Tópico Oficial Estúdios First Party e Parcerias do Xbox Game Studios

Tensor Plissken

Viciado
189
278
Brasil
É por isso que eu bato na tecla que, durante esses últimos 4 anos, que não tivemos nenhum anúncio de novas IPs AAA vindo da Microsoft, ela deve ter firmado parceria com thirds pra produzir algo, ao menos 1 jogo AAA, pra ser mostrado agora além dos já certos. Não acho que será só o jogo da Ninja Theory, que nem foi a Microsoft que produziu, caiu no colo dela, e o suposto novo jogo da Rare.... ao menos é para o que eu torço.
Pode ser. Eu adorei a E3 passada que falava claramente: "escutamos as suas reclamações e estamos trabalhando nisso". Legal, eu espero. Mas agora que tiveram 1 ano desde as aquisições me mostrem um pouquinho, só o rabinho do que tão planejando.

Mas claro, se eles tiverem essas parcerias com outros estúdios, já serve também. Eu só acho que deveria ter uma crescente em relação do que já foi:

E3 2018 - Compramos tudo isso e vamos fazer coisas muito legais. No futuro.
E3 2019 - Estamos trabalhando nessas coisas: tal, tal e tal. Apenas um teaser, apenas uma ideia, agora fiquem especulando e debatendo enlouquecidamente.
E3 2020 - Gameplays maduros e a ideia clara. Com estreias possivelmente pra 2021. Algumas pra 2022? Beleza, acontece.

Esse tipo de coisa me deixaria muito no hype. Mostrarem 1 ou 2 jogos novo me traria apenas desconfiança.
 
  • Curtir
Reações: 2JLR

Tensor Plissken

Viciado
189
278
Brasil
Sabe qual o problema disso? E a Microsoft já explicou isso, que se depois cada cena desses 30s não se transformarem em um jogo, vai ter milhares de pessoas choramingando na internet acusando a Microsoft que ela está impedindo seus estúdios de trabalharem, que está cancelando jogos e que blá blá blá... Prefiro ficar sem teaser "alma" a ter que ouvir essas reclamações depois.

Infinitamente melhor só mostrar algo quando tiver algo para ser mostrado.
Ok, entendo. Mas não importa o que façam, alguns vão ficar descontentes. Se mostrar pouco e depois não tiver a cena em questão (o que honestamente acho normal, o primeiro teaser de Halo Guardians não tem nada a ver com o resultado final) é do jogo. Desenvolvimento de jogos (ou de filmes, séries, o que seja) tem dessas. Há o momento de polir e tirar excessos. Daí o que te servia 3 ou 4 anos antes pode deixar de servir lá na frente.

Mas assim como tu pode ter quem reclame quando o jogo estiver pronto, também vão encontrar reclamações imediatas caso não atinjam as expectativas que ESSA E3 ta criando.

Não vai ter Sony! Isso é inédito, sem precedentes. É a chance pra fazer aquela E3 gloriosa que vai ser lembrada sempre, e sem qualquer chance de rebate. Daí 3 ou 4 anos depois o sujeito joga e não encontra a cena? Se o jogo for realmente bom ele vai reclamar um pouco mas logo o assunto vai dissipar. Agora uma E3 que venda de forma completa o que a Microsoft planeja a médio/longo prazo, isso pode ser um game changing.

É como eu penso pelo menos.
 

jairopicanco

Viciado
4,487
8,818
Manaus
Ok, entendo. Mas não importa o que façam, alguns vão ficar descontentes. Se mostrar pouco e depois não tiver a cena em questão (o que honestamente acho normal, o primeiro teaser de Halo Guardians não tem nada a ver com o resultado final) é do jogo. Desenvolvimento de jogos (ou de filmes, séries, o que seja) tem dessas. Há o momento de polir e tirar excessos. Daí o que te servia 3 ou 4 anos antes pode deixar de servir lá na frente.

Mas assim como tu pode ter quem reclame quando o jogo estiver pronto, também vão encontrar reclamações imediatas caso não atinjam as expectativas que ESSA E3 ta criando.

Não vai ter Sony! Isso é inédito, sem precedentes. É a chance pra fazer aquela E3 gloriosa que vai ser lembrada sempre, e sem qualquer chance de rebate. Daí 3 ou 4 anos depois o sujeito joga e não encontra a cena? Se o jogo for realmente bom ele vai reclamar um pouco mas logo o assunto vai dissipar. Agora uma E3 que venda de forma completa o que a Microsoft planeja a médio/longo prazo, isso pode ser um game changing.

É como eu penso pelo menos.
Tendo em conta tudo que ocorreu com o Xbox nesse ciclo do One, a M$ ficou bem 'escaldada', digamos assim. Voltar com o mesmo modelo que claramente trouxe muitos danos à marca, não me parece ser uma jogada interessante, nem para os fãs tampouco para a empresa.
Diria que ela pode 'fazer o fã sonhar' nessa E3, mas dentro de algo que seja sustentável a médio/longo prazo, e não num saco vazio.

Eu pessoalmente não ficaria nada contente em saber que aquele trailer galático que foi mostrado na E3 não passou de blefe midiático apenas pra fazer barulho na ocasião, ao invés de algo que realmente faça sentido, que traga confiança, e como sabemos, confiança é um ativo comercial importantíssimo em qualquer seguimento.
 

freedowsRoO

Novato
2,786
2,479
Rondonópolis - MT
Sabe qual o problema disso? E a Microsoft já explicou isso, que se depois cada cena desses 30s não se transformarem em um jogo, vai ter milhares de pessoas choramingando na internet acusando a Microsoft que ela está impedindo seus estúdios de trabalharem, que está cancelando jogos e que blá blá blá... Prefiro ficar sem teaser "alma" a ter que ouvir essas reclamações depois.

Infinitamente melhor só mostrar algo quando tiver algo para ser mostrado.
Exato, a MS só se lascou com esse negócio de mostrar coisas antecipadas demais, cancelaram Scalebound e Fable e só não cancelaram o Crackdown 3 para não manchar mais a marcar.
 

freedowsRoO

Novato
2,786
2,479
Rondonópolis - MT
Sabe qual o problema disso? E a Microsoft já explicou isso, que se depois cada cena desses 30s não se transformarem em um jogo, vai ter milhares de pessoas choramingando na internet acusando a Microsoft que ela está impedindo seus estúdios de trabalharem, que está cancelando jogos e que blá blá blá... Prefiro ficar sem teaser "alma" a ter que ouvir essas reclamações depois.

Infinitamente melhor só mostrar algo quando tiver algo para ser mostrado.
Tendo em conta tudo que ocorreu com o Xbox nesse ciclo do One, a M$ ficou bem 'escaldada', digamos assim. Voltar com o mesmo modelo que claramente trouxe muitos danos à marca, não me parece ser uma jogada interessante, nem para os fãs tampouco para a empresa.
Diria que ela pode 'fazer o fã sonhar' nessa E3, mas dentro de algo que seja sustentável a médio/longo prazo, e não num saco vazio.

Eu pessoalmente não ficaria nada contente em saber que aquele trailer galático que foi mostrado na E3 não passou de blefe midiático apenas pra fazer barulho na ocasião, ao invés de algo que realmente faça sentido, que traga confiança, e como sabemos, confiança é um ativo comercial importantíssimo em qualquer seguimento.
Exato, a MS só se lascou com esse negócio de mostrar coisas antecipadas demais, cancelaram Scalebound e Fable e só não cancelaram o Crackdown 3 para não manchar mais a marcar.
 

Tensor Plissken

Viciado
189
278
Brasil
Tendo em conta tudo que ocorreu com o Xbox nesse ciclo do One, a M$ ficou bem 'escaldada', digamos assim. Voltar com o mesmo modelo que claramente trouxe muitos danos à marca, não me parece ser uma jogada interessante, nem para os fãs tampouco para a empresa.
Diria que ela pode 'fazer o fã sonhar' nessa E3, mas dentro de algo que seja sustentável a médio/longo prazo, e não num saco vazio.

Eu pessoalmente não ficaria nada contente em saber que aquele trailer galático que foi mostrado na E3 não passou de blefe midiático apenas pra fazer barulho na ocasião, ao invés de algo que realmente faça sentido, que traga confiança, e como sabemos, confiança é um ativo comercial importantíssimo em qualquer seguimento.
Eu apenas não entendo o blefe midíatico que vocês falam. Porque mostrar algo sobre um jogo há pouco tempo do lançamento é mais valorozo do que mostrar em seu estado inicial de produção?

Não há promessa quebrada nisso. É como assistirmos um CGI de Horizon Zero Dawn no seu primeiro ano: alguns dinossauros robôs sendo perseguidos por um humano que o caça. E daí se alguém perguntar sobre o que é o jogo "é um jogo de ação com elementos de RPG em um mundo aberto". Pronto. Sei sobre o que se trata. Cyberpunk fez isso, Quantum Break foi apresentado com apenas um CGI que vendia a ideia e lançado efetivamente 3 anos depois. Essa é a prática mais comum e antiga da indústria e não há nada de errado. Sujo é sugerir um lançamento próximo com possibilidade zero disso acontecer.

Atiçar a expectativa da tua audiência é MUUUUITO melhor pros negócios do que esperar até ter uma fatia necessariamente finalizada da versão final.

A Sony que o diga.
 

Tensor Plissken

Viciado
189
278
Brasil
Exato, a MS só se lascou com esse negócio de mostrar coisas antecipadas demais, cancelaram Scalebound e Fable e só não cancelaram o Crackdown 3 para não manchar mais a marcar.
A Microsoft se lascou por vários motivos. Um deles é por ter entregue exclusivos que nem se comparam com os da geração passada e novas IPs que, em sua maioria, floparam: Recore, Quantum Break (que curto), Ryse, Sea of Thieves (obviamente falo de flop em crítica) e o próprio Crackdown que tu citou. A Sony flopou várias também, mas teve muito mais acertos.

É complicado tu vender Scalebound como um dos grandes lançamentos da tua plataforma, cancelar ele, e não ter muita coisa pra entregar no lugar.

A Microsoft foi uma deusa em diversas questões nessa geração, gamepass é uma revolução que vai ser lembrada e copiada pra sempre, mas em questão de exclusivos foi um fiasco. Falo até das IPs consagradas, tirando Forza, que vai muito bem, Halo e Gears tiveram seus jogos menos satisfatórios da marca (pelo menos da franquia principal).

Qualquer fracasso que a Microsft tenha tido passa muito longe de ser porque mostrou o jogo muito cedo.
 
  • Curtir
Reações: freedowsRoO

Tensor Plissken

Viciado
189
278
Brasil
"e não num saco vazio. "

Refletindo sobre essa parte. Se o saco vazio é mostrar algo apenas por mostrar, sendo que não há NADA do jogo ainda, concordo.

Mas gosto de acreditar que 1 ano depois eles devam ter algum avanço pra compartilhar, mesmo que seja apenas uma ideia já muito bem amadurecida.
 

jairopicanco

Viciado
4,487
8,818
Manaus
Atiçar a expectativa da tua audiência é MUUUUITO melhor pros negócios do que esperar até ter uma fatia necessariamente finalizada da versão final.
Não é preciso ser 8 ou 80. Se já tem algo consistente o suficiente pra mostrar numa conferência, que partilhe com os fãs na conferência, que faça o show. Só não acho salutar 'forçar' a barra mostrando coisas avulsas sem um mínimo de garantias que a equipe de desenvolvimento possa trabalhar bem neles, só isso. Sem contar que coloca uma pressão desnecessária na equipe, quem é da área criativa sabe do que estou falando.

E sobre a Sony, acho importante a M$ incorporar aspectos que vem dando certo com a concorrência (no qual se inclui a Nintendo e o recém chegado Google), mas ela deve encontrar seu próprio jeito de trabalhar e lidar com os fãs, sentir a comunidade, trabalhando para agradar os de dentro ao passo que vai ganhando os de fora, e não tentar a todo custo emular o que o concorrente faz.
 
Última edição:
  • Curtir
Reações: freedowsRoO

Maxximu

Casual
3,140
2,228
Acho que o Phil Spencer disse mais de uma vez que não gosta de anunciar coisas que demoram mais de 3 anos para sair.
Me lembro disso pq zuei muito um amigo meu sonista que espera não menos de 5 anos para GoW (tanto o 3, qto esse reboot).

Só quero coisas novas. Reembalar jogos antigos pq em algum momento do passado fizeram fama é uma coisa muito tosca.
Alguém ali atrás ficou triste por Phanton Dust foi cancelado, eu sou um que nunca jogou, qdo pesquisei um pouco fiquei feliz pq cancelaram.
 

freedowsRoO

Novato
2,786
2,479
Rondonópolis - MT
Acho que o Phil Spencer disse mais de uma vez que não gosta de anunciar coisas que demoram mais de 3 anos para sair.
Me lembro disso pq zuei muito um amigo meu sonista que espera não menos de 5 anos para GoW (tanto o 3, qto esse reboot).

Só quero coisas novas. Reembalar jogos antigos pq em algum momento do passado fizeram fama é uma coisa muito tosca.
Alguém ali atrás ficou triste por Phanton Dust foi cancelado, eu sou um que nunca jogou, qdo pesquisei um pouco fiquei feliz pq cancelaram.
Ta ai mais um que entra no hall de apresentação precoce. Mostraram um trailer do jogo lá em 2014 se não me engano (trailer mto bom por sinal) e parou por ai, nunca mais se viu nada, tem só uma gameplay escondida pelo youtube que mostra algo em desenvolvimento, uma gameplay mto ruim por sinal. Claramente o projeto estava no ventre ainda e não tinham nada definido.

Phanton Dust é um puta jogo, dei uma chance quando 'relançaram' para one e achei a mecânica e enredo simplesmente fantásticos.


A Microsoft se lascou por vários motivos. Um deles é por ter entregue exclusivos que nem se comparam com os da geração passada e novas IPs que, em sua maioria, floparam: Recore, Quantum Break (que curto), Ryse, Sea of Thieves (obviamente falo de flop em crítica) e o próprio Crackdown que tu citou. A Sony flopou várias também, mas teve muito mais acertos.

É complicado tu vender Scalebound como um dos grandes lançamentos da tua plataforma, cancelar ele, e não ter muita coisa pra entregar no lugar.

A Microsoft foi uma deusa em diversas questões nessa geração, gamepass é uma revolução que vai ser lembrada e copiada pra sempre, mas em questão de exclusivos foi um fiasco. Falo até das IPs consagradas, tirando Forza, que vai muito bem, Halo e Gears tiveram seus jogos menos satisfatórios da marca (pelo menos da franquia principal).

Qualquer fracasso que a Microsft tenha tido passa muito longe de ser porque mostrou o jogo muito cedo.
Te entendo e concordo contigo que a MS não teve nenhum jogo mais 'aclamado' pela critica nessa geração. Mas é como o @jairopicanco disse, não precisa ser 8 ou 80, se tem algo bacana e bem encaminhado ai sim, só não mostra algo que praticamente nem saiu do papel ainda só para fazer volume e acabar sendo cancelado no meio do caminho.

Uma coisa é certa, podemos ficar tranquilo em relação a jogos, com essa porrada de estúdio vamos ser bombardeados com jogos 1P.
 
  • Curtir
Reações: jairopicanco

Maxximu

Casual
3,140
2,228
Uma coisa é certa, podemos ficar tranquilo em relação a jogos, com essa porrada de estúdio vamos ser bombardeados com jogos 1P.
Que assim seja. Estamos precisando de jogos First Party.

Fica clara a divisão de tipos de jogos com o passar do tempo.
Sony single player.
MS multiplayer com coop.

Querer um single na MS não é pecado, o problema é querer comparar toda uma forma utilizada há anos e querer que a plataforma adversaria tenha o mesmo conteúdo. Ou o contrário.
 
  • Curtir
Reações: freedowsRoO
1,769
1,286
São Carlos
Que assim seja. Estamos precisando de jogos First Party.

Fica clara a divisão de tipos de jogos com o passar do tempo.
Sony single player.
MS multiplayer com coop.

Querer um single na MS não é pecado, o problema é querer comparar toda uma forma utilizada há anos e querer que a plataforma adversaria tenha o mesmo conteúdo. Ou o contrário.
Eu vejo mais esse foco na Sony do que na MS.

Acho que a MS explorou todos os lados, teve os jogos single e multi.
 

Saci

Heimdall dos Pampas
Moderador
9,621
12,081
Minecraft após 10 anos chega em quase 180 milhões de unidades (176 milhões, conforme anunciado) .

A MS adquiriu a franquia em 2014. Se valeu a pena? Veja o gráfico:



É inacreditável.
É uma entidade grande demais pra se manter sozinha, principalmente com seu criador (renegado) dando piti pois não conseguia lidar com a expectativa das pessoas. Que bom que ficou com a MS (uma vez que manteve multiplataforma e não usou pra forçar a compra de seus hardwares exclusivos). Se a Activision ou EA (ou Tencent) tivessem abocanhado, acho que não daria coisa melhor, não.
 

jairopicanco

Viciado
4,487
8,818
Manaus
Minecraft após 10 anos chega em quase 180 milhões de unidades (176 milhões, conforme anunciado) .

A MS adquiriu a franquia em 2014. Se valeu a pena? Veja o gráfico:



É inacreditável.
É uma entidade grande demais pra se manter sozinha, principalmente com seu criador (renegado) dando piti pois não conseguia lidar com a expectativa das pessoas. Que bom que ficou com a MS (uma vez que manteve multiplataforma e não usou pra forçar a compra de seus hardwares exclusivos). Se a Activision ou EA (ou Tencent) tivessem abocanhado, acho que não daria coisa melhor, não.
Será que passa de 200 milhões?
 
  • Curtir
Reações: freedowsRoO

MainFrame93

Velhato
PXB Gold
712
959
Curitiba
Minecraft após 10 anos chega em quase 180 milhões de unidades (176 milhões, conforme anunciado) .

A MS adquiriu a franquia em 2014. Se valeu a pena? Veja o gráfico:



É inacreditável.
É uma entidade grande demais pra se manter sozinha, principalmente com seu criador (renegado) dando piti pois não conseguia lidar com a expectativa das pessoas. Que bom que ficou com a MS (uma vez que manteve multiplataforma e não usou pra forçar a compra de seus hardwares exclusivos). Se a Activision ou EA (ou Tencent) tivessem abocanhado, acho que não daria coisa melhor, não.
Curiosamente o Satya Nadella passou a ser CEO em fevereiro de 2014 (antes da aquisição da Mojang) Não duvido que tenha dedo dele nisso.

Só fico pensando se não abre margem pra tentar um Minecraft 2 com algo mais bonito e menos quadrado