Phil Spencer obteve êxito em sua viagem ao Japão por jogos para Xbox One e Scorpio

Status
Este tópico está fechado para novas postagens.

Rafael Marques

Viciado
784
1,624
São Paulo
O calcanhar de Aquiles da Microsoft durante esta geração tem sido Japão. A Microsoft não tem conseguido conquistar a indústria japonesa por ser muito “americanizada“. Como resultado, a possibilidade de perder estúdios para este público.

Portanto, para tentar resolver essa questão, Phil Spencer, chefe da divisão de games e Xbox, foi até o território japonês para falar com vários estúdios no país e parece, ou pelo menos ele disse, a viagem foi produtiva.

Spencer respondeu essa questão para um de seus seguidores do Twitter, mas não revelou quais acordos foram feitos. Ele também disse que por lá estão os desenvolvedores estão muito interessados no Project Scorpio, e que vai trazer novos jogos para os fãs desses gêneros.

Como já dissemos muitas vezes, a E3 2017 promete muito. Quem sabe podemos ver Lost Odyssey 2 ou Cry On? Sonhar não custa nada.

Fonte: Windows Club
 

JricardoCRF

Colaborador
1,203
560
Rio de janeiro
Gostaria que essa afirmação tivesse vindo dos próprios estúdios japoneses, e não do Phil, mas espero que seja verdade. O 360 tinha um bom destaque nos JRPGs.

Lost Oddysey (Exclusivo)
Blue Dragon (Exclusivo)
Tales of Vesperia (Tinha p/ PS3 mas só ficou no japão)
Eternal Sonata (Saiu um ano antes no 360)
Star Ocean Last Hope (Saiu um ano antes no 360)
Resonance of Fate (Multi)
Magna Carta 2 (Exclusivo)
Enchanted Arms (Saiu um ano antes no 360)
Infinite Undiscovery (Exclusivo)
The Last Remnant (Multi)
Final Fantasy (Multi)

Já no Xone não tem nada disso. Se o Phil quiser realmente entrar no mercado oriental, realmente vai ter que começar a apresentar algo mais direcionado ao público de lá. Nem que a Microsoft banque a produção toda. Seja lá o que ele falou com os japas, torço p/ que tenha dado certo. Espero que tenha grandes surpresas!
 

mad2035

Casual
1,690
891
Infelizmente as noticias do One até a E3 se resume a comentar qualquer vírgula do twitter do tio Phil.

Nem rumores "vazados" sobre algo estão tendo mais...

M $: "Show me the Money"

Enviado do meu SM-G610M usando o app mobile do PXB!
 

Final

Viciado
4,745
3,488
brasil
Êxito é uma palavra muito forte pra isso, MS tem que largar os JRPG e montar um estúdio próprio para criar RPGs ocidentais novamente.


Saiu uma bomba: Phil Spencer levantou 50 quilos no supino e disse que fazia com mais se pudesse.

Enviado do meu SM-G316M usando o app mobile do PXB!
 

Edu Barros

Viciado
PXB Gold
5,249
6,764
Ribeirão Preto
Gostaria que essa afirmação tivesse vindo dos próprios estúdios japoneses, e não do Phil, mas espero que seja verdade. O 360 tinha um bom destaque nos JRPGs.

Lost Oddysey (Exclusivo)
Blue Dragon (Exclusivo)
Tales of Vesperia (Tinha p/ PS3 mas só ficou no japão)
Eternal Sonata (Saiu um ano antes no 360)
Star Ocean Last Hope (Saiu um ano antes no 360)
Resonance of Fate (Multi)
Magna Carta 2 (Exclusivo)
Enchanted Arms (Saiu um ano antes no 360)
Infinite Undiscovery (Exclusivo)
The Last Remnant (Multi)
Final Fantasy (Multi)

Já no Xone não tem nada disso. Se o Phil quiser realmente entrar no mercado oriental, realmente vai ter que começar a apresentar algo mais direcionado ao público de lá. Nem que a Microsoft banque a produção toda. Seja lá o que ele falou com os japas, torço p/ que tenha dado certo. Espero que tenha grandes surpresas!
Acho que a Microsoft nem tem interesse em entrar no mercado oriental, ela só quer diversificar o conteúdo da plataforma mesmo.
 
3,401
1,938
Não acho que sai muita coisa saí não. No máximo deve rolar algum lançamento multiplataforma que o Xbox One estava de fora, como foi o caso do NIER, isso é, se não tiver rolado climão entre as empresas.

Quando o X360 teve exclusivos japoneses, era um tempo que o X360 estava em pleno crescimento, desbancando pela primeira vez o Playstation e apostando suas fichas em ser o maior console da geração, mas todo mundo sabe que a MS no Japão nunca deu certo, apesar da MS tentar e investir bastante até.

Exclusivos japoneses no Xbox hoje em dia? Sendo sincero, isso é bom negócio para alguém? A MS vai ter que bancar o jogo e ele vai vender pouco. A MS gasta dinheiro e o estúdio japonês tem mais um jogo esquecido que acaba virando de culto. O pessoal mesmo cita Lost Odyssey e Blue Dragon, mas lembro de matérias que esses jogos nunca chegaram nem no 1 mi de vendas, e isso que a base instalada do X360 era bem grande nessa época. Bem maior que a do PS3. Quando estes jogos saíram, o PS3 era uma plataforma bem impopular.

Eu entendo que tem uma galera aqui que gosta de jogos japoneses, mas seria interessante aceitar que o Xbox não é um console pra este público e nunca vai ser. É uma minoria de donos de Xbox no ocidente que se importam com estes jogos. Brasil e Europa talvez, mas nos EUA onde está a força do console, poucos ligam. Hoje a maioria dos multiplataformas vendem quase o dobro no PS4, mas quando se trata de jogos japoneses, essa diferença salta pra muito mais. E no Japão, ninguém compra Xbox. Ainda mais em tempos de PS4 dominando sozinho e a chegada de um novo console da Nintendo.
 

Victal

Viciado
11,040
9,725
É como comentei em outros tópicos. MS não precisa e nunca vai vencer no Japão, por diversos motivos.
Mas ela pode, se realmente de$ejar, tornar-se ao menos relevante de novo, como na época do Xbox 360.

Hoje em dia tem acontecido o lançamento de vários jogos japoneses no PC, coisa que antes não acontecia.
Séries como Disgaea, Tales, Nier, entre outras chegam no PS4 e PC.

A MS poderia ao menos conseguir que esses jogos que já têm versão pra PC fossem portados para Xbox One.
Até onde sei, não é tão complexa.

Exclusivos de peso, maior penetração no mercado e etc são coisas para um segundo momento, se esse momento chegar.
 
3,401
1,938
É como comentei em outros tópicos. MS não precisa e nunca vai vencer no Japão, por diversos motivos.
Mas ela pode, se realmente de$ejar, tornar-se ao menos relevante de novo, como na época do Xbox 360.

Hoje em dia tem acontecido o lançamento de vários jogos japoneses no PC, coisa que antes não acontecia.
Séries como Disgaea, Tales, Nier, entre outras chegam no PS4 e PC.

A MS poderia ao menos conseguir que esses jogos que já têm versão pra PC fossem portados para Xbox One.
Até onde sei, não é tão complexa.

Exclusivos de peso, maior penetração no mercado e etc são coisas para um segundo momento, se esse momento chegar.
Eu li uma matéria esses dias, que diziam que essas versões PC geralmente são ports da versão PS4, sem uso significativo do hardware e em geral mal otimizadas. É mais fácil e barato portar versões dos consoles pra PC do que entre plataformas. Ao que dizia, seria necessário uma equipe trabalhando em cada plataforma e de acordo com suas limitações. Como no PC este problema é menor, eles se focam em uma versão e portam ela com ajustes.

É mais ou menos o que houve com NIER automata. Os japas nem se preocupam em portar uma versão Top Master Race, geralmente só tentam fazer uma grana extra em um produto pronto.

Por isso os master race tem um pouco de raiva dos devs japas. Tem jogo que roda bem no console e tem problemas de frame inexplicáveis no PC. A versão de Dark Souls Prepare to die que o diga. rs
 
  • Curtir
Reações: Edu Barros e Victal

JD Belmonte

Jogador
69
62
Salvador
Não acho bacana rotular a fanbase desta forma. É claro que a cultura de Halo e Gears ao longo das gerações nos acostumaram mal, mas acredito que o público da Microsoft seja bastante diversificado. Eu mesmo fui criado no nicho de jrpgs, principalmente, na nostálgica época do Super Nintendo e PS1. Clássicos como Xenogears, Chrono Trigger, Chrono Cross, os FF (até o IX), Breath of Fire entre tantos os outros eram os prioritários em minhas jogatinas. Optei pela Microsoft na sétima geração, muito por causa do suporte e da política de valorização do gamer BR. Ainda bem que no processo veio obras-primas como Blue Dragon e Lost Odyssey.
 

felipevasco31

Viciado
1,961
2,162
Rio de janeiro
Ainda acho superestimado demais a questão dos games japoneses, não por conta da indústria japonesa em si, mas, por não considerar o maior problema do Xbox a falta de games nipônicos.
É na incerteza sobre o desenvolvimento de jogos onde o Xbox mais deixa a desejar, sejam eles orientais ou ocidentais.
Microsoft errou lá atrás quando deixou de investir em studios internos, hoje se qualquer projeto paralelo a tríade der errado é um Deus nos acuda, pois o Xbox não possuí uma boa base de IPs para segurar as pontas; nesse ponto os usuários de PS4 ficam mais tranquilos pois sabem que mais cedo ou mais tarde alguma coisa boa aparecerá.
 
Última edição:

JBFM

Viciado
2,402
2,282
Eu queria mais jogos JRPGs / RPGs no one, se possível uns 02 excelentes exclusivos, mas espero que a Microsoft corra atras de criar um estudio para esse tipo de jogos.

Sobre o fato de não existirem nem rumores sobre os novos jogos /Novas IPs da E3 EU acho excelente! Ano passado muitos reclamaram justamente pelo fato da maioria dos jogos já serem de conhecimento dos jogadores.

Na torcida que consigam manter em segredo e que tenham excelentes jogos para anunciar. Mas duvido que até lá não vazem 02, 03 jogos pelo menos.
 
Última edição:
Status
Este tópico está fechado para novas postagens.