vi bastante gente ficando vidrada e jogando de cabo a rabo por se divertir no processo (eu, inclusive), ao mesmo tempo em que outra grande parte largou o jogo nas primeiras horas quando percebeu o loop de destruir base/matar chefe/destruir base/matar chefe. Duas percepções bem distintas do mesmo objeto, que é a estrutura de missões que o jogo oferece.
 

Rastaman BR

Novato
786
1,281
É um misto, né. Tem critérios que dá pra avaliar de maneira mais objetiva, como variedade de missões, qualidade gráfica/sonora. Agora, o quão isso cai no gosto de cada pessoa entra no subjetivo: eu vi bastante gente ficando vidrada e jogando de cabo a rabo por se divertir no processo (eu, inclusive), ao mesmo tempo em que outra grande parte largou o jogo nas primeiras horas quando percebeu o loop de destruir base/matar chefe/destruir base/matar chefe. Duas percepções bem distintas do mesmo objeto, que é a estrutura de missões que o jogo oferece.
Mas gráficos por exemplo, qual seria a maneira objetiva? O que há de mais avançado tecnicamente? Ok, pode ser um critério, então vamos colocar Red Dead como um parâmetro, mas daí como fica nesse quesito um Zelda por exemplo ou qualquer outro jogo que o foco não seja gráficos de ponta ultra realistas? Eu acho bastante complicado, porque daí pra um jogo vai valer e pra outro não.
Mas enfim, o tópico nem trata disso, até poderíamos ampliar a conversa um tópico sobre os critérios de avaliação e se de fato existem critérios objetivos.
 

jairopicanco

Viciado
4,519
8,900
Manaus
Ahhh sei lá... Fico feliz por quem gostou do jogo... Mas não concordo com este argumento "é um jogo focado na diversão"... Afinal... Não seria todo jogo focado nisto? Soh que cada um a sua maneira?
Eu acho mais apropriado o termo 'diversão' dar lugar a "entretenimento", mais abrangente. Aí sim, cada jogo entretém à sua maneira.

No entanto, a leitura que faço de quem fala "focado na diversão", é que o jogo oferece vários elementos que remetem aos jogos de aventura mais antigos, com jogabilidade mais vertical e direta. Tanto que se formos olhar direitinho pra Crackdown 3, ele abdica de vários recursos presentes nos jogos de mundo aberto atuais, como interação com Npcs, storytelling massivo, cinemáticas in engine, missões principais/secundárias mais elaboradas (e por vezes burocráticas), enfim, pra focar nesse Playground sand box ao qual me referi.

Por exemplo, um game como Hellblade foca numa experiência audiovisual imersiva, potencializada com headphones. Já Crackdown 3 tem uma abordagem completamente diferente, que é fazer do mundo Sand Box um playground de destruição, com elementos de plataforma.
Não tem público para jogos como Hellblade? Obviamente tem público pra jogos como Crackdown também.
Sei que um foi vendido como AA e outro AAA, com contexto de lançamento distintos, mas o objeto da minha conversa é a proposta e característica de cada jogo. Citei Hellblade por ser um exemplo mais recente na mente, mas eu poderia citar outro com foco em história.

O Crackdown 3 pra mim está sendo mais um daqueles casos onde a experiência em si é maior do que a soma de suas partes.
Uma pena que o hype gerado pela própria Microsoft lá atrás, somado a um anúncio precipitado, colocou um fardo maior do que o jogo poderia de fato carregar.
 
Última edição:

Goleiro

Viciado
443
421
Eu terminei o jogo no sábado (no modo normal) e achei ele bem divertido. No domingo eu finalizei ele no modo super agente. Hoje eu começo a jogar no modo lendário. Curti bastante o jogo. Não entendo esse ódio todo pelo jogo.
Sei que minha opinião vai ser confundida com "ismo", mas assim, como a maioria absoluta dos jogos exclusivos da M$, é um jogo sem história, diálogos fraquíssimos, um gameplay repetitivo ao extremo, gráficos que beiram o ridículo, isso porque estou jogando em um xonex. A animação, quando comecei matando os primeiros inimigos, parecia de jogo de celular. A M$ faz um grande trabalho com serviços e retrocompatibilidade, sei que isso gerará frutos para o futuro, mas eu jogo consoles Xbox desde 2005, e é inaceitável pra mim ter um jogo desse nível como é crackdown 3 em 2019. Eu que me acostumei com exclusivos fodas como Gears, Halo (qdo eram muito melhores e relevantes) e versões definitivas de Mass Effect, Bioshock. Esse crackdownn foi outro água fria. Esse era esperado, mas tá muito ruim. É muito difícil defender.
 

Ronan Barros

Novato
846
961
Não tem público para jogos como Hellblade?
Sim, e foi exatamente isto que eu quis levantar... Do modo que muitos colocaram parece até que não há diversão nos outros jogos!! Rsrsrs... Mas acho apenas que cada um diverte a sua maneira. No caso do Crackdown, repito, fico feliz por quem gostou... Mas infelizmente não é pra mim. Isto não diminuem ou valida o gosto de ninguém... Apenas são diferentes.
 

Ronan Barros

Novato
846
961
Sei que minha opinião vai ser confundida com "ismo", mas assim, como a maioria absoluta dos jogos exclusivos da M$, é um jogo sem história, diálogos fraquíssimos, um gameplay repetitivo ao extremo, gráficos que beiram o ridículo, isso porque estou jogando em um xonex. A animação, quando comecei matando os primeiros inimigos, parecia de jogo de celular. A M$ faz um grande trabalho com serviços e retrocompatibilidade, sei que isso gerará frutos para o futuro, mas eu jogo consoles Xbox desde 2005, e é inaceitável pra mim ter um jogo desse nível como é crackdown 3 em 2019. Eu que me acostumei com exclusivos fodas como Gears, Halo (qdo eram muito melhores e relevantes) e versões definitivas de Mass Effect, Bioshock. Esse crackdownn foi outro água fria. Esse era esperado, mas tá muito ruim. É muito difícil defender.
Eh como um pessoal já colocou aqui a algum tempo... Não é problema ela ofertar jogos como este. Ok tudo bem. O problema é ela não ofertar nada além. Infelizmente estes últimos anos a Microsoft ficou devendo jogos mais elaborados. O que não significa que ela ficou parada. Na verdade acho que ela gastou este tempo para "arrumar a casa"... Convenhamos... Com as features que possuímos aliadas a jogos triplo A... Teremos provavelmente o melhor produto do mercado voltado para games.
 

Nightwolf

Viciado
3,338
3,085
Sei que minha opinião vai ser confundida com "ismo", mas assim, como a maioria absoluta dos jogos exclusivos da M$, é um jogo sem história, diálogos fraquíssimos, um gameplay repetitivo ao extremo, gráficos que beiram o ridículo, isso porque estou jogando em um xonex. A animação, quando comecei matando os primeiros inimigos, parecia de jogo de celular. A M$ faz um grande trabalho com serviços e retrocompatibilidade, sei que isso gerará frutos para o futuro, mas eu jogo consoles Xbox desde 2005, e é inaceitável pra mim ter um jogo desse nível como é crackdown 3 em 2019. Eu que me acostumei com exclusivos fodas como Gears, Halo (qdo eram muito melhores e relevantes) e versões definitivas de Mass Effect, Bioshock. Esse crackdownn foi outro água fria. Esse era esperado, mas tá muito ruim. É muito difícil defender.
Eu entendo o que você está dizendo, mas como um cara que gostava do Kinect, enquanto a maioria queria ver queimar, eu vejo claramente que esse jogo tem o foco em um público mais casual. Me sinto como público alvo dele, pelo menos.

Tem um público que quer só sentar e se divertir sem ter que acompanhar uma história complexa, se preocupar em decorar a paisagem pra descobrir onde está enterrado o mapa do tesouro, ou em combinar itens especiais pra obter uma porção rara, ou saber a melhor forma de desbloquear habilidades em uma arvore imensa. Não vejo o resultado como falta de competência, apenas essa nunca foi a intenção original. Obviamente que com um foco mais casual, não vai atrair os jogadores mais hardcore e por ser um exclusivo vai ser cobrado por aquilo que ele nunca pretendeu ser. Mas é um bom jogo super bem produzido. Amadores não fazem jogos nessa qualidade técnica.

Não acho que seja ismo criticar, mas quem critica precisa ver que também não é ismo defender. Eu tenho vários jogos de peso no meu Backlog (MGSV, Destiny2, Hitman, The Wither 3, etc) mas estou aqui jogando Crackdown. Pra esses outros preciso me preparar, tem que se dedicar. Crackdown é só sentar e curtir. Isso que o pessoal fala que é um jogo focado na diversão.
 
Última edição:

ronabs

Opa
Moderador
11,906
22,841
Porto Alegre
Cheguei nos 500 orbs. Maluco, é um caminho longo pra 750 hein, quem pegar tudo incluindo os outros 250 escondidos é guerreiro mesmo.
Pelo menos, completei as corridas no telhado com tudo ouro hoje.
 

Spunck

Casual
41
25
São Paulo
Sei que minha opinião vai ser confundida com "ismo", mas assim, como a maioria absoluta dos jogos exclusivos da M$, é um jogo sem história, diálogos fraquíssimos, um gameplay repetitivo ao extremo, gráficos que beiram o ridículo, isso porque estou jogando em um xonex. A animação, quando comecei matando os primeiros inimigos, parecia de jogo de celular. A M$ faz um grande trabalho com serviços e retrocompatibilidade, sei que isso gerará frutos para o futuro, mas eu jogo consoles Xbox desde 2005, e é inaceitável pra mim ter um jogo desse nível como é crackdown 3 em 2019. Eu que me acostumei com exclusivos fodas como Gears, Halo (qdo eram muito melhores e relevantes) e versões definitivas de Mass Effect, Bioshock. Esse crackdownn foi outro água fria. Esse era esperado, mas tá muito ruim. É muito difícil defender.
Eu estou com cerca de 2h no modo história, eu não sei se é porque eu terminei muitos jogos bons nos últimos meses mas o crackdown 3 não está me descendo, assim como você eu achei os gráficos péssimos, a jogabilidade parece jogo feito na base de duas gerações atrás, sobre ser repetitivo é normal em todos os jogos de mundo aberto, eu vou terminar o modo campanha dele já que estou enrolando até a saída do dmc5, mas realmente no meu gosto o jogo mereceu as notas que levou, que venha o gears 5 esse ano, esse com certeza será excelente.
 

jairopicanco

Viciado
4,519
8,900
Manaus
Cheguei nos 500 orbs. Maluco, é um caminho longo pra 750 hein, quem pegar tudo incluindo os outros 250 escondidos é guerreiro mesmo.
Pelo menos, completei as corridas no telhado com tudo ouro hoje.
Até agora fiz 76% desses 500 Orbs, e ainda não 'limpei' o mapa...
Imagino que esses 500 eu pegue naturalmente, fazendo as missões mas de olho no cenário. Eu espero que ao zerar o jogo, pelo menos desbloqueie indicações no mapa desses Orbs, senão vou deixar pra lá.
 
  • Curtir
Reações: Péricles Freitas

ronabs

Opa
Moderador
11,906
22,841
Porto Alegre
Até agora fiz 76% desses 500 Orbs, e ainda não 'limpei' o mapa...
Imagino que esses 500 eu pegue naturalmente, fazendo as missões mas de olho no cenário. Eu espero que ao zerar o jogo, pelo menos desbloqueie indicações no mapa desses Orbs, senão vou deixar pra lá.
Eu cheguei nessa marca sem procurar só por eles, viajando pelo mapa e dando uma olhada da pra localizar um monte - claro que, pra pegar tudo, tem que ser bem mais atencioso. Mas não desbloqueou nenhuma indicação de localização deles depois de terminar (fechei na dificuldade abaixo do lendário).
 

Nightwolf

Viciado
3,338
3,085
Eu cheguei nessa marca sem procurar só por eles, viajando pelo mapa e dando uma olhada da pra localizar um monte - claro que, pra pegar tudo, tem que ser bem mais atencioso. Mas não desbloqueou nenhuma indicação de localização deles depois de terminar (fechei na dificuldade abaixo do lendário).
Até agora fiz 76% desses 500 Orbs, e ainda não 'limpei' o mapa...
Imagino que esses 500 eu pegue naturalmente, fazendo as missões mas de olho no cenário. Eu espero que ao zerar o jogo, pelo menos desbloqueie indicações no mapa desses Orbs, senão vou deixar pra lá.
A pior parte é que eles não ficam visíveis de muito longe. Tem que se aproximar da região para que eles entrem no seu "campo de visao". Deve dar um trabalhinho achar todos.

E esses escondidos são bem escondidos mesmo. Dei uma geralzona naquela área inicial que tem só 3 escondidos e é uma área pequena... só achei 1. :sweat:
 

Goleiro

Viciado
443
421
Eh como um pessoal já colocou aqui a algum tempo... Não é problema ela ofertar jogos como este. Ok tudo bem. O problema é ela não ofertar nada além. Infelizmente estes últimos anos a Microsoft ficou devendo jogos mais elaborados. O que não significa que ela ficou parada. Na verdade acho que ela gastou este tempo para "arrumar a casa"... Convenhamos... Com as features que possuímos aliadas a jogos triplo A... Teremos provavelmente o melhor produto do mercado voltado para games.
Assim espero, Ronan. Pior que acho que a M$ voltar a fazer coisas boas é muito mais fácil do que a concorrência criar ou expandir os serviços dela. Eu fico puto mesmo pq a M$ tem o melhor console, melhor rede, melhores serviços, retro, valores muito mais acessíveis e etc., mas quando essa geração passar, todos os jogos memoráveis que joguei, terei jogado na concorrência. É de fuder vc pegar um jogo exclusivo, feito já com o xonex em mente e ver aquela porcaria de animação de celular antigo. Alguém falou em gráficos... tu pega Infamous, que é no máximo bom, jogo de lançamento de PS4, e os gráficos chutam a bunda de crackdown 3 e com força. Não precisa de RDR2. Jogo não é só gráfico, mas todo o resto é igualmente ruim.
 

TiagoCruz85

Jogador
242
139
Camaçari, BA
Assim espero, Ronan. Pior que acho que a M$ voltar a fazer coisas boas é muito mais fácil do que a concorrência criar ou expandir os serviços dela. Eu fico puto mesmo pq a M$ tem o melhor console, melhor rede, melhores serviços, retro, valores muito mais acessíveis e etc., mas quando essa geração passar, todos os jogos memoráveis que joguei, terei jogado na concorrência. É de fuder vc pegar um jogo exclusivo, feito já com o xonex em mente e ver aquela porcaria de animação de celular antigo. Alguém falou em gráficos... tu pega Infamous, que é no máximo bom, jogo de lançamento de PS4, e os gráficos chutam a bunda de crackdown 3 e com força. Não precisa de RDR2. Jogo não é só gráfico, mas todo o resto é igualmente ruim.
Eu entendo a sua frustração. Mas o crackdown tem esse gráfico simples desde sua apresentação na E3 de 2014. Até a CG apresentada naquela E3 tinha a mesma característica do que foi apresentado no produto final em termos de gráficos. Esse jogo não é do tipo de carrega um console nas costas (como um Halo por exemplo). Ele é um tipo de jogo que complementa uma line up, assim como o gravity rush 2, yakusa, nioh, nier e outros jogos. O detalhe é que todos esses jogos citados foram vendidos com o preço cheio e nenhum deles (incluindo o crackdown) vale R$ 200,00. Pra mim nem o Zelda vale R$200,00.
E sinceramente, quem vem acompanhando os trailers e gameplay do crackdown já tinha uma noção do que seria lançado. Então decepcionar-se com algo que já aparenta ser simples (ou ruim) antes do lançamento é meio estranho. Às vezes parece até que o pessoal tá forçando a barra pra fazer o jogo parecer pior do que ele realmente é.

De qualquer forma temos que cobrar novos exclusivos de peso da microsoft por parte desses novos estúdios, pois desde 2017 temos recebido apenas um AAA por ano, o que é muito pouco.
- 2017: Forza Motorsport 7
- 2018: Forza Horizon 4
- 2019: Gear 5 (provavelmente).